Você já deve ter ouvido falar em Crédito Direto ao Consumidor (CDC). Mas, apesar do nome, nem sempre fica claro do que se trata essa modalidade de crédito, não é mesmo? Ainda assim, o CDC é extremamente popular, sendo utilizado por grande parte da população, mesmo que muitos sequer compreendam como funciona esta categoria de empréstimo.

Por isso, neste artigo, você conhecerá mais sobre o que é o Crédito Direto ao Consumidor, como ele funciona e quais são as vantagens e as desvantagens desse tipo de financiamento. Assim, conhecendo melhor esta modalidade de crédito, você estará  sempre preparado para analisar qual a melhor opção para o seu momento e a que cabe, de verdade, dentro das suas finanças.

Pronto para saber como funciona o Crédito Direto ao Consumidor? Então continue acompanhando a leitura!

Crédito Direto ao Consumidor: o que é?

De forma simples, o Crédito Direto ao Consumidor é um financiamento destinado a todos os consumidores; Ou seja, qualquer pessoa que deseja fazer compras e aquisições de produtos, serviços ou bens duráveis de forma parcelada.

O CDC pode ser oferecido por bancos e financiadoras de crédito, ou ainda por lojas que possibilitam as compras por crediário. Sim, o famoso crediário que é amplamente utilizado pelos brasileiros, principalmente em lojas de departamento, é uma variação do Crédito Direto ao Consumidor.

Assim, basicamente, o Crédito Direto ao Consumidor é um empréstimo com o objetivo de possibilitar que o consumidor possa fazer suas compras, mesmo que não tenha condições de pagar à vista (no momento da compra).

A maioria dos bancos ainda oferece uma outra opção de CDC aos correntistas com boa relação com a instituição. Neste caso, o crédito funciona como um empréstimo pessoal pré-aprovado “comum”, podendo ser utilizando para qualquer finalidade e não somente em compras parceladas.

Como funciona o Crédito Direto ao Consumidor?

Para entender como o Crédito Direto ao Consumidor funciona, na prática, basta saber que toda vez que você compra um produto de forma parcelada, você está utilizando o CDC. Se a compra foi feita utilizando o cartão de crédito, é o banco quem está concedendo esse financiamento. Já se a compra foi feita através de um crediário na loja, é a própria loja quem está liberando o financiamento.

No caso do CDC oferecido pelos bancos, ele está sempre vinculado aos pacotes de serviços das contas correntes, e pode ser utilizado sem burocracia e com o valor total do empréstimo podendo ser pago em parcelas mensais debitadas automaticamente da conta.

Para utilizar essa modalidade, no entanto, o correntista passa por uma avaliação do banco, que inclui fatores como o relacionamento do cliente com a instituição e até possíveis restrições no CPF. Com isso, nem sempre o Crédito Direto ao Consumidor é liberado para uso, muitas vezes, nem sequer aparecendo como opção para o correntista.

Como é a taxa de juros do Crédito Direto ao Consumidor?

Como toda modalidade de crédito, o CDC apresenta taxas cobradas pelos bancos, lojas e financeiras sobre o valor da compra ou do empréstimo. Mas, como é a taxa de juros do Crédito Direto ao Consumidor?

Quando uma compra é realizada de forma parcelada, ou seja, usando o CDC, as parcelas sofrem um acréscimo de juros. Um exemplo prático pode ser visto na hora de comprar um celular que, à vista, custaria R$ 1.000,00 e parcelado sai por 12 vezes de R$ 110,00. Ou seja, quem optar por comprar o mesmo aparelho pagando parceladamente, desembolsará um total de R$ 1.320,00.

Essa diferença entre o valor à vista e o parcelado (também chamado de a prazo) é a taxa de juros do Crédito Direto ao Consumidor.

O valor dessas taxas pode variar de acordo com a loja ou a instituição financeira que oferece o CDC, mas estão todas especificados no site do Banco Central e podem ser consultadas por qualquer pessoa. Vale destacar que as taxas de juros do Crédito Direto ao Consumidor são menores que de outras modalidades de crédito, como o cheque especial, por exemplo.

Vantagens e desvantagens do CDC

Primeiramente, podemos dizer que a principal vantagem do CDC é a facilidade para contratá-lo, já que o Crédito Direto ao Consumidor é um financiamento destinado a facilitar a vida dos consumidores, possibilitando comprar mesmo sem o dinheiro para pagamento à vista. Com isso, o cliente não precisa esperar para realizar a compra que deseja.

Vantagens

Além de ser uma espécie de “dinheiro fácil”, o Crédito Direto ao Consumidor ainda apresenta como vantagens:

  • facilidade para encontrar e contratar o crédito;
  • flexibilidade nas condições de pagamento;
  • juros menores que os do cheque especial e do cartão de crédito;
  • diferentes modalidades de crédito voltadas para interesses específicos, como saúde e educação;
  • possibilidade de antecipar parcelas e/ou quitar a dívida

Ainda assim, é importante saber que, como qualquer outra linha de crédito, o CDC também tem suas desvantagens. No caso, uma das principais é o pagamento do IOF, o Imposto sobre Operações Financeiras, e que não deixa de ser um valor extra que acaba deixando a parcela mais alta do que poderia ser.

Desvatagens

Além disso, destacamos como desvantagens do Crédito Direto do Consumidor:

  • quanto mais parcelada for a compra, mais alto será o valor final, podendo chegar ao dobro do preço inicial;
  • avaliação financeira, no caso de empréstimo pré-aprovado pelo banco;
  • taxa de juros maior que os rendimentos da poupança;
  • facilidade de acumular dívidas

É bem comum que o acúmulo de parcelamentos de compras distintas acabe gerando problemas com dívidas e até mesmo entrar para a lista de inadimplentes que, por sinal, só cresce no Brasil.

Por isso, antes de contratar qualquer modalidade do Crédito Direto do Consumidor (e de qualquer outro crédito), é importante que se faça um planejamento financeiro, lembrando-se que a recomendação geral de especialistas é que as dívidas não ultrapassem 30% da sua renda mensal.

E você, já usou o CDC alguma vez? Se você gostou das dicas e deste conteúdo, cadastre-se em nossa newsletter para receber direto no seu e-mail conteúdos sobre finanças e investimentos!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Equipe André Bona

Nosso site é um site de educação financeira independente com a missão de auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e os seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *