Quem tem crianças e adolescentes em casa sabe que o mês de janeiro costuma trazer, além das despesas habituais com IPVA, IPTU e outros gastos de início de ano, um custo adicional: a compra de material escolar. E, a cada ano que passa, os custos parecem só aumentar.

De acordo com uma pesquisa do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV), a compra de material escolar deve pesar ainda mais no bolso do consumidor em 2019, já que os preços da categoria subiram mais de 1% no acumulado do ano passado, em média. Apesar deste aumento, no entanto, ainda é possível fazer economia na hora de comprar livros e materiais escolares das crianças e jovens.

Confira no artigo de hoje 6 dicas para economizar na compra de material escolar e descubra como evitar apertos neste começo de ano. Acompanhe!

Pesquise preços

Pesquisar preços é uma tarefa indispensável para quem deseja poupar algum dinheiro na compra de material escolar. Principalmente nesta época de ano, a diferença de preços de itens básicos de qualquer lista escolar nas lojas do país pode ser arrasadora – e prejudicial para qualquer bolso.

Por isso, a primeira dica de ouro para economizar na compra de material escolar é pesquisar preços antes de comprar. Verificar os preços nas lojas online pode ser um passo importante para a economia – e que não lhe exigirá esforço de visitar diversas lojas físicas abarrotadas de consumidores.

Muitas lojas online, inclusive, permitem que o consumidor retire o material em lojas físicas – evitando problemas com atrasos na entrega, por exemplo. Se você gosta de conferir os produtos pessoalmente, por outro lado, a opção será fazer uma boa pesquisa presencial.

Para a compra de livros didáticos, pode valer a pena verificar a possibilidade de comprar diretamente com a editora – que costuma vender livros mais baratos. Buscar livros em sebos – como livros de literatura – ou comprar itens usados na internet também pode ajudar você a fazer uma boa economia.

Pague à vista

Criar o hábito e fazer pagamentos à vista é altamente recomendado em qualquer momento do ano. Para compras sazonais, no entanto, este hábito pode ser ainda mais valioso.

Muitas lojas concedem ao consumidor bons descontos para pagamento do material escolar com dinheiro ou cartão de débito – que podem gerar uma grande economia no final das contas. E, mesmo se o estabelecimento não informar claramente ao consumidor eventuais vantagens para pagamentos à vista, sempre vale verificar se há concessão de descontos.

Pagar a compra de material escolar e outras despesas de início de ano à vista evita, ainda, que você comprometa seus ganhos nos meses seguintes com uma dívida feita no início do ano. Com menos parcelas a pagar você tem mais dinheiro livre todos os meses e menores chances de cair no endividamento.

Faça uma triagem em casa

Quem possui crianças e adolescentes em casa sabe que a lista de material escolar costuma ser grande. Alguns itens, entretanto, são solicitados todos os anos e nem sempre precisam ser recomprados após 12 meses.

Itens como lápis, caneta, borracha, réguas, estojos, fichários e mochilas, por exemplo, normalmente duram mais que um ano letivo e podem ser reutilizados no ano seguinte – evitando gastos desnecessários e gerando economia na compra de material escolar. Portanto, antes de sair às compras, faça uma triagem em casa e identifique o que pode ou não ser reaproveitado para o ano letivo.

Atente-se aos itens não permitidos

Atentar-se aos itens que compõem a lista de material escolar é mais um passo importante para economizar neste início de ano. Muitas pessoas não sabem, mas existem alguns itens que não podem fazer parte desta lista.

Nenhuma escola pode, por exemplo, solicitar aos pais a compra de produtos de limpeza, itens de higiene pessoal, copos e talheres descartáveis ou até mesmo a compra de materiais de marcas e lojas específicas. Para evitar gastos desnecessários com itens que não podem ser solicitados, é imprescindível manter a atenção em cada um dos itens.

Caso você verifique algum item ou solicitação fora do comum na lista escolar, procure os órgãos de proteção ao consumidor da sua região – como o Procon.

Compre por atacado

Comprar por atacado pode ser mais uma oportunidade para economizar na compra de material escolar. Lojas que vendem itens escolares e de escritório por atacado costumam conceder bons descontos aos consumidores e, consequentemente, tendem a oferecer preços diferenciados, em muitos casos.

Neste caso, no entanto, é preciso ter cuidado, já que o consumidor pode se ver obrigado a adquirir uma quantidade superior de itens para ter acesso a preços diferenciados – quantidade que pode ser muito maior que aquela necessária para o ano letivo.

Por exemplo, se a escola pediu 5 canetas esferográficas para o ano, pode não fazer sentido adquirir uma caixa com 50 canetas. Afinal, você estará pagando mais barato pela unidade, mas poderá ter um custo muito maior para adquirir uma quantia desnecessária de itens.

Para evitar este desperdício, uma dica interessante é fazer a compra de material escolar em conjunto com outros pais. Desta forma, vocês adquirem os itens em grupo e dividem os materiais e os custos da compra por atacado – o que pode lhe gerar uma boa economia de dinheiro.

 

Planeje seu orçamento

Para evitar apertos em todo início de ano – seja na hora da compra de material escolar ou do pagamento de despesas sazonais, procure planejar seu orçamento de maneira eficiente. Aposte no planejamento financeiro anual, identificando seus ganhos e os custos relativos a cada época do ano – incluindo, inclusive, as despesas com a compra de material escolar – e organize-se para não passar por apertos quando estas contas chegarem.

Crie o hábito de planejar-se para cada um dos custos sazonais com antecedência, poupando um pouco de dinheiro a cada mês para quitar estas despesas quando for o momento. Assim você consegue não apenas passar o mês com folga, mas pode aproveitar para pagar compras à vista, por exemplo – evitando o parcelamento e reduzindo as chances de endividamento.

Uma boa dica, ainda dentro do planejamento do orçamento familiar, é realizar a compra de material escolar aos poucos ao longo do ano. A lista de materiais geralmente só fica disponível nas escolas pouco antes do início das aulas, mas é possível ir adquirindo materiais que você já sabe que serão solicitados no ano seguinte – aqueles que sempre aparecem em qualquer lista e que são materiais básicos para qualquer estudante.

Antecipar a compra de material escolar também evita filas em lojas especializadas, problemas com atrasos na entrega – no caso das compras online – e até mesmo os preços mais altos, já que, no início de cada ano, os preços costumam estar mais altos devido à alta procura por itens escolares.

E você, o que faz para economizar na compra de material escolar todos os anos? Compartilhe conosco suas dicas!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Luana Neves

Jornalista e redatora. Atuou como editora de Economia no Jornal DG e Revista Quem é Quem - Economia, assinou por três anos coluna diária de Economia e já produziu conteúdo para diversos portais de notícias do Brasil.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *