Economizar nas refeições pode ser um enorme desafio. Não é incomum irmos ao supermercado e nos assustarmos com os valores dos produtos e os respectivos aumentos, que às vezes, parecem ser absurdos. Esses valores altos refletem também nas refeições que fazemos fora de casa em estabelecimentos comerciais.

Comer fora pode pesar muito no bolso. Se alimentar em restaurantes está ficando cada vez mais caro e todos os anos as pessoas são surpreendidas com mais aumentos nos preços. De acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Benefícios ao Trabalhador (ABBT), o trabalhador gasta em média 34% do seu salário somente comendo fora!

Isso é muito assustador! Felizmente, há como diminuir as despesas com essas refeições. Mas, o que fazer para reduzir os custos da alimentação? É sobre isso que este artigo tratará!

Quer saber como economizar dinheiro comendo fora de casa?  Então leia o artigo e descubra!

Evite ir em restaurantes com buffet

É nesses restaurantes que você pode acabar gastando mais do que deveria. Por isso, analise os restaurantes que existem por perto e veja algum que seja “buffet livre” por um valor acessível ou aqueles que cobram um valor único por pessoa.

Restaurantes que cobram uma taxa fixa para comer são mais fáceis para controlar os gastos, pois você já sabe o quanto irá despender.

Compre lanches ou refeições prontas nos supermercados

Se você estiver na rua e encontrar algum mercado por perto, que tal entrar e ver o que há para comer? Muitos deles possuem padaria e um local que oferece marmitas ou lanches, que acabam sendo muito mais em conta do que comer uma refeição em um restaurante ou numa lanchonete.

Alguns oferecem até marmita completa por valores super baixos. Caso não encontre esse tipo de refeição, às vezes um sanduíche natural pode ser suficiente para matar sua fome, não é mesmo?

Leve comida de casa

Se você tiver tempo para preparar o almoço da semana para levar ao trabalho, essa com certeza é a melhor opção. Comida feita em casa é sempre mais saudável.

Isso porque não sabemos o modo como os alimentos são manuseados nos restaurantes. Por isso, a melhor maneira de economizar e manter-se saudável é levando marmita de casa.

Leve outros lanches na bolsa

Evite sair de casa sem algum lanche para beliscar na hora em que sentir fome. Por isso, tenha sempre algo que você possa comer de imediato na sua bolsa, seja uma barrinha de cereais, chocolate, sanduíche ou um pacote de amendoim. Não importa o quê, mas leve algo que mate sua fome caso seja preciso.

Se você não tiver nada e ficar com fome, a tendência é que escolha o primeiro lugar por perto ou pegue mais comida que o necessário na hora de servir seu prato. Quando estamos com fome, acabamos comprando mais do que o suficiente para saciá-la.

Ter algo na bolsa de imediato para comer pode evitar que você gaste dinheiro à toa ou coma mais que o ideal. Ainda, ande sempre com uma garrafa de água. O nosso cérebro confunde sede com fome e você pode acabar comprando algum alimento, sendo que seu corpo só precisava ser hidratado.

Coma em horários diferentes

Essa pode ser um pouco mais difícil. Alguns restaurantes deixam o valor da comida mais barato após o horário de “pico” do almoço. Ou seja, após as 14 horas, geralmente o valor baixa consideravelmente no final do expediente ou quando a comida está no fim.

Contudo, isso não acontece em todos os lugares e depende da cidade e dos estabelecimentos. Para se beneficiar disso, você precisará pesquisar.

Se trabalha em algum lugar com horário estabelecido, conversar para fazer o horário de almoço fora do padrão pode ser uma alternativa. Não custa tentar, não é mesmo?

Converse com restaurantes que entregam marmita

Às vezes, pedir uma marmita pode ser muito mais barato. Pesquise restaurantes que fazem isso e que cobram um valor mais acessível. Se você conversar e pedir marmita todo dia, quem sabe não consegue um desconto? Alguns estabelecimentos realmente dão descontos para quem é cliente fiel.

Por isso, converse e tente fechar um acordo para pedir marmitas todos os dias e pagar um valor acessível ao seu bolso.

Divida o almoço entre colegas

Sabe aquelas festas de final de ano que todo mundo resolve se encontrar e cada um leva alguma coisa para comer? Então, isso não precisa acontecer somente em festas.

Que tal combinar com os outros colegas de trabalho para cada um levar algo para comer todos os dias e vocês fazerem uma refeição em conjunto?

Isso pode ser divertido, fazer a equipe ficar mais entrosada e pode sair bem em conta para todo mundo. Por isso, não custa tentar e combinar de fazer isso algumas vezes no trabalho. Se der certo, pode ser feito todos os dias.

Coma em restaurantes conveniados

Há restaurantes que dão descontos para estudantes, trabalhadores de uma determinada empresa, sócios de um determinado clube ou que pertencem a uma profissão ou sindicato.

Veja se você não tem um convênio que possa dar descontos em algum lugar. Assim, poderá comer por valores mais baixos do que na maioria dos lugares.

Se nada der certo, coma em restaurantes com buffet

A primeira dica do artigo foi evitar restaurantes com buffet. Em muitas cidades, o valor do buffet pode ser muito alto, principalmente em shoppings e aeroportos, por exemplo.

Muitas vezes pode ser fácil encontrar buffet livres que são mais baratos, mas se isso não for possível, escolha o self service mais em conta da região.

Esses restaurantes costumam ser mais baratos do que aqueles à la Carte, os rodízios ou as churrascarias. Contudo, há algumas dicas que podem ajudar a não gastar muito na hora de comer nesses lugares. Veja a seguir:

1. Deixe a carne de lado

As carnes podem encarecer muito o prato. Por isso, pegue um prato com mais carboidratos e saladas. Você vai se sentir saciado e pagar menos pela comida.

2. Não escolha carne com osso

Se você não resiste a uma proteína animal, evite pegar as que tem osso, como as coxas de frango e bistecas de porco. Se quiser fazer um teste, sirva-se com uma coxa de galinha e depois de terminar de comer, pese o prato com o osso para ver o quanto você deixou de economizar.

3. Leve bebida de casa

As bebidas no restaurante são muito caras. Leve a bebida de casa ou deixe para tomar depois, no trabalho. Caso não queira levar uma garrafa de água na bolsa ou entrar com ela no restaurante, dívida uma bebida com outro colega ou deixe para comprar em algum mercado por perto.

4. Controle o desejo pela sobremesa

Se você é daqueles que não resiste a um doce depois de comer, evite comprar algo no restaurante. Alguns restaurantes dão sobremesa gratuita. Assim, se quiser algo diferente, coma a que está incluída no serviço.

Caso não haja sobremesa de cortesia, pague seu almoço e resista ao desejo de comprar o que está exposto. Na pior das hipóteses, compre em um mercado ou leve algo na bolsa, feito em casa mesmo.

Economizar nas refeições pode parecer difícil, mas há diversas maneiras criativas de evitar gastar muito na hora de comer fora de casa. Você tem noção do quanto gasta em refeições nos restaurantes? Se não, faça suas contas e com certeza irá se surpreender com o valor.

Pare de gastar quantias exorbitantes com isso, utilize as dicas e comece a economizar dinheiro para o que realmente importa!

E você, já sabe o que vai fazer com o dinheiro que vai começar a poupar com as dicas para economizar na hora de comer fora? Então assine a newsletter, aprenda sobre investimentos e saiba como utilizá-lo de forma inteligente!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *