Você consegue pensar em um nome feminino que fez história em Wall Street? Se não, está na hora de conhecer Muriel Siebert. Ela foi uma dessas mulheres que se destacou em WS e fez história na Bolsa de Valores de Nova Iorque.

Conhecida como “a primeira mulher das finanças”, foi a pioneira em ter um assento na Bolsa de Valores de Nova Iorque e umas das primeira mulheres a comandar uma companhia membra da NYSE.

Mesmo sendo a única mulher no meio de 1.365 homens, isso não a impediu de fazer história no mercado financeiro. Continue a leitura do artigo e conheça mais uma mulher que fez história nos investimentos e que pode servir de inspiração para todos aqueles que desejam se tornar grandes investidores!

Quem foi Muriel Siebert?

Muriel é conhecida por ter sido uma mulher admirável, competente e sem medo. Nasceu em 1928 em Cleveland, Ohio e era filha de três irmãs.

Em 1949, Muriel resolveu estudar na Western Reserve University. Naquele tempo, se interessou por finanças e passou a ter aulas sobre negócios, sendo a única mulher da sua turma. Em uma viagem, resolveu visitar a New York Stock Exchange (NYSE) e saiu determinada a trabalhar lá algum dia.

Mas, infelizmente, teve que interromper seus estudos em 1952 porque seu pai foi diagnosticado com câncer. Entretanto, isso não a impediu de continuar acreditando e focando no seu objetivo.

Em 1954, Muriel se mudou para Nova Iorque. Nesses anos, as mulheres que trabalhavam em Wall Street tinham apenas cargos de secretarias ou outros similares, o que não era o que Siebert desejava. Para conseguir bons cargos, alegou ter se graduada. E conseguiu espaço em empresas como Bache & Company.

Muriel teve outros empregos e saiu descontentes deles. O motivo? Descobriu que recebia menos que os colegas homens para fazer o mesmo trabalho que eles.

Quando Muriel Siebert entrou em Wall Street?

Na década de 1960, Muriel determinou que não iria mais ganhar menos que os homens. Ela fez amizade com um grande investidor da época, Gerald Tsai, que a aconselhou a comprar um assento na Bolsa de Valores de Nova Iorque.

Ela resolveu aceitar o conselho e se candidatou para o assento. Para isso, precisava de um “padrinho” para fazer sua aplicação. Após ser recusada por nove homens, o décimo resolveu apadrinhá-la.

A NYSE cobrava US$445.000 na época por um assento, sendo que US$300.000 teria que vir de um banco. Com esforço e determinação, depois de dois anos, o Banco de Manhattan lhe entregou o dinheiro.

Assim, em dezembro de 1967, Muriel Siebert se tornou a primeira mulher a comprar um assento e se tornar membro da Bolsa de Valores de Nova Iorque. Demonstrou muito conhecimento em finanças e investimentos e se tornou um dos nomes mais populares de Wall Street.

Como foi a carreira de Muriel Siebert?

Depois de conseguir um assento em Wall Street e comandar uma firma membro da NYSE, Muriel se destacou e demonstrou conhecimento e habilidade para investimentos e finanças.

Assim, em 1969, abriu sua própria companhia, a Muriel Siebert & Company. A empresa de investimentos está no mercado até hoje.

Como foi a única mulher entre 1.365 homens na Bolsa, seu trabalho se destacou e foi reconhecido pelo governador da época, Hugh L. Carey, que a selecionou para ser a primeira mulher superintendente do Departamento Bancário do Estado de Nova Iorque em 1977.

Sua gestão foi considerada excelente. Tanto que, durante seu período no cargo, nenhum banco apresentou problemas financeiros. Nesse tempo, ela também conseguiu cargos de diretoria nos seguintes departamentos:

  • New York City’s Municipal Credit Union;
  • Urban Development Corporation;
  • Job Development Authority.

Na sua volta para Wall Street, continuou se destacando e melhorando o ambiente da Bolsa de Valores para deixar as mulheres mais confortáveis no local. Mesmo com tudo isso, ela não deixou de trabalhar na sua empresa.

Um pouco sobre a Muriel Siebert & Company

A Muriel Siebert & Company foi fundada por Siebert em 1969. Depois de ter atuado como “broker” por alguns anos em Wall Street, Muriel decidiu que deveria ter também uma empresa.

Trata-se de uma companhia focada em finanças e investimentos,  que oferece serviços de assessoria financeira para quem deseja investir e diversificar suas carteiras. O reconhecimento e notoriedade de Siebert fez da empresa um sucesso.

Funcionando até hoje, a empresa também tem programas filantrópicos. Um deles ajuda a comunidade a educar-se financeiramente por meio de programas que ensinem habilidades financeiras, tanto para adultos quanto para adolescentes.

Filantropia

Além de uma carreira interessante no mercado financeiro, Muriel Siebert também foi uma adepta das atividades filantrópicas. Ela sempre esteve envolvida em organizações diversas, como:

  • Breast Cancer Research Foundation;
  • The Animal Rescue Fund of the Hamptons;
  • Palm Beach Round Table;
  • The Business Council of New York State, dentre outras.

Em 1990, Siebert fundou a Siebert Entrepreneurial Philanthropic Plan, que doava recursos para a caridade. Em 1998, também se tornou a presidente da New York Women’s Agenda, que tinha como objetivo promover a educação financeira entre mulheres.

Por toda essa passagem em filantropia, Siebert foi premiada por inúmeros grupos e instituições de caridade e educacionais.

Qual o legado de Muriel Siebert?

Muriel Siebert morreu em agosto de 2013, vítima de câncer. Depois de sua morte, a Bolsa de Valores de Nova Iorque a homenageou dando o nome dela a uma sala em Wall Street.

Em 2002, ela escreveu uma autobiografia chamada: Changing the Rules: Adventures of a Wall Street Maverick e um livro: The Big Apple Guide.

Além da Muriel Siebert & Company e de inúmeras obras de caridade, Muriel é vista até hoje como um exemplo de mulher forte, competente e sem medo, que desafiou as regras da época e se tornou um dos nomes mais inesquecíveis de Wall Street.

E seu legado não para por aí. Hoje, a Bolsa de Valores de Nova Iorque é comandada por uma mulher, Stacey Cunningham. Esta é a primeira vez que uma mulher chega ao cargo máximo da bolsa norte-americana. E foi foi justamente Siebert que abriu o caminho para estas novas conquistas.

Muriel Siebert foi uma mulher focada, que provou que tinha capacidade de se tornar alguém de importância e memorável em Wall Street. Foi pioneira no mundo dos investimentos e teve uma carreira brilhante no mercado financeiro.

Por isso, ela deve ser considerada não só como uma inspiração para todas as mulheres (e homens) que desejam investir ou trabalhar no mercado financeiro, mas sim como uma das personalidades mais interessantes que Wall Street já teve.

Quer continuar descobrindo outros nomes de grande relevância nos investimentos? Conheça agora Ray Dalio e entenda sua importância para o mercado financeiro!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *