O mercado financeiro é um ambiente de oportunidades e de muitos aprendizados, que tem despertado, ano após ano, o interesse de brasileiros que buscam aprender a cuidar melhor do seu patrimônio e a investir seu dinheiro. Apesar disso, ainda são muitos os mitos que povoam a mente das pessoas quando este tema entra em pauta.

Expectativa de ganhos extraordinários, projeções superestimadas para o futuro e a crença de encontrar investimentos revolucionários – com alto potencial de remuneração – são alguns destes mitos que, infelizmente, ainda fazem muita gente cair no conto do vigário e perder dinheiro no mercado.

Para que você não caia nestas armadilhas, decidi promover, no artigo de hoje, a desconstrução dos 5 maiores mitos do mercado financeiro. Afinal, é a partir do conhecimento e do aprendizado que qualquer investidor começa a desenvolver melhor seu senso crítico e suas habilidades pessoais em relação às finanças, a fim de cuidar melhor do seu dinheiro e investir de forma consciente e de acordo com suas metas.

Continue a leitura do texto, acompanhe a desconstrução daqueles que são, a meu ver, os 5 maiores mitos do mercado financeiro e aprenda a fugir de ciladas que, certamente, aparecerão ao longo do seu caminho. Acompanhe!

Mito 1: Expectativa x previsões do mercado financeiro

Muitas pessoas confundem expectativas e projeções do mercado financeiro, divulgadas  por meio de informativos – como Boletim Focus, publicado todas as segundas-feiras  pelo Banco Central, com uma previsão do futuro. Este é um dos maiores erros que se pode cometer quando o assunto é mercado e um dos maiores mitos ligados ao mercado financeiro.

Quando projeções são feitas e expectativas são divulgadas, é importante que as pessoas entendam que não estamos falando, por exemplo, de um trabalho realizado por um vidente, que busca prever o futuro. Trata-se apenas de uma expectativa sobre o futuro, de acordo com informações disponíveis no momento em que estas projeções são feitas.

Vale ressaltar ainda que as expectativas vão se renovando conforme as informações do mundo vão surgindo – e vão se modificando – ao longo do tempo. São traçados cenários com os dados disponíveis e, conforme estes dados se alteram – oriundos, principalmente, das interações humanas ao redor do globo, o cenário também se modifica.

O investidor precisa ter em mente, portanto, que estas projeções não se tratam de adivinhações, mas de expectativas que podem ser – e, provavelmente, serão – alteradas no futuro. Por isso, acreditar que estas projeções e expectativas são previsões é um grande mito.

Mito 2:  Conhecer o melhor investimento para o próximo ano

Ao longo da minha trajetória profissional no mercado financeiro, já ouvi muitos investidores fazerem perguntas como “Qual o melhor investimento para o próximo ano?” ou “Quais produtos ou ações irão se valorizar mais nos próximos meses ou anos?”. Acreditar que alguém tem as respostas para estas perguntas é mais um dos 5 maiores mitos do mercado financeiro.

Nem mesmo o megainvestidor norte-americano Warren Buffett ou outras grandes referências do mercado mundial sabem o que se valorizará mais ou menos no próximo ano. A verdade é que absolutamente ninguém sabe dizer quais são os melhores investimentos para o futuro – uma vez que o mercado e o dia de amanhã, de maneira geral, são imprevisíveis.

Não se esqueça que existem inúmeros fatores que podem interferir nas rentabilidades e nos investimentos ao longo do tempo: interações humanas, fusões, problemas governamentais, taxas de juros, crises. As realidades vão se modificando e os negócios vão se adaptando ao longo do tempo.

Por isso, tentar adivinhar quais os melhores investimentos para o próximo ano ou quais papéis ou produtos irão ter a maior valorização no futuro é uma grande infantilidade.  O importante é sempre entender os investimentos, aprender mais sobre o tema e tomar decisões conscientes, de acordo com o seu perfil.

Mito 3: Reconhecer o melhor investimento de todos

Uma outra dúvida muito comum entre os investidores é sobre o melhor investimento disponível no mercado. Afinal, como reconhecer qual é o melhor investimento de todos – seja na renda fixa ou na renda variável?

A verdade é que reconhecer o melhor investimento de todos é um grande mito do mercado financeiro. Isso porque o melhor investimento simplesmente não existe!

Investimentos são simplesmente pontes que levam pessoas a alcançarem determinados objetivos – no curto, médio e longo prazo. Por exemplo, se a pessoa deseja investir, mas tem planos de resgatar o dinheiro em três meses, o investimento mais adequado pra ela será diferente do investimento de uma outra pessoa que pretende mexer no dinheiro somente daqui a 15 ou 20 anos.

Não existe, portanto, o melhor investimento de todos, mas sim aquele mais adequado às necessidades de cada pessoa. E não deve haver jamais a busca pelo melhor investimento ou pela melhor rentabilidade, mas sim por aquele investimento que ajudará você a alcançar seus objetivos pessoais.

Mito 4: Rentabilidade dos investimentos x acumulação de patrimônio

O quarto maior mito do mercado financeiro está relacionado à questão da rentabilidade dos investimentos versus a acumulação de patrimônio. Muitas pessoas ainda acreditam que, para formar patrimônio, é preciso ter sempre a melhor rentabilidade dos seus investimentos.

Se você ainda acredita nesta falácia, sinto desapontá-lo: não é esta suposta melhor rentabilidade que fará você acumular patrimônio. Este pensamento é falso.

A verdade é que a grande capacidade de acumulação de patrimônio se dá e sempre se dará pela sua capacidade de seguir economizando e poupando dinheiro. São os aportes ao longo do tempo que fazem – e farão – com que seu capital se multiplique.

Não adianta, por exemplo, dizer que sua carteira teve excelente rentabilidade em um determinado período de tempo se você ficou um ano ou mais sem guardar dinheiro. Neste espaço de tempo, outra pessoa com uma carteira com rentabilidade inferior à sua pode ter acumulado muito mais patrimônio que você se ela tiver sido diligente em relação às finanças pessoais.

Tenha em mente que qualquer rentabilidade de patrimônio acontece em cima de um patrimônio que já existe. Portanto, se você não buscar aumentar esse patrimônio por meio de aportes, sua evolução financeira será muito mais lente em comparação àquele investidor que continua guardando dinheiro – independente da rentabilidade da carteira de investimentos.

E lembre-se sempre que o foco da construção de patrimônio precisa estar, necessariamente, nas finanças pessoais – ainda mais que nos investimentos. O aprendizado em relação às escolhas dos investimentos deve ocorrer conforme você for juntando seu dinheiro.

Somente desta forma você conseguirá não apenas aprender a escolher os investimentos mais adequados para você e que lhe ofereçam melhores perspectivas de rentabilidade, mas também desenvolver e colocar em prática sua capacidade de aportar e cuidar das suas finanças. É este aprendizado e este comportamento que fará você acumular patrimônio ao longo do tempo, e não, necessariamente, a rentabilidade da sua carteira.

Procure focar na sua atividade profissional e desenvolver-se de modo a conseguir gerar dinheiro para acumular patrimônio. Quanto mais focado você estiver em economizar, poupar e preservar seu dinheiro no mercado financeiro, maiores serão as chances de acumular uma boa quantia financeira ao longo dos anos. Não se esqueça que a rentabilidade dos seus investimentos jamais deve ser superior à sua capacidade de gerar renda e de acumular sempre.

Mito 5: Oportunidades únicas de ficar milionário

O quinto entre os maiores mitos do mercado financeiro são aquelas oportunidades únicas de fazer de você um milionário que, comumente, aparecem por aí – sobretudo, no universo online. Não acredite nestas possibilidades, elas não existem.

Estas propostas e oportunidades extraordinárias nada mais são que gatilhos de venda, utilizados para que alguém venda a você um produto financeiro ou outro produto qualquer, um relatório ou um serviço. Apela-se ao gatilho da oportunidade, levando o consumidor  a acreditar que, se não realizar uma determinada ação, perderá a grande oportunidade da sua vida.

E isso é falso. Sempre existem – e sempre existirão – boas oportunidades para serem aproveitadas, seja no mercado financeiro ou no âmbito da sua capacidade produtiva. Por isso, jamais acredite nestas oportunidades “únicas”.

Seja cético e extremamente desconfiado com tudo que lhe assegure rentabilidades absurdas, que lhe garanta grandes tacadas ou que prometa fazer de você um milionário sem esforços, de uma hora para outra. Acredite: essas alternativas, normalmente, acabam muito mal.

Como não cair em ciladas?

Em função destes maiores mitos do mercado financeiro e das grandes ciladas às quais o investidor está sujeito a cair, é preciso que o investidor seja sempre capaz de buscar e aprender um método de investimento eficaz, que lhe permita tomar decisões de maneira consciente e segura – tendo ciência dos riscos aos quais está exposto e investindo com foco nos seus objetivos.

Somente absorvendo estes aprendizados e colocando-nos em prática você será capaz de tomar decisões de investimento em qualquer cenário econômico e em qualquer circunstância – realizando aportes ao longo do tempo e acompanhando, ano após ano, a multiplicação saudável e contínua do seu dinheiro.

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

André Bona

André Bona possui mais de 10 anos de experiência no mercado financeiro, tendo auxiliado milhares de investidores a investir melhor seus recursos e é o criador do Blog de Valor - site de educação financeira independente.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *