Muita gente acredita que a inteligência financeira é algo que apenas economistas, empreendedores e milionários conseguem desenvolver. Mas, na verdade, qualquer pessoa pode aprimorar essa característica.

Muitos especialistas afirmam que a grande questão não é exatamente como desenvolver a sua inteligência financeira. Afinal, é possível encontrar diversas dicas para isso, inclusive as que daremos mais para frente neste artigo.

O ponto chave é ter a consciência de que esse desenvolvimento é realmente possível, mesmo ainda não sabendo como tirar plena vantagem disso. Continue a leitura para compreender um pouco mais sobre o desenvolvimento a inteligência financeira, que não depende de segredos extremamente complexos, mas de algumas mudanças na forma como você lida com o dinheiro.

O que é inteligência financeira?

A primeira questão que você precisa saber é que ganhar muito dinheiro não está exatamente ligado à inteligência financeira. Se uma pessoa que ganha muito também gasta muito, por exemplo, isso não é considerado um comportamento financeiro inteligente.

Porém, a maioria das pessoas bem-sucedidas têm conhecimento sobre a importância da inteligência financeira, que é, basicamente, uma habilidade em conhecer os detalhes de uma situação financeira, sejam as finanças pessoais ou de uma empresa, e tomar decisões inteligentes ao longo do tempo.

Trata-se de entender e adquirir conhecimentos e habilidades com a intenção de saber administrar melhor o dinheiro e aplicar cada um destes conhecimentos na prática, no dia a dia.

Vale destacar também que termo “inteligência financeira” é relativamente novo, e ganhou popularidade com o crescimento de livros sobre o tema. Algumas empresas passaram, inclusive, a oferecer cursos e treinamentos sobre o assunto para seus funcionários, a fim de estimular o desenvolvimento dessa habilidade.

Por que é importante?

Como já dito, a inteligência financeira ajuda a criar uma maior consciência sobre as finanças, permitindo que as decisões tomadas com o dinheiro sejam mais assertivas e acertadas.

Isso pode ser aplicado nas mais variadas situações, como para resolver imprevistos, definir orçamentos, administrar e gerenciar as finanças pessoas e empresariais, fazer investimentos e aplicações e até mesmo aprender a “como se virar com pouco dinheiro”.

Em outras palavras, a inteligência financeira ajuda a mostrar caminhos para resolver problemas financeiros e a criar oportunidades para fazer o dinheiro render ou ser melhor utilizado. Isso é importante porque, quando você passa a desenvolver a sua inteligência financeira, passa a ter mais controle sobre o seu dinheiro.

A maioria dos materiais sobre o tema garante que à medida que você avança na expansão dessas habilidades, mais adquire características de grandes empreendedores, como a mentalidade de sucesso, a facilidade em identificar crenças limitantes que podem sabotar sua vida, entre outros pontos.

Dicas para desenvolver a inteligência financeira

Destacamos cinco dicas de inteligência financeira iniciais e importantes, que estampam livros dos principais especialistas no tema. Confira!

1. Entenda como você se relaciona com o dinheiro

A forma como você se relaciona com o dinheiro tem muito a ver com a inteligência financeira e o quão bem sucedido você pode ser. Algumas pessoas, por exemplo, lidam com as finanças sempre de forma negativa, como se o dinheiro fosse um eterno problema.

Outros acreditam que o dinheiro é fruto de trabalhar duro e sem para pelo seu dinheiro.

Essas são algumas crenças que acabam dando mais poder ao dinheiro do que ele realmente tem. Afinal, você deve controlar o seu dinheiro, e não ser controlado por ele.

Seu relacionamento com o dinheiro precisa ser expandido e não limitado. A educação formal não aborda a questão do dinheiro dessa maneira. Por isso, é importante enxergar qual o real valor você tem dado ao dinheiro e o quanto essa relação tem ajudado ou não o progresso das suas finanças.

2. O que você faz com o seu dinheiro?

Além de entender a sua relação com o dinheiro, é fundamental saber o que você faz com ele. Não passar por dificuldades financeiras não é um privilégio apenas dos ricos e milionários, mas sim de quem sabe como administrar bem as finanças.

Um exemplo simples do que muitas pessoas financeiramente inteligentes fazem é economizar pelo menos 20% de seus ganhos e investir, todos os meses. Mas, para guardar esses 20%, antes é preciso fazer uma faxina minuciosa nas finanças, descobrir quais são os gastos fixos, o que pode ser cortado, etc.

Saber o que você faz com o seu dinheiro e para onde ele tem ido é, inclusive, um passo essencial para conquistar os benefícios proporcionados pelo desenvolvimento da inteligência financeira.

3. Aumente o seu conhecimento sobre finanças

Para fazer uso da inteligência financeira, precisamos saber mais. É importante entender como funciona o dinheiro no sistema econômico em que vivemos, além de saber sobre transações, opções de investimento e até mesmo os cuidados para controlar seu dinheiro. Aprenda e absorva tudo o que for possível sobre finanças.

Lembre-se que a falta de conhecimento é o que, muitas vezes, faz muitas pessoas cometerem erros financeiros, que inclusive podem comprometer a saúde financeira.

Atualmente, existem muitas ferramentas que ajudam a aumentar o conhecimento sobre finanças, inclusive o nosso portal. Leia também livros, artigos, jornais, além de tantos outros materiais como áudios e vídeo sobre finanças para aumentar o seu conhecimento no assunto.

4. Tenha controle sobre as suas finanças

De nada vale o conhecimento sem a prática. Portanto, é fundamental que você consiga ter o total controle sobre as suas finanças para colocar em dias os aprendizados acumulados ao longo do tempo.

Tenha sempre em mente que, mesmo parecendo difícil, você pode controlar as suas finanças de acordo com a situação em que está. E que seus investimentos, ainda que futuros, dependem justamente desse controle.

5. Crie objetivos de curto e longo prazo

As pessoas financeiramente inteligentes sabem que o que fazem hoje afetará seu amanhã. Por isso, criar metas de longo prazo são tão importantes quanto as de curto e médio prazo, que geralmente são as que mais realizamos.

Ter objetivos sobre o que fazer com o seu dinheiro ajuda a definir planos de ação efetivos e que servirão às suas metas de longo prazo. Portanto, comece agora mesmo a desenvolver sua inteligência financeira e utilize-a com sabedoria em sua vida!

Gostou deste conteúdo? Aproveite para se inscrever em nossa newsletter e receba outros materiais sobre investimentos e finanças em seu e-mail.

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *