Os títulos do Tesouro têm se tornado cada vez mais popular entre os brasileiros, especialmente para quem procura por uma opção segura de investir no mercado de renda fixa (e com rentabilidade melhor que a poupança).

À medida que a popularidade dos títulos do Tesouro aumenta, crescem também as dúvidas. A mais comum delas ocorre quando o investidor se depara com opções de títulos para escolher. Por qual optar?

Para responder a essa pergunta e garantir que você consiga escolher o título do Tesouro certo para suas necessidades, elaboramos este artigo especial. Confira!

Entendendo o Tesouro

Investimentos em títulos do Tesouro são classificados como de renda fixa. Para você entender bem, em todo produto de renda fixa a pessoa empresta o dinheiro para alguém e recebe de volta o capital emprestado acrescido de uma remuneração (a taxa de juros) dentro do prazo definido. No caso do Tesouro, o empréstimo é feito para o Governo Federal.

Ainda, entenda que dentro da modalidade de renda fixa o investidor pode ser remunerado de duas formas. A primeira é quando, no momento da aplicação, a pessoa já sabe quanto de juros receberá no resgate. Chamamos isso de modalidade prefixada.

A outra maneira de investir em renda fixa é pós-fixada. Neste caso, o investidor não tem conhecimento de quanto renderá sua aplicação, mas o investimento é previamente atrelado a um indicador, como por exemplo, a taxa Selic ou o IPCA.

Importante compreender que quando falamos em Tesouro Direto nos referimos à plataforma de negociação dos títulos emitidos pelo Tesouro (ou seja, pelo Governo Federal). É justamente essa plataforma que permite que investimentos em títulos públicos sejam realizados. O acesso a ela se dá por meio de uma instituição financeira.

Entendido isso, a plataforma do Tesouro Direto disponibiliza três títulos, os quais explicaremos a seguir.

Títulos do Tesouro

Na hora de escolher título do Tesouro o investidor se depara com as opções: Tesouro Selic, Tesouro Prefixado e Tesouro IPCA.

Tesouro Selic

Este é o título do Tesouro que acompanha a taxa Selic diária. Ou seja, é um título de renda fixa pós-fixado atrelado à taxa de juros da nossa economia.

Se você entrar na plataforma do Tesouro Direto, verá que esta opção possui um prazo de vencimento mais curto. Por esse motivo, para quem quer investir e ter a possibilidade de resgatar a qualquer momento, o Tesouro Selic é o título indicado.

Uma dúvida muito comum também sobre como escolher título do Tesouro é com relação ao rendimento. No caso do Tesouro Selic o dinheiro aplicado é corrigido para cima todos os dias. Ou seja, não existe o risco de que o resgate seja menor do que o dinheiro aplicado.

Tesouro Prefixado

É o título do Tesouro que possui uma taxa predefinida no momento da aplicação. Isso significa que, quando o investidor for aplicar seu dinheiro, ao escolher esta modalidade, ele saberá exatamente quanto receberá no final (por exemplo 9% a.a.).

O Tesouro Prefixado possui prazo de vencimento intermediário. É a opção indicada para quem pensa em resgatar o capital no médio prazo.

Com relação ao resgate, ao contrário do Tesouro Selic, que é corrigido para cima diariamente, o Prefixado tem oscilações no meio do caminho. Além disso, apesar de ele ter uma taxa de rentabilidade garantida, essa garantia só se dá no vencimento. Isto é, somente se o investidor comprar o título e levá-lo até a data em que ele vence.

Tesouro IPCA

Trata-se de um título vinculado à variação do IPCA, que é o Índice de Preços ao Consumidor Amplo. O IPCA é utilizado para medir a inflação oficial do país.

Como o IPCA oscila ao longo dos meses, quem opta pelo Tesouro IPCA não tem como saber com exatidão a remuneração que terá quando encerrar a validade do título (portanto, assim como o Tesouro Selic, o Tesouro IPCA é uma forma de rendimento pós-fixada).

Além da inflação, este título rende uma taxa de juros fixa anual. Por exemplo, imagine que na plataforma do Tesouro Direto tenha a opção de Título IPCA + 5% a.a. O investidor sabe que seu dinheiro renderá o valor da inflação, mais uma taxa de juros anual de 5%.

Das opções de títulos disponíveis, o Tesouro IPCA é a que possui o prazo de investimento mais longo e, portanto, mais indicada para investimentos de longo prazo.

Como saber qual título do Tesouro escolher?

Todo investimento é realizado com um objetivo, o qual está atrelado a um prazo. Isso vale não apenas para quem quer escolher título do Tesouro, mas para qualquer produto do mercado financeiro.

Então, tenha em mente que antes de realizar um investimento, você precisa saber quando precisará do capital a ser aplicado. Observe que é fundamental casar o prazo da sua necessidade com o prazo do título do Tesouro.

Para investimentos de curto prazo, ou se houver a necessidade de resgate a qualquer momento, o título ideal é o Tesouro Selic. Já para quem pensa em aposentadoria, por exemplo, o Tesouro IPCA costuma ser o mais indicado.

Vale reforçar que, ao investir no Tesouro IPCA ou Prefixado, caso o resgate seja antecipado (isto é, antes da data de vencimento), a rentabilidade poderá ser menor do que a contratada.

Concluindo

Escolher título do Tesouro significa optar por Tesouro Selic, Tesouro Prefixado ou Tesouro IPCA. Cada um possui suas características e, por isso, como funciona para qualquer investimento, a opção a ser escolhida depende do objetivo. É a partir dele que você definirá o prazo para resgate.

Portanto, para não ter erro, ao escolher a opção de títulos do Tesouro para investir, avalie:

Esperamos que você tenha conseguido entender as diferenças e que faça boas escolhas. E se você quiser saber mais sobre investimentos, siga-nos em nossas redes sociais e assine nossa newsletter.

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Posts relacionados

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *