Ficar endividado é algo comum na sociedade brasileira. Devido a esse fato, limpar o nome após a quitação das dívidas parece ser algo difícil. Segundo uma pesquisa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o percentual de famílias brasileiras endividadas é de cerca de 60,1% em 2019. Um número assustador, não acha?

Ficar cheio de dívidas e com o “nome sujo” é ruim, pois a pessoa fica sendo vista como uma “mal pagadora” e não consegue crédito quando necessário. Ainda, fica impossibilitada de fazer cadastros em diversos estabelecimentos, o que pode ser prejudicial em casos de extrema necessidade.

Mas como deixar o nome limpo para ficar com uma boa reputação depois de pagar as dívidas? É sobre isso que falaremos no texto!

Pagou alguma dívida ou vai pagar e precisa limpar o nome? Então leia o artigo e descubra como fazer isso da melhor maneira!

Se você ainda vai pagar as dívidas

Caso você esteja com o nome sujo e quer muito mudar essa situação, você pode acessar o site do Serasa Limpa Nome e consultar suas dívidas. Se você não tem cadastro, saiba que isso pode ser feito rapidamente pelo site www.serasaconsumidor.com.br/. O cadastro é grátis e você só precisa preencher seus dados.

No site, você poderá ver suas dívidas e escolher uma forma de negociação que seja mais favorável para a sua condição financeira. Depois de escolher a melhor opção, siga para os próximos passos, gere o boleto e realize o pagamento.

Depois que sua dívida foi paga, as empresas para as quais você devia poderão dar baixa na sua despesa e seu nome poderá ficar limpo novamente no sistema. Ou seja, sem registros de pendências financeiras.

Qual o prazo para deixar o nome limpo?

Ninguém gosta de ficar com o nome restrito por muito tempo. Tanto que, quando precisamos ter o nome limpo para realizar algo que precisamos, esse prazo pode ser uma eternidade. Todos devem se atentar ao tempo limite para o registro ser baixado do sistema Serasa.

Após a quitação da dívida, a empresa credora tem até 5 dias úteis para retirar a dívida do nome do consumidor do banco de dados do Serasa. Ou seja, a empresa deve baixar a pendência do seu CPF e deixar seu nome limpo nesse prazo, após o pagamento.

Vale lembrar que o prazo começa a contar a partir da efetivação do pagamento, isto é, quando o pagamento for confirmado. A empresa também tem a obrigação de entregar ao cliente um recibo ou comprovante de que a dívida foi quitada.

Como descobrir que seu nome foi retirado do SPC?

Como visto, o seu registro deve sair da lista do Serasa/SPC após 5 dias, a contar da data do pagamento. Espere pelo menos os cinco dias úteis para certificar-se que o seu nome esteja limpo. Caso você tenha deixado de fazer o pagamento de alguma dívida, possivelmente encontrará o registro no SPC/Serasa, facilitando a consulta.

Para descobrir se o seu nome foi retirado do cadastro de devedores, acesse o site do Serasa e pesquise pela informação. Você também pode consultar pessoalmente, nos postos de atendimento. Caso opte por fazer a consulta fisicamente, tenha em mãos seus documentos pessoais.

O prazo passou mas ainda o nome continua sujo. Como proceder?

Na prática, pode acontecer de você quitar suas despesas e ainda continuar com o nome no rol de devedores. Não é algo incomum de acontecer, podendo deixar muita gente numa situação difícil quando a baixa da pendência financeira é urgente ou ainda quando a pessoa precisa comprar algo parcelado ou solicitar crédito, por exemplo.

Felizmente, essa situação pode ser resolvida de forma simples. Uma das alternativas é ir a um posto de atendimento do órgão nos quais seu nome estava incluído no cadastro de inadimplentes e requerer informações. Outra alternativa é entrar em contato diretamente da empresa.

Se mesmo com as dívidas quitadas a instituição não remover seu nome do cadastro de devedores, você poderá precisar entrar com um processo exigindo a baixa da negativa e, eventualmente, danos morais.

É bom ressaltar que ninguém pode ter seu nome inscrito no cadastro de devedores sem que tenha sido avisado previamente. O mesmo vale para os casos em que a dívida esteja sendo discutida em processo judicial.

O que é preciso ter em mãos para provar que uma dívida foi paga?

Desde o momento do pagamento, se você tiver registro de todos os passos dados na plataforma do Serasa até a quitação da dívida, guarde-os. O mais importante é manter guardados os recibos de pagamentos emitidos pelo banco ou pela lotérica.

Por isso, caso precise provar que quitou o que devia, tenha em mãos esses documentos para demonstrar que não está mais em débito com o credor.  Lembre-se de guardar o recibo do pagamento das dívidas por pelo menos 5 anos.

O que e uma dívida que “caducou”?

Uma dívida considerada “caduca” é aquela em que o prazo de exigência legal já expirou. Por isso, não pode mais ser cobrada oficialmente, pelos meios judiciais, mesmo que não tenha sido quitada.

Se uma dívida completa 5 anos não pode mais constar nos bancos de dados do SPC/Serasa. Ou seja, se você tinha uma dívida e não efetuou o pagamento, depois de 5 anos a empresa não poderá mais exercer meios coercitivos para cobrar de você, como a inserção no rol de devedores.

O estabelecimento credor, seja uma loja, um banco ou outro tipo de comércio ainda pode fazer a cobrança com juros da sua dívida, pois ela não deixa simplesmente de existir.

Na prática, pode haver estabelecimentos que entrem com uma ação de cobrança da dívida contra o devedor depois desses 5 anos. Contudo, ela não prospera devido ao tempo de prescrição. O entendimento é de que se a empresa quisesse tomar essa providência, deveria ter feito antes do decurso do prazo de 5 anos.

Mas isso não significa que a empresa não possa negar outro pedido de crédito que você realize! Por não ter pago o que devia, o estabelecimento pode sim lhe dar uma negativa.

O que fazer depois que o nome ficou limpo?

Se livrar das dívidas pode ser difícil e demorado. Pagar juros não é nada agradável, e quem passou por isso sabe como é ruim ficar nessa situação. Por isso, o correto agora é cuidar para não voltar para a vida de endividado!

Isso só é possível por meio da educação financeira. Com esse conhecimento, você:

  • vai adquirir visão crítica;
  • saberá controlar seus impulsos;
  • entenderá que dinheiro e um recurso finito e que precisa ser usado com sabedoria;
  • saberá definir objetivos e metas;
  • terá mais autonomia e poder na hora de controlar suas finanças;
  • vai melhorar sua qualidade de vida;
  • terá uma boa vida financeira;
  • aprendera a fazer seu dinheiro render

Ainda há muito mais benefícios que a educação financeira pode lhe dar. Por isso, busque educar-se e evite voltar para uma vida de endividado que isso só lhe trará mais prejuízos!

Conclusão

Limpar o nome pode ser difícil, pois de forma geral as pessoas não sabem lidar com suas finanças. Assim, pode demorar anos para acontecer do indivíduo conseguir ter o nome limpo novamente. Contudo, depois que as despesas são quitadas, o nome deve ser retirado do rol de devedores em pouco tempo.

Ter o nome limpo e uma vida livre de dívidas é excelente para nossa saúde financeira, mental e social. Portanto, planeje-se para quitá-las o mais rápido possível e estude para ter uma vida financeira melhor!

E aí, já pensou o que você pode fazer com o dinheiro que vai deixar de pagar em juros e dívidas? Então assine a Newsletter e aprenda a melhorar sua vida financeira com muita informação e ensino de qualidade!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *