Foi-se o tempo em que fazíamos nossas compras utilizando apenas dinheiro vivo como forma de pagamento. Hoje em dia, o uso de outros recursos como o débito e o crédito financeiro se tornaram cada vez mais comuns para a população.

Porém, com as várias alternativas possíveis de pagamento, é comum que surjam dúvidas a respeito de qual a melhor opção na hora de fazer suas compras. Afinal, cartão de crédito ou débito, qual o melhor?

Nesse artigo ajudaremos você a entender melhor como as duas alternativas funcionam. E qual a melhor maneira de utilizar cada uma delas.

Continue rolando a página para acompanhar!

Cartão de crédito

O cartão de crédito é uma opção muito popular por sua praticidade e conveniência. Para entender como funciona o cartão de crédito, é preciso pensar nele como uma espécie de empréstimo a curto prazo.

Com ele, as instituições financeiras permitem o poder de compra ao cliente cedendo-lhes um limite pré-estabelecido para ser usado durante um período de tempo, geralmente de um mês, e que deve ser pago no dia definido de vencimento da fatura.

O limite de cada cartão pode variar de acordo com a renda mensal do cliente e instituição credora escolhida. E pode aumentar gradualmente com o passar do tempo.

Vantagens e desvantagens do crédito

Para lhe ajudar a decidir se pagar no crédito é uma opção viável para sua vida financeira, listamos alguns pontos positivos e negativos dessa alternativa:

Parcelamento

Com o cartão de crédito é possível realizar compras de valores maiores e que podem ser parceladas em várias vezes. Com isso, torna-se possível a aquisição de bens sem o comprometimento de uma parcela grande de sua renda mensal (embora esta prática não seja recomendada).

Prazo de pagamento

Como já dito, com o cartão de crédito a compra é feita sem a necessidade de pagamento instantâneo, com um prazo de pagamento maior. E também já conhecido, que é o dia de vencimento da fatura.

Programa de pontos

Alguns cartões oferecem a possibilidade de adesão a programas de fidelidade. Neles, cada compra feita equivale a uma pontuação que pode ser acumulada e trocada por diversas recompensas, como por exemplo, milhas aéreas e eletrodomésticos.

Fatura como planilha financeira

O planejamento é imprescindível para entender como anda sua vida financeira, mas muitas pessoas ainda têm dificuldades em acompanhar esse quesito. Para aqueles que utilizam o cartão de crédito, é possível entender melhor através da fatura mensal quais os tipos e a quantidade de dinheiro gasto em cada setor de consumo, como lazer e supermercado, por exemplo.

O uso controlado do cartão de crédito, portanto, pode auxiliar na organização do orçamento mensal.

Compras online

O cartão de crédito é uma saída fácil e mais segura também para a realização de compras online. Alguns cartões possuem, inclusive, a opção de versões exclusivas para as compras feitas pela internet, aumentando mais ainda a segurança.

Compras por impulso

A facilidade do cartão de crédito pode, entretanto, estimular uma atitude mais consumista e as chamadas compras por impulso, de bens muitas vezes desnecessários. Afinal, não existe a necessidade do pagamento no momento da compra.

Maior chance de descontrole

Quando temos dinheiro na carteira, conseguimos mensurar o quanto já gastamos e o quanto ainda podemos gastar. Com o cartão de crédito, perdemos um pouco dessa noção já que não temos uma visão do montante gasto.

E isso pode causar um descontrole e desequilíbrio financeiro, gastando-se mais do que se ganha.

Juros altos

O endividamento decorrente do mau uso do crédito é um problema enfrentado por muita gente. Com taxas de juros altíssimas, as dívidas feitas com o cartão acabam virando uma bola de neve cada vez maior. Por isso, é muito importante um uso consciente e comedido dessa ferramenta.

Quando é melhor usar o crédito?

É unanimidade que o uso do cartão de crédito é aconselhado para pessoas com uma vida financeira mais estável e regrada. Por conta da praticidade, é muito fácil cair nas armadilhas do crédito e acabar endividado.

Portanto, o melhor a se fazer é reservar esse método de pagamento para as compras maiores e mais planejadas, nas quais pode-se usar o parcelamento como um aliado na conquista dos sonhos.

O crédito é uma boa opção também quando existe a possibilidade de acúmulo de pontos para trocar por recompensas. É preciso, porém cuidado para não usar isso como desculpa para gastar mais que o necessário.

Cartão de débito

O cartão de débito é uma forma igualmente prática de efetuar suas compras, porém com algumas outras particularidades. Para conseguir fazer compras no débito, é preciso que você tenha saldo em sua conta bancária no momento da aquisição do bem ou serviço.

O banco repassa o dinheiro à empresa no ato da compra, funcionando praticamente como o dinheiro em espécie, porém sem a necessidade de saque.

Vantagens e desvantagens do débito

Assim como outros métodos, o pagamento no débito também têm suas vantagens e desvantagens, como vemos a seguir:

Descontos

Com o crédito, a chance de conseguir um desconto é muito maior, já que o vendedor receberá o valor integral da compra à vista. Muitas vezes, esse desconto já é comunicado previamente para estimular o pagamento no débito, mas é sempre interessante tentar negociar o valor final.

Maior controle financeiro

Com o crédito, só é possível gastar o dinheiro que já se tem. Por isso, essa é uma ótima solução para controlar seu orçamento de maneira mais rígida, tomando sempre cuidado para não recorrer ao cheque especial.

Não é necessário o saque

Uma outra vantagem do cartão de débito é a segurança que ele proporciona, não sendo necessária a realização de saques em espécie. O que acaba, inclusive, diminuindo a chance de prejuízos financeiros em casos de perda ou roubo.

Não é possível parcelar

A principal desvantagem em relação ao uso do cartão de débito é a impossibilidade de parcelamentos ou de um maior prazo de pagamento.

Quando é melhor usar o débito

O cartão de débito pode ser um ótimo aliado para pessoas com dificuldades no planejamento orçamentário ou com tendências a um consumo exagerado. Afinal, só é possível gastar o dinheiro disponível em conta ao utilizar o débito.

Nestes casos, ele pode ser utilizado para compras do cotidiano e recorrentes, como gastos do mercado, evitando um acúmulo de dívidas e facilitando o controle dos gastos.

Você pode perceber que tanto o crédito quanto o débito são ótimas alternativas para sua vida financeira, desde que você se atente sempre às particularidades de cada um.

Esse artigo ajudou a esclarecer quando usar cada uma das opções: crédito ou débito? Então deixe seu comentário! E assine nossa newsletter!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *