Quando alguém decide trocar de carro, ou apenas vender o seu, começa uma espécie de saga. É preciso tomar diversas decisões — por exemplo, escolher entre vender em loja ou diretamente para pessoas físicas, saber que valor anunciar, de que forma negociar etc.

O objetivo do vendedor é sempre fazer um bom negócio, mas às vezes se torna difícil equilibrar isso com as negociações propostas pelos compradores. Então, que tal conferir 6 dicas para vender carro e sair feliz com o valor?

1. Identifique o momento de vender

A primeira pergunta que você deve se fazer é se está mesmo no momento de realizar a venda. Identificar o período ideal depende de alguns fatores internos e outros externos. No primeiro grupo, um dos principais indicadores é a sua relação com o carro.

Por exemplo, a venda precisa acontecer quando o veículo atual não atende mais suas necessidades. Outro fator é a quilometragem elevada: quem deseja andar em automóveis novos pode pensar na venda quando o seu estiver acima de 60 mil quilômetros rodados.

O custo com manutenção é outro aspecto que precisa ser avaliado na hora de decidir sobre a venda. O mais aconselhado é ligar o alerta quando os gastos anuais estão ultrapassando 10% do valor da venda do veículo.

E os fatores externos, quais são? Basicamente, o cenário da indústria automotiva no momento. Por exemplo, pode ser melhor esperar um pouco até vender seu usado se o mercado de modelos novos está aquecido e apresenta boas promoções.

2. Conheça o histórico do carro

Outra dica para vender bem o seu veículo é saber valorizá-lo diante de um comprador. Para isso, é indispensável dominar o histórico do carro. Assim, você consegue mostrar os pontos positivos — de preferência, dando provas deles.

Um exemplo é guardar todos os comprovantes de revisões feitas. Dessa forma, quem está interessado na compra se sentirá mais seguro da qualidade dele. Manter todos os documentos regularizados é outro requisito para fazer boas negociações.

Além disso, tenha a atenção de apresentar o manual e a chave reserva do veículo. Isso demonstra cuidado. Afinal, proprietários que não têm mais esses itens passam uma imagem de distração e negligência para o comprador.

Quem desejar apresentar pontos positivos extras pode solicitar uma perícia automotiva. Esse não é um processo caro ou demorado. Rapidamente você consegue um atestado da procedência do carro e pode utilizá-lo para valorizar o veículo.

3. Faça uma revisão para a venda

Será difícil garantir o bom estado do seu veículo se você não tiver feito uma revisão antes de colocá-lo à venda. Então, o ideal é ir até o seu mecânico de confiança e pedir um check-up. Aproveite o momento para resolver pequenas pendências.

Não é interessante, por exemplo, apresentar o carro com defeitos no retrovisor ou falhas na pintura. Por mais que sejam detalhes menores, os possíveis compradores utilizarão isso para tentar diminuir o preço.

Depois de passar o veículo por essa revisão, guarde a nota fiscal com tudo que foi feito. Ela poderá ser apresentada à pessoa interessada para comprovar que os serviços básicos foram feitos (como checagem de freios, troca de óleo, alinhamento das rodas etc).

Vale lembrar que a primeira impressão é a que fica. Logo, nada de aparecer com o carro sujo. Fazer uma higienização completa, incluindo também a parte interna, é indispensável. Se possível, invista também em polimento externo.

4. Considere vender diretamente

Quem deseja vender um carro obtendo um bom valor por ele precisa considerar a possibilidade de fazer uma venda direta à outra pessoa física. Isso porque oferecer o veículo em lojas é menos vantajoso do ponto de vista financeiro.

Afinal, a loja tem a necessidade de comprar o seu carro por um valor menor, já que ela ainda vai fazer revisões nele e vendê-lo para outra pessoa. Por isso, é possível receber alguns reais a mais ao realizar a venda direta.

Entretanto, também é preciso estar ciente dos riscos. O primeiro é que, em geral, essa negociação demora muito mais. Em uma loja você consegue fechar negócio e resolver tudo em poucos dias.

Enquanto isso, anunciar o carro de forma autônoma demanda um tempo maior até conseguir contato com interessados e chegar a um acordo atrativo para ambos os lados. Além disso, há o perigo de cair em golpes de bandidos.

Em resumo, quem deseja receber um valor a mais pelo carro tem que abrir mão da pressa e ficar muito atento aos cuidados de segurança necessários. Por exemplo, sempre marcar encontros em locais públicos.

5. Monte um anúncio eficiente

Se o seu objetivo é vender o carro sem oferecer em lojas, você será o responsável por anunciar e negociar o veículo. Com isso, vale a pena ter atenção em alguns pontos para que o anúncio seja eficiente e lhe dê resultados.

O primeiro é saber onde anunciar. Os jornais são tradicionalmente utilizados, mas a internet pode ser o melhor veículo de comunicação atualmente. Procure os sites mais populares e veja as condições para montar o anúncio.

Outro ponto de atenção são as fotos. Quem procura carros na internet quer ver boas imagens dos modelos. Lembre-se de que a pessoa terá várias opções, então, ela pode desconsiderar rapidamente um anúncio mal feito.

Coloque entre três ou quatro fotos, mostrando o exterior e o interior do veículo. Não deixe de apresentar ele limpo e organizado. Fique atento, ainda, às informações do anúncio — elas devem trazer os dados básicos, como identificação do modelo, quilometragem etc.

6. Negocie

Depois de colocar todas essas dicas em prática, só resta uma coisa: saber negociar. Você terá tomado os cuidados necessários para valorizar o veículo, então, será hora de mostrar tudo isso para o possível comprador — seja ele uma pessoa física ou uma loja.

Quando se tratar de anúncio pessoal, use a estratégia de colocar o valor um pouco mais alto. Dessa forma, haverá um intervalo para oferecer desconto e deixar o comprador mais feliz.

Em lojas, o esforço para desvalorizar seu carro será maior. Mas você não precisa se intimidar. Argumente sobre os pontos positivos dele e tente ampliar a margem de preço. E não deixe de ir a vários locais para comparar as negociações.

Essas foram nossas 6 dicas para vender carro de forma vantajosa. Seguindo todas as orientações, você consegue colocar um preço justo pelo seu veículo e ter boa capacidade de negociação. Experimente!

Que tal saber mais sobre desvalorização de carros? Conheça os modelos mais e menos desvalorizados do Brasil!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *