Você sabe o que é economia circular? Talvez, esteja praticando essa estratégia sem se dar conta: um levantamento feito pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) em setembro de 2019 mostrou que 71% das empresas têm iniciativas de economia circular, mas não entendem ou conhecem esse conceito.

Essa ideia propõe novas maneiras de produzir e consumir, visando maior eficiência nos processos e menos impacto ambiental. Então, do que se trata realmente a economia circular?

Confira as informações deste post e entenda o assunto!

O que é e como funciona a economia circular?

Ainda que pareça pouco conhecido atualmente, esse conceito não é tão recente. Ele foi desenvolvido na década de 1990 em um livro dos economistas ingleses David Pearce e R. Kerry Turner. O título da obra é Economics of Natural Resources and the Environmement.

A preocupação dos autores era lançar ideias para uma vida mais sustentável. Assim, a economia circular tem relação com a sustentabilidade, mas vai além das sugestões geralmente dadas nesse campo anteriormente.

Ela representa um modelo alternativo para os processos produtivos. A principal proposta é a de repensar o ciclo da produção e consumo – desenvolvendo meios para reutilizar materiais e otimizar o uso de insumos e recursos.

Como isso pode ser feito? Entre as principais práticas desse tipo de economia estão o uso de insumos circulares (reutilização da água, por exemplo) e a recuperação de recursos. A extensão de vida do produto é um ponto muito presente também. Afinal, quando o item dura mais, o descarte de lixo é menor.

O conceito de economia circular é inspirado no ciclo da natureza: em vez de processos lineares, ela funciona a partir da lógica circular. Ou seja, no meio ambiente não existe resíduo – tudo o que é “descartado” inicia um novo ciclo, como acontece com os restos de frutas que se tornam adubos naturalmente.

Assim, a economia circular é uma estratégia ambientalista. Inclusive, ela ganhou força no Brasil e no mundo diante da necessidade de diminuir as emissões de carbono no ambiente. Controlar o impacto humano na natureza é uma exigência cada vez mais presente, certo?

Qual é a importância dessa estratégia?

Agora você já sabe do que se trata a economia circular. Vamos entender um pouco mais sobre sua relevância para as empresas e para a sociedade em geral?

Confira alguns aspectos fundamentais!

Sustentabilidade

O primeiro elemento não poderia ser outro. Sem dúvida, um dos principais objetivos das práticas de economia circular é o desenvolvimento sustentável. Afinal, os dados acerca dos impactos ambientais se tornam mais alarmantes com o passar do tempo e é urgente pensar em processos de produção mais sustentáveis.

É preciso, então, refletir sobre o sistema produtivo linear: aquele em que as coisas são produzidas, consumidas e viram resíduos para se decompor no ambiente. Um grande problema desse funcionamento é que não há condições da natureza lidar com tantos resíduos.

Outro problema da produção linear é a exploração intensa de matéria prima. Se novas coisas são produzidas cotidianamente, é preciso utilizar muitos recursos. Diante disso, por que não pensar em práticas circulares?

Aproveitar os resíduos para iniciar novos ciclos produtivos é uma maneira de economizar recursos e gerar menos impacto no ambiente. Por isso, a economia circular é fundamental para a conquista de uma vida mais sustentável no nosso planeta.

Eficiência operacional

O que você diria de uma empresa que consegue diminuir muito sua taxa de desperdício de matéria prima e outros materiais? E que, além disso, reutilize seus resíduos dentro do processo produtivo? Esse empreendimento não é apenas sustentável, mas também muito eficiente.

Afinal, as perdas são menores e a economia é alta. Essa vantagem é proporcionada pela economia circular. Na pesquisa feita pela CNI sobre as práticas dessa estratégia, 47,3% das empresas adotam ações desse tipo visando exatamente a eficiência operacional.

Outra vantagem relacionada a essa é o controle financeiro: a busca por redução de custos é a justificativa para que 75,9% das empresas adotem a economia circular na sua produção. Sem desperdícios de recursos, é possível gastar menos.

Outras vantagens

Certamente, os benefícios que citamos até aqui já justificam a relevância de praticar a economia circular. Mas existem também outras vantagens. Por exemplo, a maior aprovação do mercado consumidor: 11,4% das empresas pesquisadas adotaram práticas sustentáveis a pedido dos clientes.

De fato, ideias ambientais estão sendo muito discutidas atualmente e as empresas que se atualizam nesse conceito ganham em competitividade. A oportunidade de fazer novos negócios e até mesmo gerar fontes alternativas de renda são outras vantagens.

Como praticar a economia circular?

Quer aproveitar as vantagens dessa estratégia na sua empresa? Veja algumas sugestões de práticas que podem ser desenvolvidas no dia a dia.

Colocar em prática o upcycle

Upcycle é um conceito que trata da reutilização criativa. A ideia é aproveitar resíduos ou transformar um produto que seria descartado. Isso vai além da ideia de reciclagem, pois passa a fazer parte do processo produtivo na empresa.

As ações podem ir desde reutilizar água, papel e outros recursos até a transformação de produtos velhos ou com falhas. As peças de equipamentos descartados, por exemplo, podem ser úteis em novos processos.

Investir em tecnologia

A tecnologia é uma ferramenta muito fértil para a sustentabilidade de uma empresa. Uma prática simples que já está bastante popular é a substituição do papel impresso por documentos online – isso gera muita economia de recursos.

Além disso, o investimento em tecnologia por empresas e indústrias permite perceber novas possibilidades de economia circular. Dessa forma, é possível encontrar soluções personalizadas para o seu contexto.

Recuperar materiais

Você já pensou em utilizar materiais de descarte para produzir novas coisas? As oportunidades são inúmeras, a depender do seu nicho de atuação.

Empresas de engenharia, por exemplo, conseguem fabricar blocos modulares a partir de resíduos da construção. Além de promover economia, essa é uma prática que cria novos mercados na área.

Praticar a economia circular traz vantagens incontestáveis para a produção e para o consumo. Use as informações que obteve neste artigo para planejar como colocar em prática as ideias relacionadas a esse conceito!

E então, nossas orientações foram úteis? Aproveite para saber mais sobre scale-ups: as empresas que mais crescem no Brasil!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *