Você já ouviu falar sobre Jeff Bezos,  fundador da Amazon e o homem mais rico do mundo, de acordo com o ranking 2018 de bilionários da revista Forbes? Se você não conhece este importante empresário norte-americano, chegou a hora de descobrir algumas curiosidades sobre o homem que desbancou Bill Gates, da Microsoft, do posto de homem mais rico do planeta.

Segundo a Forbes, o patrimônio atual de Bezos totaliza US$112 bilhões, sendo que US$39,2 bilhões foram conquistados somente no ano passado. Engana-se, no entanto, quem acredita que o fundador da Amazon atingiu o sucesso – financeiro e profissional – em um piscar de olhos.

Confira a seguir 6 curiosidades sobre o empresário, cuja história é uma grande inspiração para quem deseja investir e batalhar pelo seu próprio negócio.

1. Sem berço de ouro

Jeff Bezos não nasceu rico e não herdou uma fortuna ou uma empresa da família. Na verdade, o seu primeiro milhão de dólares foi conquistado aos 33 anos e, em apenas dois anos, se tornou também bilionário. Agora aos 54 anos, o americano desfruta de uma fortuna exorbitante.

2. A faculdade

Jeffrey Preston Bezos – seu nome de batismo – fez graduação em Engenharia Elétrica e Ciências da Computação. Sua formação, portanto, nada tem a ver com o ramo que ele decidiu seguir: o ramo do empreendedorismo.

Isso mostra que, não importa qual seja sua formação, seguindo os passos corretos e acreditando nos seus planos, qualquer um consegue ter sucesso em suas empreitadas.

3. O desejo de empreender

Aos 29 anos, ele decidiu que queria montar uma livraria online. Ele se demitiu do emprego fixo, pegou US$300 mil emprestado dos pais e investiu na Amazon, pois queria empreender e acreditava no potencial de sua ideia.

Atualmente, a gigante do varejo online é conhecida em todo o mundo devido não somente à sua plataforma de livros digitais, mas também ao seu e-commerce, que oferece milhões de produtos, dos mais diversos segmentos, a consumidores das mais diferentes regiões do planeta.

4. A fortuna

Apenas cinco anos depois de iniciar a empreitada da Amazon, Bezos entrou para o ranking de bilionários da revista Forbes, em 1998. Em março de 2018, a Forbes trouxe o fundador da Amazon  como o homem mais rico do planeta, desbancando o fundador da Microsoft, Bill Gates, que ficou na segunda colocação do concorrido ranking da publicação.

5. A expansão

Atualmente, o fundador da Amazon também é dono de outras corporações, de diferentes segmentos. Em 2000 ele fundou a empresa aeroespacial Blue Origin e, no ano de 2013, ele entrou para o ramo das comunicações, adquirindo o jornal The Washington Post.

Além disso, a Amazon tem expandido cada vez mais seu ramo de atuação, e pode vir a alçar voos ainda mais altos em um futuro muito breve.

6. A inovação

Bezos também foi uma das primeiras pessoas a investir em negócios alternativos e inovadores, como a Uber e o Airbnb.

Jeff Bezos tornou-se uma fonte de inspiração para muitas pessoas, principalmente por conta de sua capacidade como empreendedor. Por isso, se você é um dos milhares de brasileiros que deseja montar o próprio negócio, inspire-se na história de sucesso do fundador da Amazon.

Crie o seu próprio caminho, pesquise, empenhe-se e invista no seu sonho.  E se você acredita que o momento de abrir um negócio já passou para você,  talvez seja o momento de clicar aqui e ler um pouco mais sobre histórias de empreendedores de sucesso que acreditaram que nunca é tarde para empreender!

 

Quer aprender mais sobre investimentos e finanças? Então conheça o treinamento online “O Investimento Perfeito”Clique aqui e saiba mais sobre o curso!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Posts relacionados

Comentários

  1. Cris    

    “Os pais de Jeff Bezos investiram US $ 300.000 de suas economias de aposentadoria na Amazon” (The guardian). Ou seja, ele não nasceu em berço de ouro, mas obteve ajuda inicial. Obviamente não tira seu mérito, mas, importante complementar: sem apoio, não se chega a lugar algum.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *