Se você acompanha o Blog de Valor já deve saber que acumular patrimônio é a melhor forma de obter tranquilidade financeira e realizar seus objetivos de vida. Porém, neste processo de poupar dinheiro e formar o patrimônio, costuma existir um grande obstáculo a ser superado por muita gente: o consumismo desenfreado e impulsivo.

Poucas pessoas sabem, mas existem formas simples de driblar este problema. A principal delas está relacionada ao minimalismo e ao consumo consciente. Continue lendo o artigo de hoje e saiba como evitar o desperdício de dinheiro e alavancar seu patrimônio ao longo dos anos.

O consumo exagerado

Antes de falar sobre minimalismo e o consumo consciente, é preciso falar sobre o consumismo. É comum, no dia a dia de qualquer um, precisarmos de determinados produtos para nosso bem-estar e saúde, que vão desde uma escova de dente que utilizamos diariamente até o travesseiro no qual dormimos todas as noites.

O problema é quando estas compras ultrapassam a necessidade – e até mesmo o bom senso – e passam a trazer mais problemas que soluções, na prática. É o que chamamos de consumismo.

As pessoas podem utilizar o consumismo como uma válvula de escape para diversas questões no dia a dia – como aquelas de cunho emocional. Quando uma pessoa está estressada, por exemplo, é bastante comum que ela tenha o pensamento de dar uma volta no shopping e comprar algumas coisas.

Esta atitude, entretanto, pode ser prejudicial à vida financeira e à acumulação de patrimônio de qualquer um. Além disso, o acúmulo exagerado de itens em casa também não é saudável, e pode criar uma série de problemas e dificuldades ao longo do tempo.

A saída para este problema pode ser o minimalismo e o consumo consciente. Saiba mais sobre estes conceitos a seguir.

O consumo consciente

Consumir de forma consciente significa que você pode continuar comprando itens, mas não de forma indiscriminada ou impulsiva. É necessário pensar um pouco, ver o que é necessário, pesar prós e contras, dar-se uns dias para analisar a compra.

Desta forma, você protege seus rendimentos e também passa a dar mais valor a seu dinheiro. Como conseqüência, você tende a poupar mais dinheiro e acumular patrimônio com maior facilidade ao longo do tempo.

O minimalismo

Esta palavra, que parece estar em voga ultimamente, diz respeito a um estilo de vida que busque se focar em qualidade e não em quantidade. Aqui se aplica a ideia de que menos é mais: menos consumo e um menor volume de itens materiais podem acarretar em mais tranquilidade, mais saúde financeira, mais satisfação.

O ponto chave do minimalismo é desapegar do que for excessivo, do que estiver sobrando. Por exemplo: se você tiver 20 camisas e utiliza apenas 10, pode doar as outras 10 para alguém que precisa, ficando com menos coisas entulhada e abrindo espaço no guarda-roupa.

Mas engana-se quem acredita que seguir o minimalismo seja passar apertado, ser “pão duro”, ficar com menos do que o necessário e nunca comprar nada. É mais uma busca por equilíbrio e por manter o que é essencial.

Tirando o foco da vida das coisas materiais, sobra mais espaço, mais dinheiro, energia e tempo para se focar no que for de fato mais essencial; sobra espaço mental para ter uma maior noção do que é importante para você e para refletir sobre o sentido das coisas e até mesmo da sua vida.

Praticando no dia a dia

Praticar o minimalismo e o consumo consciente não é uma tarefa fácil, mas é bastante possível se você manter o foco e a força de vontade no dia a dia. Confira a seguir algumas dicas para aplicar o minimalismo e o consumo consciente na sua vida e evitar o desperdício do seu dinheiro:

Conheça seu momento atual e estabeleça diretrizes

Perceber como é seu estilo e momento de vida atual quanto ao consumo e ao controle financeiro – por exemplo, se você consome muito, se consome sem consciência, se gasta mais do que deveria ou se consegue ter pleno controle financeiro – é o primeiro passo para evitar impulsos e praticar o minimalismo.

Desta forma, você consegue ter maior clareza sobre sua vida financeira, sobre seus itens materiais e seu estilo de vida. Tendo consciência disso, é possível saber em que é necessário mexer para melhorar, estabelecendo diretrizes a serem seguidas a partir daí.

Desapegue

Desapegar não significa não dar valor ao que se possui – muito pelo contrário. Com o desapego ao que não é necessário, sobra mais espaço físico e mental para valorizar o que for preciso.

Uma forma de praticar o desapego minimalista é separando itens que você não utiliza, que não servem mais, que foram comprados por impulso e doar para alguém que precisa – ou até mesmo vender pela internet.

Outra opção é buscar grupos de troca online. Se você tem alguns livros que não pretende reler na estante, por exemplo, pode trocar com alguém que queira ler e conseguir outros volumes do seu interesse.

Seja realista com seu estilo de vida

Você não precisa se tornar radical ao praticar o minimalismo; não é necessário doar tudo o que se tem e viver em um pequeno trailer com uma calça jeans e duas camisetas, como muita gente imagina. Basta adequar a ideia da simplicidade com seu estilo de vida e com as suas prioridades, da melhor forma que puder.

Pequenas mudanças de hábito já podem ser suficientes para evitar o consumo por impulso e ajudar você a manter uma vida muito mais leve e com muito mais dinheiro no seu bolso.

Evite o consumismo

Utilizar o consumismo para lidar com estresse ou com uma crise não é e nunca será uma boa ideia. Este tipo de prática acarreta em gastos desnecessários e acúmulo de objetos superficiais. Por isso, consuma quando a mente estiver serena, a fim de ter controle financeiro das suas ações.

Tenha um planejamento financeiro

Planejar-se financeiramente e organizar as finanças é um importante passo para quem deseja praticar o minimalismo e o consumo consciente. Saber quanto você tem, o quanto pode gastar e para onde deve ir seu dinheiro é fundamental para evitar compras por impulso – permitindo que você se foque os seus objetivos de curto, médio e longo prazo quando o assunto é finanças.

Além disso, com o planejamento financeiro você consegue definir suas metas com clareza e dar andamento – com muito mais facilidade – ao processo de acumulação de patrimônio e liberdade financeira.

E você, já pensou em colocar algumas destas dicas em prática e buscar o minimalismo e o consumo consciente no seu dia a dia? Deixe seu comentário e compartilhe conosco suas experiências!

 

Quer aprender mais sobre investimentos e finanças? Então conheça o treinamento online “O Investimento Perfeito”. Clique aqui e saiba mais sobre o curso!

Autor

Equipe André Bona

Nosso site é um site de educação financeira independente com a missão de auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e os seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *