Atualmente, na internet e também fora dela, se fala muito em minimalismo, ou seja, aprender a viver com menos e conseguir ter mais experiências com menos recursos. Mas muita gente acaba confundindo esse termo com “passar necessidade”, “não atender aos seus desejos” ou, ainda, com “viver uma vida miserável”. E não é bem assim.

Quando se adota um estilo de vida minimalista, há uma mudança de pensamento e uma “virada de chave”, como costumamos falar. Então, a partir dessa mudança de mindset, você começa a perceber que muitas das coisas que antes você julgava que eram essenciais na sua vida não são mais. E que você consegue viver muito bem, satisfeito e feliz, sem elas.

E esse minimalismo pode se expressar na arte, na cultura, na ciência e em muitos outros campos. Ou seja, em tudo que tenha como base a preocupação em fazer uso de poucos elementos. Logo, é possível haver uma casa, um quadro, um guarda-roupa, e até um estilo de vida minimalista, usufruindo, neste caso, dos benefícios do minimalismo até mesmo quando o assunto é finanças pessoais.

Acreditamos que já deu para você entender um pouco da essência do minimalismo, não é mesmo? Mas vamos entendê-lo um pouco mais a fundo? Continue a leitura que, a seguir, vamos falar um pouco mais sobre esse estilo de vida e lhe apresentar as 6 principais lições e benefícios do minimalismo, os quais você pode usufruir no seu dia a dia.

Mas, afinal, o que é minimalismo?

Apesar de parecer um termo muito recente e considerado “da moda”, o movimento minimalista tem sua origem no século XX, podendo ser visto e identificado principalmente na arte. Mas, com o passar do tempo, essa forma de expressão foi sendo utilizada também em outros aspectos da vida cotidiana.

Assim, apesar de caracterizá-lo didaticamente como um estilo de vida, o minimalismo vai muito além. Por acreditar no “SER” e não no “TER”, ele pode ser entendido também como uma ferramenta em busca da felicidade. Isso porque, quando se corta os excessos, é possível enxergar e ter tempo para se dedicar às coisas realmente essenciais. Dessa forma, ao se preocupar em ter/possuir menos, é possível ser mais livre.

Aparentemente, principalmente diante dessa sociedade consumista na qual estamos inseridos, ser minimalista é algo difícil, doloroso e para algumas pessoas até impossível, porque parece ser muito distante de tudo que estamos acostumados.

Mas o pesquisador Marcelo Vinagre Mocarzel explica que “os minimalistas têm buscado combater o consumismo por dentro do sistema. Isso quer dizer que eles trabalham, se vestem normalmente e até consomem.” A diferença é que um consumo consciente, pois existe um pensamento crítico diante do consumo e, por isso, ele acaba sendo diminuído.

E o minimalismo financeiro?

Se o termo minimalismo já é algo que vem sendo discutido e popularizado apenas nos últimos anos, apesar de sua origem ser antiga, o minimalismo financeiro é um assunto ainda mais recente. Mas a relação é bem lógica e evidente: se você precisa de poucos elementos para viver bem, consequentemente você comprará menos e, comprando menos, muito provavelmente terá uma melhor saúde financeira.

Então, para começar a adotar uma visão minimalista no seu dia a dia, pergunte-se sempre os porquês das suas compras. Tente investigar se você está consumindo apenas por pressão social, por carência afetiva, por ansiedade ou por compulsão.

Após identificar as causas do seu consumo excessivo, passe sempre a se perguntar a necessidade daquela nova compra: você vai realmente usar o que comprou? De zero a dez, quanto você precisa disso no seu dia a dia? Por quanto tempo você irá utilizar esse item? Qual necessidade sua esse item irá atender? Você já tem algo semelhante em casa?

Ao se fazer essas e outras perguntas antes de efetuar as compras, você começará a ver o seu consumo diminuir e passará a ter uma visão muito mais crítica e consciente. Assim, evidentemente, lhe sobrará mais recursos financeiros para que você possa aplicar nas coisas que realmente são importantes e essenciais, estabelecendo uma relação saudável com o dinheiro.

Minimalismo: 6 principais lições e benefícios

Se você leu tudo direitinho até aqui já deu para perceber que essa concepção pode trazer inúmeros benefícios para sua vida, desde ter mais espaço em casa até melhorar a sua saúde financeira. Mas, agora, vamos te apresentar 6 lições do minimalismo. Acompanhe!

1. Ter menos é ser mais feliz

Quando você começa a inserir o minimalismo na sua vida, logo você percebe que todo aquele consumo excessivo não iria lhe trazer felicidade. Pelo contrário, esse consumo era um impeditivo, pois você estava deixando de investir em experiências que iriam lhe trazer mais felicidade. Na realidade, você só estava adquirindo itens que você julgava essenciais, mas que não eram.

2. Saiba quanto custam os seus sonhos

Quando você sabe exatamente quais são os seus sonhos e de quanto você irá precisar para realizar cada um deles, ficará muito mais fácil e menos doloroso cortar os excessos. Isso porque você terá a real noção da distância que se encontra dos seus sonhos e terá mais motivação para realizar os cortes que forem necessários para alcançá-los.

3. Vivendo com mais

Muitas pessoas veem o minimalismo como um estilo de vida de sacrifícios, de frustrações, de falta, de escassez. Mas quando se adota essa concepção diante da vida, elas percebem que é possível viver com mais: mais tempo, mais dinheiro, mais alegrias, mais leveza, mais espaço, ou seja, vivendo na abundância do que realmente importa.

4. Qualidade x Quantidade

Ao adotar o minimalismo, você começa a dar mais importância para a qualidade das coisas que o cercam, do seu convívio, do que para a quantidade de itens que você possui. E mudar essa mentalidade trará reflexos em vários aspectos da sua vida, principalmente no financeiro.

5. Desapego

Essa é uma qualidade que você consegue adquirir com o minimalismo, não é um pré-requisito, é algo que você conquista quando busca viver uma vida minimalista. Sendo desapegado você se sentirá muito mais livre e poderá focar naquilo que realmente lhe trará mais benefícios e mais felicidade. Obviamente, lhe ajudará a focar no seu crescimento pessoal e financeiro.

6. Nossas memórias estão dentro de nós

Com o minimalismo você percebe que não são as coisas que você possui que lhe transformarão ou ficarão guardadas na sua memória, mas sim as experiências que você vivencia ao longo da sua jornada.

Portanto, descubra o estilo de vida minimalista e veja a vida com outros olhos, aproveitando todos os benefícios do minimalismo em todos os aspectos do seu cotidiano.

Gostou dessa perspectiva? Então compartilhe este artigo com seus amigos nas redes sociais e conta pra gente nos comentários o que você acha sobre o assunto, ok? E não se esqueça de se inscrever em nossa newsletter! 

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *