O aplicativo Uber anunciou, na noite da última segunda-feira (2), mudanças no seu modelo de negócios no Brasil – que devem impactar diretamente os motoristas que realizam corridas pela companhia. A principal mudança gira em torno da extinção da taxa fixa de 20% a 25% sobre o valor de cada corrida, que era cobrada de cada motorista.

A partir de agora, de acordo com a Uber, esta taxa será variável, de acordo com as características de cada viagem, considerando o tempo, o trânsito e a distância percorrida na viagem para fixação do preço a ser pago pelo motorista. Para os usuários, no entanto, não haverá alterações no preço ou funcionamento do aplicativo.

Mudanças após reclamações

A mudança chega, de acordo com a Uber, após inúmeras reclamações de motoristas brasileiros em relação à taxa fixa, que sentiam-se prejudicados com a cobrança de até 25% sobre a corrida. Com o novo modelo de cobrança – que já funciona há mais de um ano nos Estados Unidos – a taxa deverá variar de acordo com o tipo de viagem realizada.

Se o motorista fizer uma viagem mais longa em um curto espaço de tempo, por exemplo, a taxa cobrada pela Uber deve ser maior; por outro lado, caso o condutor fique preso no trânsito por muito tempo, por exemplo, o percentual cobrado pela Uber será menor. A Uber não informou o valor das novas taxas, mas afirmou que o percentual retido pela corrida pode ser desde 1% até uma taxa superior aos 25% cobrados até então.

De acordo com o aplicativo de transporte, o pagamento “será mais justo” com o novo modelo, uma vez que não dependerá apenas do valor da corrida – estimada ao passageiro e ao motorista assim que o serviço é solicitado. A Uber também anunciou melhorias na versão do aplicativo para os condutores e prometeu informar as taxas cobradas dos profissionais de maneira mais transparente.

Desde o ano passado, a Uber cobra, além da taxa de 20% a 25% por corrida, um valor fixo de R$ 0,75 sobre cada corrida. Do valor do serviço também são descontados impostos municipais. Não ficou claro se este valor fixo cobrado pelo aplicativo será mantido ou não neste novo modelo de cobranças.

E você, o que achou destas mudanças anunciadas pela Uber? Deixe seu comentário!

 

Quer aprender mais sobre investimentos e finanças? Então conheça o treinamento online “O Investimento Perfeito”Clique aqui e saiba mais sobre o curso!

Autor

Luana Neves

Jornalista e redatora. Atuou como editora de Economia no Jornal DG e Revista Quem é Quem - Economia, assinou por três anos coluna diária de Economia e já produziu conteúdo para diversos portais de notícias do Brasil.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *