As empresas de capital aberto da B3 (antiga BM&FBovespa) distribuíram um total de R$ 79,63 bilhões em dividendos e juros sobre capital próprio (JCP) aos seus acionistas em 2017, de acordo com um levantamento feito pela empresa Economatica. O volume de dividendos oferecido aos investidores no ano passado é o maior desde 2014.

De acordo com a pesquisa da empresa de análises financeiras, o crescimento na distribuição de dividendos no ano passado no Brasil foi de 13,31% na comparação com o ano anterior. No total, 251 empresas listadas na bolsa distribuíram dividendos ao longo de 2017 aos seus acionistas.

O pagamento de quase R$ 80 bilhões em dividendos e juros sobre capital próprio pelas empresas listadas no Brasil é o melhor desde 2014, segundo a Economatica. O melhor resultado dos últimos anos, no entanto, ainda não foi superado: em 2011, a distribuição de dividendos e juros sobre capital próprio no mercado brasileiro somou R$ 92,3 bilhões.

Confira a evolução do montante distribuído em dividendos ao longo dos últimos anos:

Distribuição de dividendos por setor

Segundo a pesquisa, o setor bancário – composto por 22 instituições listadas em bolsa – foi o que mais distribuiu dividendos no ano passado. O segmento foi responsável pela distribuição de R$ 28,3 bilhões (35,63% do total) em dividendos aos acionistas – o melhor resultado desde 2010, quando a série histórica se iniciou.

O setor de alimentos e bebidas aparece na segunda colocação, com R$ 11,5 bilhões em dividendos distribuídos, seguido pelo setor de energia elétrica, que ofereceu o montante de R$ 6,8 bilhões aos investidores. Ambos os setores, no entanto, entregaram menos dividendos em 2017 na comparação com 2016, quando o montante distribuído chegou a R$ 16,7 bilhões e R$ 7 bilhões, respectivamente.

Confira os maiores distribuidores de dividendos e JCP em 2017 por setor:

As melhores pagadoras de 2017

No levantamento da Economatica, o Itaú Unibanco aparece na primeira posição entre as companhias que distribuíram os maiores dividendos e juros sobre capital próprio no ano passado. Segundo a pesquisa, foram R$ 10,7 bilhões distribuídos pelo Itaú Unibanco aos investidores no período – um avanço de 38,1% na comparação com 2016.

As empresas Ambev (R$ 8,8 bilhões), Bradesco (R$ 6,3 bilhões), Santander (R$ 5,9 bilhões e Cielo (R$ 4,9 bilhões) completam o top 5 entre as melhores pagadoras de dividendos e JCP em 2017. As companhias Vale, Telefônica, Banco do Brasil, BTG Pactual e CCR completam o top 10, com distribuição de dividendos que variaram de R$ 1,3 bilhão a R$ 4,6 bilhões.

Segundo a Economatica, as 20 empresas que mais pagaram dividendos na bolsa brasileira em 2017 distribuíram, juntas, mais de R$ 61,8 bilhões aos seus acionistas. O resultado é o melhor desde o início da série histórica, em 2010.

Confira quais são as empresas com maior volume de distribuição de dividendos e JCP em 2017:

 

Quer aprender mais sobre investimentos e finanças? Então conheça o treinamento online “O Investimento Perfeito”Clique aqui e saiba mais sobre o curso!

Autor

Luana Neves

Jornalista e redatora. Atuou como editora de Economia no Jornal DG e Revista Quem é Quem - Economia, assinou por três anos coluna diária de Economia e já produziu conteúdo para diversos portais de notícias do Brasil.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *