Ter uma empresa é algo bastante desafiador. E a concorrência está entre as principais preocupações de novos ou experientes empresários. Afinal, é preciso estar sempre de olho nos negócios que competem com o seu produto ou serviço.

Mas será mesmo? Alguns especialistas questionam essa lógica. É o caso dos criadores da estratégia oceano azul.

Eles vão um pouco à contramão da competitividade e afirmam que as empresas podem ganhar muito ao deixar de se preocupar com concorrentes. Mas como isso acontece?

Confira as informações deste post para saber mais sobre essa teoria e os criadores dela!

O que é a estratégia oceano azul?

Essa teoria empresarial foi desenvolvida por Chan Kim e Renée Mauborgne. Eles apresentaram suas ideias no livro “A estratégia do oceano azul: como criar novos mercados e tornar a concorrência irrelevante”, de 2005. A obra foi resultado de anos de pesquisas realizadas pelos autores no ramo do empreendedorismo.

No meio de um mercado de trabalho altamente competitivo, eles defendem que a melhor forma de obter sucesso com uma empresa é não competindo. Mas isso não significa manter o seu negócio como está e parar de acompanhar a concorrência.

Na verdade, a ideia é investir em diferenciação e inovação para deixar de ter concorrentes. É isso que eles chamam de oceano azul: um cenário em que uma empresa não encontra outros negócios para competirem com ela.

O oceano vermelho é o oposto: um contexto competitivo, em que vários empreendimentos disputam a mesma área. Assim, a concorrência é intensa e os desafios da empresa giram em torno de aumentar sua presença no mercado em meio a tantos rivais.

Para os criadores da estratégia do oceano azul, esse cenário muito competitivo coloca inúmeros limites para o crescimento de um negócio. Com isso, o ideal é entender o mercado para desbravar novos espaços e se distanciar dos concorrentes.

Isso seria tornar a concorrência irrelevante. Ou seja, você diferencia seu produto ou serviço de tal forma que acaba saindo da competição. Explorando um mercado sem concorrentes, a sua empresa tem muito mais potencial de crescimento.

Quais são as vantagens da estratégia?

Geralmente, as técnicas utilizadas por empreendedores para se destacar de seus rivais são: produzir melhor, apresentar preços mais baratos ou focar em um nicho específico. Elas podem ser eficientes, mas também correm o risco de serem custosas e ineficazes.

Isso porque é preciso muito investimento e análise de mercado para conseguir produzir com qualidade acima dos concorrentes ou apresentar um preço diferenciado em relação a eles. Além disso, a estratégia dos nichos traz o perigo de limitar a receita, caso o público não seja suficiente para fazer o negócio crescer.

A ideia da estratégia oceano azul é mesclar os pontos positivos dessas outras técnicas, mas de uma maneira mais vantajosa. O primeiro passo para isso é conhecer bastante o mercado no qual a empresa atua e, tão importante quanto, conhecer os seus não consumidores.

Ou seja, as pessoas que não consomem os produtos ou serviços oferecidos podem prestar importantes informações para trazer inovação e fazer com que sua empresa explore novos mercados. Assim, é possível criar um espaço sem competitividade.

Nesse espaço, apenas você atende às necessidades do público. Isto é, em um oceano azul, a sua empresa se torna referência no mercado. Assim, fica mais fácil fidelizar clientes e crescer.

Entre os benefícios da utilização dessa estratégia também podemos citar a possibilidade de aumentar os lucros com baixo custo. A ausência de competição intensifica o valor do que você oferece. Com isso, a produção da empresa aumenta.

Que empresas a utilizam?

Muitos negócios ao redor do mundo utilizaram essa estratégia de inovação para sair de oceanos vermelhos e explorar cenários com pouca ou nenhuma competição. Confira alguns exemplos!

Cirque du Soleil

Você conhece alguma outra empresa que faça o que o Cirque du Soleil faz? Provavelmente, não, certo? Isso porque a ideia deles foi exatamente inovar no serviço, apresentando espetáculos que misturam elementos do circo, teatro e dança.

Essa inovação – juntamente com a extrema qualidade de atores e profissionais do figurino e cenografia – fazem do Cirque du Soleil algo único. Ou seja, o empreendimento navega em um oceano azul repleto de oportunidades para ele.

Netflix

A Netflix é um importante exemplo de sucesso na estratégia oceano azul. Nos últimos anos, ela se manteve praticamente sozinha no mercado ao oferecer um serviço de disponibilização de filmes e seriados a baixo custo.

Quando a empresa começou, nenhum outro negócio fazia concorrência a ela. Atualmente, algumas empresas entraram nesse mercado aproveitando o sucesso, mas a Netflix continua na dianteira.

Uber

Mais um caso bem-sucedido de oceano azul é encontrado na Uber. Seu lançamento explorou um mercado totalmente novo ao oferecer facilidades que os usuários de táxi buscavam —além de conquistar consumidores que não faziam uso desse serviço por conta do alto custo.

Assim como a Netflix, a Uber navegou em um oceano límpido por muitos anos, até que a concorrência também começou a se fazer presente. Hoje, a empresa precisa continuar inovando para se distanciar dos novos negócios no ramo.

Como fazer uso da estratégia oceano azul?

Não são apenas grandes empresas mundiais que podem lucrar com a estratégia oceano azul. Qualquer empreendimento pode fazer uso das técnicas para melhorar seus resultados. A preparação para identificar seus diferenciais parte da identificação de seis fronteiras apontadas pelos criadores dessa teoria:

  • os setores alternativos: que outras áreas do mercado oferecem serviços ou produtos que atendem às mesmas necessidades do seu público?
  • os grupos estratégicos dentro de cada setor: quem são as empresas referências na área e o que elas fazem de diferente?
  • a cadeia de compradores: quem são seus compradores?
  • os produtos e serviços complementares: o que é possível ofertar para complementar o que você já vende?
  • os apelos funcionais e emocionais dos consumidores: que linguagens diferentes podem ser usadas para impactar seu público?
  • o transcurso do tempo: quais são as tendências do mercado e que oportunidades elas podem trazer?

A ideia é analisar o funcionamento da sua empresa e o mercado no qual ela está inserida para perceber espaços não explorados. Assim, é possível encontrar diferenciais para mudar e ampliar seu negócio nas fronteiras do que você já oferece.

Agora que você já sabe o que é e como funciona a estratégia do oceano azul, aproveite para aplicar essas análises na sua empresa e conquistar novos espaços com ela. Siga o exemplo dos grandes empreendimentos que citamos e alcance seu sucesso!

Quer acompanhar mais conteúdos relevantes sobre empreendedorismo? Assine nossa newsletter!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *