146
0

IMAB11: descubra os detalhes desse ETF de renda fixa da B3

146
0
4 minutes

A B3, a bolsa de valores brasileira, apresenta cotas de diferentes tipos de fundos de investimento, como os ETFs. Além disso, entre as oportunidades, é comum encontrar fundos ligados ao mercado de ações. Porém, também existem os que são de renda fixa — como o IMAB11.

Esse é um fundo relacionado a títulos públicos que rendem de acordo com a inflação, proporcionando vantagens e riscos. Por isso, é importante conhecer o funcionamento desse veículo financeiro antes de tomar uma decisão sobre o aporte.

Para descobrir os detalhes relacionados ao IMAB11, continue a leitura deste post. Nele, você aprenderá como esse ETF funciona e quais são seus pontos de destaque!

O que é um ETF?

O exchange traded fund (ETF), ou fundo de índice, é um tipo de fundo de investimento. Logo, ele prevê a participação do investidor pela compra de cotas. Na prática, os recursos são movimentados por um gestor profissional, que aloca o dinheiro e faz operações seguindo a estratégia definida.

No caso do ETF, o objetivo é replicar a carteira teórica de um índice do mercado financeiro. Portanto, a intenção é investir nos mesmos ativos e aplicações de um indicador de referência, seguindo a mesma proporção desse portfólio teórico.

O que é o IMAB11?

Entre os diversos ETFs disponíveis na bolsa de valores, há o IMAB11. Esse é um ETF de renda fixa relacionado aos títulos públicos do mercado financeiro. Além do ticker, o fundo é identificado por It Now ID ETF IMA-B.

Esse fundo foi criado em 2019 e é conhecido como fundo de inflação, devido às características que apresenta.

Como funciona esse ETF?

Para entender como funciona o IMAB11, vale a pena conhecer seus elementos mais importantes. Na sequência, veja quais são os pontos de destaque!

Índice replicado

Para a composição do portfólio, o IMAB11 busca replicar o índice IMA-B (Índice de Mercado ANBIMA). Esse é um indicador desenvolvido pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (ANBIMA), sendo composto por títulos públicos atrelados à inflação.

Nesse caso, o foco do ETF é o investimento em títulos do Tesouro IPCA+. Ele é emitido pelo Tesouro Nacional e permite ao Governo Federal captar recursos para utilizar em suas iniciativas. Em troca, há o pagamento de uma rentabilidade híbrida ao investidor.

O rendimento do Tesouro IPCA+ é composto por uma parte fixa mais a variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Vale destacar que o índice é rebalanceado mensalmente, sempre no dia 15 de cada mês. Com isso, também são realizadas mudanças no ETF para acompanhar o desempenho do indicador.

Gestão e taxas

O IMAB11 tem o Itaú Asset Management como gestor. A empresa é a responsável por negociar os títulos conforme ocorrem as modificações na carteira, mantendo-o equiparado ao índice de referência.

Para tanto, o serviço de gestão é remunerado pela taxa de administração — apresentada em um percentual anual. Contudo, como o ETF tem uma gestão passiva, essa taxa tende a ser menor em comparação a outros tipos de fundos.

Quais as vantagens e desvantagens dos ETFs?

Além de conhecer as características do IMAB11, é interessante saber quais vantagens o investimento em ETF pode oferecer. Primeiro, essa é uma forma prática de alocar seus recursos, já que o gestor é o responsável por realizar as operações.

O aporte também traz uma oportunidade para acessar mais facilmente as oportunidades do mercado. No geral, a compra de cotas tende a ter um custo menor que o aporte em diversas alternativas individualmente.

Outro ponto importante é a diversificação de investimento, já que os ETFs podem fazer aportes em diferentes oportunidades. Com uma carteira ampla, o ETF permite que seu patrimônio fique exposto a condições variadas.

No caso específico do IMAB11, vale considerar que a rentabilidade dos títulos é atrelada à inflação. Dependendo dos resultados, esse é um investimento que pode ajudar a proteger o poder de compra de parte do seu patrimônio.

Ao mesmo tempo, existem riscos que devem ser avaliados. Embora o índice de referência seja de renda fixa, o IMAB11 é um ETF negociado na bolsa de valores. Portanto, está sujeito aos riscos de mercado e é considerado um investimento de renda variável.

Além disso, vale ressaltar que o Tesouro IPCA+ é de renda fixa, mas tem efeitos da marcação a mercado. Como consequência, a venda antecipada pode gerar prejuízos. Embora o investimento no título ocorra de modo indireto, é preciso ponderar essas questões no seu gerenciamento de risco.

Quando investir no IMAB11?

Agora que você aprendeu mais sobre esse ETF, fica mais fácil identificar se ele é interessante para você. No caso do IMAB11, o fundo pode ser adequado para quem busca uma opção de diversificação de carteira, sem ter que investir em títulos individualmente.

Ao mesmo tempo, é preciso identificar seu perfil de investidor. Como ele permanece sendo uma opção de renda variável, investir em um ETF como esse costuma exigir uma tolerância um pouco maior ao risco.

Ademais, vale a pena pensar nos prazos. Embora os títulos tenham vencimento a partir de 1 mês, períodos mais longos ajudam a diluir os riscos causados pela volatilidade da bolsa de valores, por exemplo. Também é preciso ter cuidado ao avaliar um possível histórico do IMAB11.

Isso acontece porque a inflação e a curva de juros, diferentemente do que ocorre com uma ação, são mais difíceis de prever — e isso afeta o desempenho do ETF IMAB11. É essencial ter em mente que o histórico não traz garantias quanto ao resultado futuro.

Como investir em ETF?

Se você tiver interesse em investir no IMAB11, o primeiro passo é abrir uma conta em uma instituição financeira, como um banco de investimentos. Por meio dela, você poderá acessar o home broker — uma plataforma que permite realizar negociações no ambiente da bolsa de valores.

Depois, procure o ticker IMAB11, verifique a cotação e outras informações e emita a ordem de compra. Após o prazo de liquidação, você se tornará um cotista desse fundo.

Como visto, o IMAB11 replica um índice de renda fixa, mas permanece sendo um investimento de renda variável. Após conhecer os detalhes e avaliar suas características, avalie se a alternativa faz sentido para a sua estratégia.

Quer investir nessa e em outras oportunidades? Abra sua conta no BTG Pactual digital e conte com o maior banco de investimentos da América Latina!

Equipe André Bona
WRITEN BY

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.