A relação entre o risco e o retorno dos investimentos é uma das ideias mais importantes do mercado financeiro. De modo geral, os investidores já sabem que é preciso se expor a maiores riscos quando querem aumentar suas possibilidades de lucro.

Entretanto, entender a ideia não significa saber comparar investimentos e avaliar quando vale a pena correr maior perigo, certo? Afinal, como saber se as oportunidades do investimento estão compensando o aumento do risco?

Dois conceitos podem ajudar muito a superar o desafio: a taxa livre de risco e o prêmio de risco. Está interessado em aprender mais sobre eles? Confira a seguir!

O que é a taxa livre de risco?

A taxa de livre de risco é um indicador que funciona como base para comparar investimentos. Na prática, ela representa a menor rentabilidade que se espera conquistar em opções com risco bastante reduzido.

No Brasil, podemos usar como exemplo o Tesouro Selic. Sendo a aplicação de menor risco no país e tendo a rentabilidade atrelada à taxa básica de juros da economia, ele pode funcionar como taxa livre de risco.

A partir dela, os investidores conseguem avaliar o chamado custo de oportunidade. Isto é, o que eles deixariam de ganhar ao optar por não investir no Tesouro Selic para colocar o dinheiro em outro investimento.

Imagine, por exemplo, que alguém esteja em dúvida sobre investir em um imóvel para aluguel. O retorno da aquisição da casa não deve ser calculado apenas a partir do valor da compra e do aluguel. É preciso considerar a oportunidade perdida.

Em outras palavras: se esse mesmo dinheiro fosse aplicado no Tesouro Selic qual seria o retorno esperado? O resultado precisa ser incluído na análise para decidir se vale ou não a pena comprar um imóvel.

O que é prêmio de risco?

Como você provavelmente já sabe, os riscos estão presentes em todos os investimentos. A relação entre risco e retornos normalmente acontece da seguinte forma: investimentos seguros oferecem rentabilidades menores.

Isso acontece exatamente porque eles apresentam a vantagem da maior segurança. Já investimentos com maiores riscos, seja de calote ou de mercado, precisam oferecer remunerações mais atrativas.

Pense em títulos da renda fixa privada. Se um banco grande e sólido oferece os mesmos rendimentos de um menor e com resultados negativos você não teria dúvidas sobre aplicar no primeiro, certo?

O que o segundo banco precisa fazer para atrair investidores é aumentar seu prêmio de risco. O conceito se refere à diferença entre a rentabilidade de um investimento de maior risco e aquele mais seguro.

Percebe como o prêmio de risco está relacionado à taxa livre de risco? Se há maior vulnerabilidade para o investidor, é preciso remunerá-lo — apresentando chances de ganhos que justifiquem o perigo maior.

O prêmio pode ser calculado de uma maneira simples, considerando o retorno esperado e a taxa livre de risco. Por exemplo, se tomarmos a Selic a 4% e imaginarmos um investimento em que a expectativa é de 7%, o prêmio é a diferença entre as duas taxas: 3%.

Quais fatores influenciam neles?

A taxa livre de risco e o prêmio de risco não são indicadores rígidos. Eles se modificam pela ação de diversos fatores que os influenciam. O principal deles é geográfico: países diferentes têm indicadores diferentes.

O Brasil apresenta risco de crédito maior quando comparado a outros locais, como os Estados Unidos. Isso significa que nos EUA a taxa livre de risco é menor que no nosso país. Já o prêmio de risco será maior aqui.

Outro elemento de forte influência nos indicadores é o tempo. A movimentação da taxa Selic nos últimos anos nos permite entender isso muito bem. Quanto o índice estava em patamares maiores, a taxa livre de risco era alta e o prêmio de risco era muito reduzido.

Por alguns anos, os investimentos em renda variável eram menos atrativos do que os da renda fixa, pois em muitos casos os ganhos não acompanhavam os riscos. Entretanto, nos últimos anos a taxa Selic vem sendo reduzida e agora a equação caminha em sentido oposto.

Não é apenas a situação econômica nacional e mundial que influencia no tema que estamos apresentando. Aspectos pessoais de cada investidor também são importantes, especialmente os relacionados ao perfil de tolerância ao risco.

Investidores conservadores têm pouca abertura a colocar seu dinheiro em perigo. Assim, é preciso prêmios de risco bastante significativos para atrair essas pessoas. Já os moderados ou arrojados são mais tolerantes e se convencem mais facilmente das vantagens de investimentos menos seguros.

Por que é importante conhecer os conceitos?

Agora você já sabe o que é taxa livre de risco e prêmio de risco. E também entendeu a ligação entre os dois termos no mercado financeiro. Depois disso, ficou fácil compreender a importância deles para os investidores, não é mesmo?

De maneira geral, eles são fundamentais para a comparação de investimentos. Logo, tornam-se indispensáveis na montagem da sua carteira. Analisar os dois permite fazer escolhas mais eficientes e investir com maior consciência dos riscos.

Quer um exemplo prático? Vamos retomar a análise do título de renda fixa privada que fizemos no tópico anterior. Imagine que determinado banco ou empresa oferece uma rentabilidade em torno de 6%, mas apresenta risco maior de calote.

Avaliando o prêmio de risco, talvez se perceba que investir em certos ativos da renda variável se mostra mais vantajoso. Pode ser que algumas ações apresentem riscos semelhantes, mas maiores possibilidades de ganho, entende?

Da mesma forma, seria possível avaliar as vantagens das alternativas de menor risco (e menor rentabilidade). Nessa situação hipotética, o investidor conseguiria tomar sua decisão de maneira mais eficiente depois de analisar a situação com cuidado.

O que podemos concluir?

Esperamos que você tenha entendido bem os dois conceitos e passe a utilizá-los nas suas análises daqui para frente. Lembre-se: quando falamos de investimentos de maior risco é preciso ter em mente que o retorno deles é esperado, e não garantido.

Não deixe de levar esse fator em consideração quando estiver comparando suas opções e avaliando a taxa de livre de risco e o prêmio de risco dos investimentos.

E então, ajudamos você a comparar os produtos financeiros e escolher melhor? Aproveite para saber mais sobre o assunto: conheça o benchmark dos investimentos!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *