Comportamento financeiro deveria ser a palavra de ordem para quem deseja ter uma boa vida financeira. É comum ouvir dizer que se comportar de modo a cuidar do seu dinheiro e não gastar mais do que ganha é a resposta para ter uma ótima estabilidade. Porém, fazer isso não é fácil.

Desde pequenos somos bombardeados com propagandas que nos induzem a desejar produtos que nem sequer precisamos. Graças a isso, nos tornamos pessoas demasiadamente consumistas.

Mas, como mudar essas atitudes? Felizmente, é possível sim adquirir um comportamento financeiro que nos ajuda a ter sucesso nas finanças pessoais.

Você quer descobrir qual o caminho para ser bem sucedido? Então acompanhe as dicas e descubra como ter o comportamento financeiro ideal para melhorar suas economias e sua vida financeira!

Comportamentos que afastam você do sucesso financeiro

Vejamos a história de Joana. Ela saiu de seu emprego no interior do estado para trabalhar na capital e ganhar o triplo do seu salário anterior.

Com mais dinheiro, começou a comprar as coisas que tanto queria. Aumentou seu limite do cartão de crédito e parcelava tudo o que comprava.

Depois de meses, Joana gastou tanto que teve que parcelar as faturas do cartão. Agora, se vê endividada por meses.

Essa história parece real, não é mesmo? A verdade é que Joana representa uma grande parcela da população que tem hábitos tóxicos, que impede muitos de serem estáveis financeiramente.

Para não se ver na mesma situação dela, certos comportamentos devem ser abandonados. Conheça alguns a seguir.

Gastar mais do que ganha

Esse é um dos maiores pecados que uma pessoa pode cometer. Com as facilidades de parcelar e de pagar somente após um ou dois meses, as pessoas acabam gastando sem se planejar e, sem perceber, assumem uma dívida maior que o que entra na conta no final do mês.

Assim como Joana, muitos que melhoram de emprego passam a gastar mais e, consequentemente, acabam assumindo dívidas que ultrapassam o valor do salário. Não cometa esse erro! O prejuízo pode ser severo.

Ser compulsivo

“As pessoas gastam um dinheiro que não têm, para comprar coisas de que elas não precisam, para impressionar pessoas de quem não gostam.” Foi o que disse Will Rogers, ator estadunidense. E ele pode estar muito certo.

Comprar se tornou uma atividade que promove bem estar. Porém, o que muitos não sabem é que somos induzidos a comprar algo que talvez nem queremos.

Comprar mexe com o lado emocional do cérebro, e agimos assim para sermos aprovados socialmente e termos status. Comprar é, na verdade, um ato irracional.

Ser compulsivo é exatamente isso: deixar o lado emocional falar mais alto. Ocorre que agir dessa forma é extremamente maléfico.

Além de prejudicar as economias, o compulsivo acredita que se sente mais feliz ao fazer novas aquisições, sendo que isso somente promove uma falsa sensação de felicidade de pouca duração.

Por isso, saiba se controlar! Compre somente o que você precisa e saiba dizer não ao que você deseja por puro luxo. No início pode ser difícil, mas isso se torna hábito com o tempo e você saberá pensar melhor no seu dinheiro.

Joana foi compulsiva e comprou tudo o que queria e acabou estourando seu orçamento. Muitos fazem como ela e acabam na mesma situação. Por isso, não seja compulsivo.

Fazer parcelamentos

Thomas Jefferson já havia dito: “Jamais gaste seu dinheiro antes de você possuí-lo”. Esta é uma frase poderosa, que deveria ser seguida à risca pela população – o que, na prática, não ocorre.

O cartão de crédito virou a salvação de quem quer comprar algo mas não tem o dinheiro, postergando o pagamento para o mês seguinte. Porém, assim como aconteceu com Joana, parcelamentos podem sair do controle e a pessoa poderá ficar perdida nas contas.

Se você não tem o dinheiro, tente adiar a compra ou não comprar. Cartão de crédito é um vilão para quem não sabe controlá-lo.

O ideal é sempre comprar à vista. Assim, fica melhor para se organizar, evitando o risco de ter que parcelar faturas com altas taxas de juros.

Não se planejar para o futuro

Você é uma pessoa que tem sonhos, não é? Então planeje-se para realizá-los. Uma pessoa que compra por compulsão e gasta toda a sua renda sem pensar no seu futuro deve mudar imediatamente de mentalidade.

Trace metas e planos para fazer o que gosta e o que quer. Ficar imaginando sem tentar materializar pode trazer arrependimentos.

Pense também na vida que você deseja ter e imagine-se como você quer estar daqui a alguns anos e batalhe por isso. Afinal, uma pessoa que não tem objetivos é uma pessoa que não vive, certo?

Comportamentos que aproximam você do sucesso financeiro

Imagine como a vida de Joana poderia estar se ela não tivesse agido da maneira que agiu: comprar por compulsão, parcelar as compras, não se planejar e, assim, entrar em dívidas que podem demorar para acabar.

Há algumas condutas que, se ela tivesse adotado, provavelmente estaria bem financeiramente. Veja alguns destes hábitos que você pode manter no dia a dia para ser bem sucedido nas finanças pessoais.

Tenha controle financeiro

Já pensou se Joana tivesse anotado todos os seus gastos? Provavelmente poderia evitar o que aconteceu.

Por isso, tenha o hábito de criar planilhas e detalhar o montante que entra e todos as suas despesas. Assim, fica mais fácil visualizar o que foi comprado para se planejar melhor para os próximos meses.

Veja onde você anda gastando mais e procure analisar as planilhas para ver no que você pode economizar e cortar de vez alguma despesa desnecessária. Sem um bom controle financeiro fica muito difïcil se organizar para alcançar seus objetivos.

Guarde parte do salário

Assim como ninguém deve gastar mais do que ganha, usar todo o pagamento também não é aconselhável.  Como dito antes, fazer uma planilha te ajudará a entender seus gastos e a planejar melhor o uso do seu salário. Desta forma, poderá ver formas de guardar uma parte para o futuro.

Quanto mais puder guardar, melhor. Vale citar mais uma frase excelente, desta vez de Benjamin Franklin: “Se você almeja ser rico, pense em poupar assim como você pensa em ganhar”,

Por isso, economize da mesma forma que você deseja ganhar e você será bem sucedido. Guarde uma parte de seu dinheiro e saiba o que fazer pelo seu futuro.

Aprenda sobre finanças sempre

Atualmente há muitas informação disponível, basta você procurar para entender melhor sobre comportamento financeiro e finanças no geral. É essencial sempre estudar sobre o assunto, saber formas de economizar, ter um comportamento adequado em relação ao dinheiro e como fazê-lo trabalhar para você.

Por isso, leia mais, veja vídeos e faça bons cursos, pois estes conhecimentos serão de grande valia para você.

Comportamento financeiro não é dom, mas sim algo que se aprende com a prática. É a melhor maneira, inclusive, de alcançar a tão desejada estabilidade financeira.

Muito do que foi dito no artigo de hoje pode levar um tempo para se tornar um hábito, mas o importante é não desistir. Portanto, tenha persistência e siga as dicas para ter um comportamento financeiro vencedor e alcance a vida dos seus sonhos!

Gostou do que leu? Então assine nossa newsletter para receber mais conteúdos ricos como esse!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Equipe André Bona

Nosso site é um site de educação financeira independente com a missão de auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e os seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *