Para aqueles que desejam diversificar sua carteira, uma alternativa que pode fazer sentido são os investimentos internacionais. E, ao contrário do que muitos acreditam, não é necessário abrir conta em instituições financeiras do exterior.

Isso porque é possível fazer um investimento atrelado a ativos de empresas estrangeiras por meio da bolsa de valores brasileira (B3). Entre as opções que costumam chamar a atenção dos investidores estão as ações da Disney.

Quer saber mais? Neste conteúdo, você conhecerá mais sobre a Disney e sua história. Ainda, entenderá como é possível investir nela por meio da B3.

Acompanhe a seguir!

Qual é a história da Disney?

Antes de saber como comprar ações da Disney, vale conhecer sua história e alguns marcos do seu crescimento. Fundada em 1923, pelos irmãos Walt Disney e Roy Disney Oliver como um estúdio de animação, a empresa ampliou sua participação na indústria ao longo dos anos.

Assim, tornou-se uma gigante do entretenimento. Seu personagem mais famoso é o Mickey Mouse, que estreou o primeiro filme sonoro em 1928 – um feito inédito na época. Anos mais tarde, resolveu inovar novamente ao fazer uma animação cujo tempo de duração era o mesmo de um filme.

Até então, os desenhos animados eram de curta duração. O resultado? Mais um sucesso na história da empresa. Depois de um tempo, Walt teve uma nova ideia de negócio: um parque de diversões, que foi inaugurado em 1955.

Mesmo após a sua morte, em 1966, a Disney segue em crescimento. Prova disso, é que desde então ela já adquiriu muitas outras empresas. Entre elas, destacam-se a rede de televisão ABC, a Disney Channel, a Marvel Entertainment Inc e a Lucas Film.

Quando a Disney entrou na bolsa?

Depois de conhecer um pouco da história da Disney, é interessante saber mais sobre a entrada da companhia na bolsa de valores, tanto americana quanto brasileira.

Antes mesmo de serem negociados na bolsa de valores, os primeiros papéis da Disney estavam disponíveis no mercado de balcão, em 1940. Foi apenas em 1957 que a empresa abriu capital na New York Stock Exchange (NYSE) – a bolsa de Nova Iorque.

Por muito tempo, brasileiros só poderiam comprar ações da Disney com conta internacional. Depois, mesmo com a possibilidade na B3, ela só era acessível para investidores qualificados — até outubro de 2020.

Isso porque a bolsa limitava o acesso aos investimentos com risco mais elevado apenas para aqueles que tivessem mais de R$ 1 milhão investidos ou para profissionais certificados para atuar no mercado financeiro. Em outubro de 2020, no entanto, os investimentos lastreados nas ações da Disney ficaram disponíveis para todos os investidores.

O acesso por meio da bolsa de valores brasileira se dá pelo investimento em BRDs (brazilian depositary receipts). Eles são certificados que representam investimentos estrangeiros. Isso significa que você não está comprando diretamente as ações da Disney.

Na verdade, esse é um certificado com lastro nos papéis. Portanto, eles estão expostos às mesmas oscilações dos ativos a que estão lastreados. Para investir na Disney por meio da B3, basta procurar pela sigla do BRD da empresa, que é DISB34.

Quais são as vantagens e riscos envolvidos no investimento via BDR?

Um dos motivos que justificam a vantagem de fazer um investimento via BDR está no fato de ele ajudar a diversificar o portfólio. Afinal, seu patrimônio fica parcialmente exposto a outros países, ou seja, às condições de um cenário econômico diferente do brasileiro.

Assim, é possível diluir o risco da sua carteira de investimentos. Além disso, outra vantagem é que o processo ocorre diretamente pela bolsa brasileira.

Dessa forma, você não precisa se preocupar em abrir uma conta em uma instituição estrangeira ou realizar o câmbio. Perceba, portanto, que o BRD traz mais praticidade na hora de investir no exterior.

Contudo, assim como em outro investimento de renda variável, há riscos. O principal é o risco de mercado. Os preços dos BDRs oscilam de acordo com a lei de oferta e demanda.

Dessa forma, existe a possibilidade de ter desvalorizações e perdas. Ademais, é preciso considerar os riscos ligados ao mercado dos Estados Unidos e até mesmo à cotação do dólar, que também influenciará o preço dos certificados.

Como comprar BDRs que representam ações da Disney (DISB34)?

Agora que você viu que é possível fazer um investimento internacional sem sair do Brasil, descubra como comprar os BDRs que estão atrelados às ações da Disney na B3!

Avalie os ativos da Disney

Antes de realizar qualquer investimento é preciso entender se ele vale a pena e se adéqua à sua estratégia. Para isso, avalie se ele se encaixa no seu perfil de investidor e objetivos financeiros, considerando as vantagens e os riscos.

Também é recomendado fazer uma análise fundamentalista para entender a saúde financeira da empresa. Nesse momento, indicadores que podem ajudar são o dividend yield (DY) e o return on equity (ROE) ou retorno sobre o patrimônio líquido.

Abra uma conta em um banco de investimentos

Para comprar os BDRs de ações da Disney (DISB34), é preciso ter uma conta em um banco de investimentos, como o BTG Pactual digital. A instituição será responsável por intermediar as negociações do investidor na bolsa de valores e na plataforma de investimentos.

Além disso, você também terá acesso a uma grande variedade de investimentos em renda variável e renda fixa. Essa diversidade é vantajosa para quem busca montar uma carteira. Depois de abrir sua conta de investimentos, basta transferir dinheiro para ela.

Decida quantos BDRs comprar

Com o dinheiro na conta do banco de investimentos, você deve acessar o home broker — sistema pelo qual se negocia ações, BDRs e outros investimentos. Depois, procure pelo certificado do seu interesse. No caso do BDR da Disney, a busca seria pelo ticker DISB34.

Em seguida, basta definir quantos BDRs da Disney deseja comprar e emitir a ordem de compra. Após a liquidação da negociação, o dinheiro será debitado da sua conta e os certificados das ações da empresa passarão a compor seu portfólio.

Agora você sabe como comprar ações da Disney e de outras empresas estrangeiras para ter uma carteira ainda mais diversificada. No entanto, lembre-se de avaliar se o investimento faz sentido para o seu perfil e objetivos. E não deixe de fazer uma análise da empresa e dos seus ativos.

Quer investir em BDR e em outras oportunidades da bolsa? Abra sua conta no BTG Pactual digital!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *