Quem começa a pesquisar sobre investimentos e especulação na renda variável e mercado de ações costuma ter muitas dúvidas. Algumas das mais importantes dizem respeito a como realizar as operações no home broker.

Por exemplo: de que forma as ações são vendidas e como identificá-las são questionamentos comuns para investidores iniciantes. Embora os papéis sejam geralmente negociados por lotes, também é possível operar no mercado fracionário.

Você sabe o que é esse mercado e como ele funciona? Vale a pena descobrir para aprender a investir em ações com menos dinheiro. Vamos lá?

O que é o mercado fracionário?

A primeira informação que precisamos dar neste post é que as ações são tradicionalmente compradas e vendidas por lotes de cem. Assim, quem deseja investir em determinada empresa no mercado tradicional precisaria adquirir um lote.

Na prática, isso significa que se determinado papel é negociado a R$ 10,00 o investidor precisaria desembolsar mil reais para ter um lote tradicional. O que fazer se você não tem todo o dinheiro? Ou se tem o valor, mas seu desejo é diversificá-lo em mais de uma empresa?

A alternativa é exatamente investir por meio do mercado fracionário. Ele permite que sejam compradas e vendidas ações fora do lote mínimo. Logo, torna-se viável comprar os papéis do nosso exemplo com qualquer valor acima dos R$ 10,00 cobrados por cada ação.

Você pode, inclusive, adquirir apenas uma ação, pagando o preço unitário. Ou emitir ordem de compra para qualquer número de ações no intervalo entre uma e cem. Vamos supor que alguém queira investir R$ 500,00 na companhia — ele será dono de 50 ações.

Como operar no mercado fracionário?

Agora que você já sabe do que se trata o mercado que possibilita negociar frações do lote mínimo de papéis na bolsa de valores, veja o que precisa é necessário para operar nele.

Entender o funcionamento do mercado fracionário

Antes de tudo, é importante compreender que o mercado integral e o mercado fracionário são ambientes independentes na bolsa de valores. Ou seja, negociar as ações fracionadas não significa simplesmente comprar parte de um lote.

Na verdade, os papéis fracionados são comprados e vendidos em um mercado diferente daqueles organizados em lotes. Isso significa, entre outras coisas, que características como liquidez e preços também podem ser diferentes entre eles.

Ter esse conhecimento é essencial para não se surpreender negativamente ao operar no mercado fracionário. Entenda que a relação entre oferta e procura diverge nos dois mercados e tal questão traz particularidades que podem afetar suas ordens de compra e venda.

Saber como operar no home broker

Depois de entender que o mercado fracionário funciona de forma independente, chega a hora de saber: afinal, como operar nele? As negociações acontecem normalmente pelo home broker de uma corretora ou banco de investimentos.

O acesso ao mercado fracionário é bem simples. Basta encontrar o código das ações que quer negociar e adicionar a letra F ao final dele. Vamos pensar em um papel fictício com o código ABCD1.

Para comprar frações de um lote, é só digitar ABCD1F na busca do home broker. Então você terá acesso ao mercado. A partir daí, siga normalmente a operação de compra, analisando as últimas negociações, o preço médio e emitindo sua ordem.

Voltando ao nosso exemplo de uma ação que está sendo negociada a R$ 10,00 e um investidor que tem R$ 500,00 para investir, ele emitirá uma ordem para compra de 50 ações. Assim, logo que a operação for liquidada, a quantidade ficará disponível na carteira dele.

Quais são as vantagens do mercado fracionário?

Chegamos até aqui e já falamos sobre o que é o mercado fracionário, como ele funciona e de que forma operar nele. Mas será que é vantajoso utilizá-lo para negociar papéis em frações fora do lote tradicional?

Certamente, sim. Conheça algumas vantagens proporcionadas para quem opera no mercado fracionário.

Acessibilidade

Sem dúvida, um grande benefício da existência desse mercado é a acessibilidade a pequenos investidores. Afinal, nem todos têm dinheiro suficiente para negociar apenas os lotes mínimos de cem ações para cada empresa.

Como você viu, dependendo do valor de cada papel estaremos falando de quantias relativamente altas, como mil ou dois mil reais. Portanto, se não houvesse a possibilidade de adquirir frações, seria inviável investir na renda variável com pouco dinheiro.

A alternativa seria poupar valores menores até ter o suficiente. Mas fazer isso limitaria os ganhos dos investidores, já que adquirindo frações eles podem ter acesso às vantagens do mercado financeiro de maneira mais rápida.

Outro ponto positivo do mercado fracionário é possibilitar investimentos frequentes. Em vez de juntar a quantia para adquirir um lote, o investidor pode desenvolver o hábito de comprar constantemente novas ações.

Diversificação

Uma das orientações mais compartilhadas entre investidores e especialistas no mercado financeiro é a necessidade de diversificar investimentos. Não é aconselhado colocar todo o seu dinheiro em apenas um título ou nas ações de uma só companhia.

Entretanto, se os papéis fossem negociados exclusivamente por lotes mínimos seria difícil diversificar. Um investidor que tenha mil reais e pode comprar ativos de diversas empresas no mercado fracionário, só teria condições de adquirir o lote de uma companhia no mercado integral.

Existem desvantagens no mercado fracionário?

Os benefícios do mercado fracionário podem ser muito atrativos, especialmente para os pequenos investidores ou para quem está iniciando e deseja fazer aportes menores até ganhar experiência. Mas é preciso pensar também nas desvantagens.

Uma delas está relacionada aos custos. Se for preciso pagar taxa de corretagem para realizar as operações na bolsa de valores, os ganhos do mercado fracionário podem ficar limitados. Uma dica é considerar as taxas na hora de escolher sua corretora de valores ou banco de investimento.

Geralmente, elas são cobradas de maneira fixa. Assim, pagar um valor de R$ 5,00 para a compra de um lote causa menos impacto do que pagar o mesmo valor para adquirir apenas dez ações, por exemplo.

Fique atento, ainda, a outra desvantagem do mercado fracionário: a liquidez. As negociações feitas nele não costumam ser tão rápidas quanto as do mercado tradicional, pois o volume de dinheiro movimentado é menor.

Agora você tem todas as informações que precisa para saber como operar no mercado fracionário. Vale a pena considerar os dados que compartilhamos e ver se essa é uma opção viável para o seu caso. Mesmo com algumas desvantagens, os benefícios podem viabilizar boas escolhas de investimentos.

Que saber mais sobre investimentos? Veja 5 indicadores para analisar antes de investir em ações!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *