A meditação é frequentemente relacionada ao relaxamento da mente, do corpo e da alma. No entanto, além de possuir efeitos realmente tranquilizantes, ela atua diretamente com as dores do corpo físico.

Em outras palavras, meditar permite que o corpo reduza a intensidade das respostas emocionais, principalmente os episódios relacionados a dor. Sendo assim, se você pratica meditação, certamente enfrentará os obstáculos de dor de maneira mais relaxada e, consequentemente, menos dolorida.

Mas este é apenas um dos benefícios da meditação para a saúde física e emocional. No artigo de hoje você desvendará as principais vantagens propostas pela meditação.

Caso você não sabia como meditar, fique tranquilo! O conteúdo também trará alguns passos iniciais para quem deseja aprender iniciar a prática.

Acompanhe e boa leitura!

Principais benefícios da meditação

Você sabia que a meditação é um dos caminhos para a redução do envelhecimento.  O organismo possui alguns cromossomos chamados de telômeros, responsáveis pela extensão da vida. Quanto maiores forem estes cromossomos, maior é a expectativa de vida.

A meditação, por sua vez, atua diretamente na prevenção do encurtamento dos telômeros, prevenindo o envelhecimento precoce.

Outro dentre os benefícios da meditação para a saúde física e emocional é a elevação da felicidade. Neste caso, a meditação auxilia no controle emocional, reduzindo a carga de pensamentos de emoções negativas – o que causa muito estresse.

Quem faz meditação também eleva o seu poder de concentração. A prática, por sua vez, possibilita mais produtividade e rendimento nas atividades laborais e acadêmicas, bem como a atenção na troca de informações nos relacionamentos.

Se você presta mais atenção e ouve mais atentamente, reduz os atritos pessoais.

E não são apenas estes os benefícios da meditação para o cérebro e para o corpo. Veja, a seguir, outros aspectos positivos que você insere em sua vida ao aprender e praticar meditação.

  • Redução de enfermidades cardíacas;
  • Melhora na qualidade do sono;
  • Melhora de quadros depressivos;
  • Cuidados com a saúde mental;
  • Melhora da frequência cardíaca;
  • Mais paciência e controle emocional no tratamento de doenças;
  • Suavidade nos efeitos do estresse pós-traumático;
  • Melhora do processamento cerebral;
  • Controle do peso corporal;
  • Minimização dos sintomas da síndrome do pânico.

Tipos de meditação

Você sabia que existem ao menos 8 tipos diferentes de meditação? A escolha por determinado tipo deve estar relacionado ao estilo de vida e crenças do praticamente.

Conheça as características  de algumas das modalidades mais praticadas:

Yoga – Pouca gente sabe, mas a Yoga é um tipo de meditação. Ela une alguns movimentos e posições corporais aos movimentos de respiração, a inspiração e a expiração. A prática promove total concentração das posições e movimentos realizados.

Mindfulness – Muito conhecida principalmente entre os empreendedores e empresários, já que se trata de uma meditação popular na busca pela qualidade de vida total, a Mindfulness é conhecida também como “Atenção Plena”. Seu foco é a redução dos níveis de estresse. É realizada através da percepção, com os olhos fechados, de cada parte do corpo.

Transcendental – O intuito da meditação Transcendental é conectar o praticante ao seu eu mais interior. Encontrando a sua verdadeira essência, lidar e equilibrar questões como estresse e ansiedade, por exemplo, tende a ser menos desgastante.

Vipassana – Criada por Budha, a meditação Vipassana trabalha a sua auto-observação. Ou seja, enquanto é praticada, a meditação promove uma verdadeira reflexão sobre o impacto, importância e valor de cada aspecto da vida humana – do material ao emocional.

Qigong – Originária da China, a Qigong é um dos mais tradicionais tipos de meditação. Seu intuito é propor o equilíbrio do Chi, considerado pelos chineses a energia vital. A meditação é realizada visando o equilíbrio do dantian, localizado abaixo do umbigo e reduto da energia vital.

Como meditar? – Passos iniciais

Agora que você já conhece os benefícios da meditação para o cérebro e para o corpo, que tal começar a praticá-la? Engana-se quem pensa que para meditar você precisa ser um expert.

A meditação guiada, por exemplo, é indicada para quem nunca meditou e necessita de um direcionamento durante o processo. Vale destacar que os benefícios da meditação guiada são os mesmos da meditação tradicional.

Aprenda, agora, como meditar sem segredos:

Reserve um tempo para meditar

Não é necessário uma manhã inteira ou mais de 1 hora durante a noite. Nem que sejam apenas 5 minutos, já vale. Antes 5 minutos totalmente imersos e focados na meditação do que 30 minutos acompanhados de muitas pausas e distrações.

Escolha um local tranquilo para meditar

Sofá, colchonete no chão do quarto ou almofadas. Não importa, o principal é optar por um ambiente silencioso e que propicie a concentração.

Cuide de sua postura

Saber como meditar envolve, também, manter uma boa postura e praticar a sessão confortavelmente.

Originalmente, existe uma posição clássica e original para meditar, que se chama flor de lótus – aquela sentada, com pernas cruzadas e pés sobre as coxas. No entanto, existem outras possibilidades. O mais importante é você manter-se relaxado e confortável enquanto medita.

Mantenha sua respiração sob controle

Iniciantes na prática da meditação possuem certas ressalvas quando o assunto é o controle do respiração. De fato, é um grande desafio, principalmente para quem está iniciando. Porém, conforme a prática, a tarefa fica mais fácil.

Uma boa respiração para meditar é aquela que toma os pulmões, enchendo-os completamente. Inspire, puxe o ar com o auxílio do tórax, e expire suavemente.

Atente-se a apenas um foco

O grande segredo da meditação é prender em seu foco em um ponto único – que será capaz de tomar seus pensamentos e auxiliá-lo na concentração.

Existem muitas maneiras de manter a atenção A mais tradicional é através de mantras tocados durante a prática. Frases pré-definidas, que são faladas por um guia em áudio ou presencial, no caso da meditação guiada, também são interessantes. Aprender como fazer meditação é o ponto de partida para uma vida com mais equilíbrio, saúde e qualidade.

Como você viu, não é preciso utilizar grande parte do dia para meditar, basta separar entre 5 e 15 minutos na sua rotina. Você tem tempo. E acredite, os resultados serão excelentes!

E então, gostou do artigo? Para ler outros conteúdos que darão um up em sua vida pessoal e profissional, continue acompanhando nosso portal!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *