Muitas pessoas pensam em investir em ações de grandes empresas do setor da tecnologia, como a Microsoft. Há pouco tempo, isso somente era possível através de investimentos no exterior. Mas a realidade mudou. Hoje, o interessado pode se expor a essa empresa sem sair do Brasil, através do BDR MSFT34.

Essa modalidade de investimento permite que o investidor invista indiretamente no mercado internacional sem sair do país. Assim, não é preciso fazer câmbio de moedas ou abrir contas em bancos de investimentos estrangeiros. Tudo é feito em reais e na bolsa brasileira.

Quer conhecer o BDR MSFT34? Então acompanhe este conteúdo até o final e descubra se vale a pena investir pena investir na Microsoft!

Qual é a história da Microsoft?

Antes de investir em uma companhia é interessante conhecê-la melhor, não é mesmo? E uma das formas de fazer isso é entendendo sua história.

A Microsoft foi fundada em abril de 1975 por Bill Gates e Paul Allen, dois amigos de colégio que se interessavam muito por computadores. A escolha pelo nome é proveniente da junção das palavras inglesas microcomputer e software.

O plano inicial era desenvolver um software que interpretasse a linguagem BASIC para um dos computadores da época — o Altair 8800. Em 1980, eles foram contratados pela IBM para desenvolver um sistema operacional para o novo modelo de computador pessoal que seria lançado.

O sistema foi desenvolvido com base no Q-DOS, adquirido da Seattle Computer Products, que, após aperfeiçoado e pronto, foi nomeado de MS-DOS. A parceria com a IBM durou até o ano de 1992. Três anos mais tarde, a Microsoft lançou o Windows 95 — que eliminava a necessidade do MS-DOS.

Com o sucesso de vendas, a companhia se tornou a líder nesse segmento e uma das maiores e mais valiosas companhias dos Estados Unidos. Desde os anos de 1990, a empresa diversifica sua atuação em software, hardware, consoles, tecnologias, treinamento e certificação de programadores, etc.

Abertura de capital na bolsa

A oferta pública inicial (IPO) de ações da Microsoft aconteceu em 1986. A valorização de seus papéis ao longo dos anos tornou bilionários e milionários cerca de um terço de seus 12 mil funcionários. Entre eles, Bill Gates — que levou o título de homem mais rico do mundo por muitos anos.

Com todo esse histórico de sucesso, a empresa é bastante procurada por quem quer investir no setor da tecnologia. Suas ações são negociadas na Nasdaq (bolsa de valores norte-americana). Assim, o BDR é uma alternativa nacional de se expor indiretamente a elas.

O que é um BDR?

BDR é a sigla para brazilian depositary receipt — que traduzido seria “certificado de depósito brasileiro”. Esse é um veículo de investimento de renda variável negociado na bolsa brasileira, mas que está atrelado a um investimento no exterior.

Seu funcionamento não é muito complexo. Ele começa com uma instituição depositária, que realiza a compra de ativos em bolsas de valores internacionais. Eles podem ser títulos de renda fixa, ações, ETFs (fundos de índice), entre outros.

Na sequência, os investimentos são custodiados no Brasil, de modo que possam ser emitidos os certificados com lastro neles. Com isso, os BDRs passam a ser negociados na B3 — a bolsa de valores brasileira. Assim, permitem investir indiretamente no exterior sem sair do Brasil.

O que é MSFT34?

Ao conhecer um pouco da história da Microsoft e saber o que é um BDR, talvez você esteja em dúvida acerca do que é o MSFT34. Todo o ativo ou derivativo negociado em bolsa leva um código — também chamado de ticker.

Geralmente, ele é composto por quatro letras seguidos de um número. Assim, as letras identificam o ativo ou derivativo e o número a modalidade do investimento.

Nesse sentido, MSFT34 é o ticker de negociação do BDR atrelado às ações da Microsoft. As letras MSFT representam o nome da empresa, enquanto o número 34 indica que se trata de um BDR.

Quais as vantagens e riscos envolvidos?

Uma das maiores vantagens de investir no MSFT34 é a praticidade. Como visto, para comprar diretamente as ações da Microsoft é preciso investir diretamente na Nasdaq, o que pode ser burocrático e oneroso.

Ao contrário disso, o BDR pode ser adquirido na bolsa brasileira, sem complicações. Outro ponto positivo se refere à proteção cambial. Como o MSFT34 está atrelado ao dólar, o investidor poderá lucrar caso a moeda americana ganhe força, protegendo o investimento da desvalorização do real.

Também conta como vantagem o fato de o investidor receber dividendos ao ter o BDR MSFT34. Isso porque a instituição depositária das ações receberá os proventos da Microsoft, em uma eventual distribuição de dividendos, e direcionará aos titulares dos certificados.

Ainda no campo das vantagens, o investidor estará expondo o seu capital ao setor da tecnologia das big techs, que tem um histórico de alta valorização. Embora lucros passados não sejam garantia de lucros futuros, muitas pessoas se interessam pelo segmento.

Como desvantagem, pode ser apontada a tributação de Imposto de Renda desse investimento no Brasil. Ela é de 20% em operações de day trade e 15% em swing trade — sem a isenção que recai sobre as ações.

Também há tributação sobre os dividendos. Embora eles sejam isentos no Brasil, os ganhos são tributados nos Estados Unidos.

Em relação aos riscos, é importante atentar para o fato de os BDRs estarem incluídos na renda variável. A volatilidade faz com que os resultados sejam imprevisíveis e haja chance de perda. Logo, o investidor deve analisar se esse tipo de investimento faz sentido para o seu perfil.

Como comprar o MSFT34?

O investimento em BDRs é semelhante ao investimento em ações. Uma vez que você decida que investir na Microsoft é interessante, basta ter uma conta em um banco de investimentos para acessar o home broker.

Depois, você deve digitar o ticker MSFT34 e indicar o número de BDRs e o preço que aceita pagar por eles, emitindo a ordem de compra. Caso a ordem seja executada, em poucos dias úteis a negociação será liquidada e os BDRs estarão na sua carteira.

Como você viu o MSFT34 é um BDR que está atrelado às ações da Microsoft. Portanto, adquiri-lo é uma forma de diversificar internacionalmente seus investimentos. Entretanto, é preciso avaliar seus objetivos, tolerância a riscos e conferir os fundamentos da empresa para decidir se vale a pena.

Quer saber mais sobre ações de companhias estrangerias? Aproveite e leia também nosso conteúdo sobre 5 ações de empresas americanas que vale a pena conhecer!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *