Em uma época cada vez mais consciente, do ponto de vista alimentar, muitas pessoas tendem a buscar dietas essencialmente naturais e focadas na exclusão de alimentos de origem animal. A dieta plant based, por exemplo, é uma das que está em voga, conquistando mais adeptos a cada dia. Saúde, equilíbrio e bem-estar são algumas das vantagens do protocolo.

Pelo nome “plant”, você deve imaginar que o protocolo plant based é composto apenas por plantas, certo? Mas não é bem assim. A alimentação plant based concentra-se no consumo de vegetais e alimentos em sua forma mais natural e minimamente processada.

Quer saber mais sobre o protocolo plant based e como ele interfere no seu organismo? Fique atento às informações presentes no artigo de hoje.

Acompanhe!

Plant based: o que é?

Num primeiro momento, é normal pensar que a plant based seja uma dieta vegetariana ou vegana. No entanto, os objetivos por trás da adoção do cardápio plant based são diferentes destas duas dietas.

Enquanto no vegetarianismo e no veganismo o foco é poupar os animais do sofrimento – daí excluir-se o consumo de qualquer produto animal ou de origem animal – o foco principal da dieta plant based é aproveitar, ao máximo, toda a estrutura dos vegetais, incluindo caules, cascas e raízes.

A dieta plant based pode seguir algumas variações. O cardápio pode priorizar uma base vegetariana, vegana, low carb – que possui um baixo consumo de carboidratos, cetogênica – ainda mais baixa em carboidratos) ou totalmente flexível, que possibilita o consumo moderado de carne branca e carne vermelha.

O ideal é seguir um cardápio que respeite seu estilo de vida e traga prazer na alimentação.

Em suma, um prato plant based deve ser um prato colorido e minimamente processado. No protocolo plant based, alimentos orgânicos são muito bem vindos, visto que também há uma preocupação acerca do uso de agrotóxicos.

O efeito detox da alimentação plant based se dá principalmente pela redução no consumo de sal e açúcares refinados, corantes e conservantes. Os alimentos consumidos com prioridades são dos grupos das oleaginosas, frutas, cereais, raízes, grãos, legumes, verduras e hortaliças.

Quais os benefícios da dieta plant based?

Além do efeito regenerador e anti inflamatório causado pela minimização dos alimentos processados, a dieta plant based é cercada de benefícios importantes. Podem-se destacar os seguintes:

  • redução do risco de infarto;
  • prevenção do AVC (acidente vascular cerebral);
  • prevenção de diabetes tipo 2;
  • redução dos fatores que causam obesidade;
  • controle da hipertensão arterial.

Mas não é somente o organismo humano que vivencia os benefícios de um cardápio plant based. No aspecto ambiental, há uma redução considerável da emissão de gás carbônico (CO2), grande vilão do aquecimento global.

Também há interferência no consumo de água, principalmente no ambiente de abate animal. Ao se dedicar uma semana inteira ao protocolo plant based mais restrito, que é o vegano, há a economia de 3,4 mil litros de água.

Dieta plant based emagrece?

Mas será que a dieta plant based emagrece? Esta é uma das grandes dúvidas de quem pensa em iniciar o protocolo plant based. Quando você faz escolhas mais saudáveis e que priorizem proteínas e vegetais, reduzindo o consumo de alimentos processados, é natural que haja a perda de peso.

No entanto, não se trata de um protocolo alimentar focado no emagrecimento. Emagrecer é apenas uma consequência do processo. O grande foco da plant based é causar um efeito detox no organismo, porém, sem redução de energia e vitalidade.

Dieta plant based: exemplo de cardápio

Ficou interessado em seguir a plant based mas não sabe por onde começar? O ideal é que você procure um nutricionista que seja adepto a plant based para que, a partir de exames e avaliações individuais, seja criado um cronograma alimentar especial para você.

Para lhe inspirar, confira agora algumas opções de cardápio de dieta plant based e receitas plant based:

Creme de espinafre para a entrada

A preparação do creme de espinafre é bem simples e bem interessante para o protocolo plant based.

Anote os ingredientes: 1 colher de sopa de azeite, 1 cebola média, 1 dente de alho, 1 colher de sopa de alecrim fresco picado, ¼ colher de chá de sal rosa, pimenta do reino a gosto, 2 xícaras de couve-flor, 4 xícaras de água, 6 xícaras de, espinafre fresco e noz moscada a gosto.

Para preparar: em uma panela, refogue a cebola, o alho, o alecrim, o sal e a pimenta com o azeite. Com a cebola já transparente, adicione a couve-flor e refogue por mais 3 minutos. Cubra com água e deixe ferver por 15 minutos.

Depois deste tempo, acrescente o espinafre e continue cozinhando até murchar. Em seguida, bata o cozido no liquidificador, ajustando o tempero caso necessário.

Couve-flor com molho de tahine para o prato principal

Você precisará de: 1 couve-flor inteira, 2 colheres de sopa de tahine, 1/2 xícara de salsinha picada, suco de 1 limão, 1/4 de copo de água morna, Sal marinho ou rosa, 2 colheres de sopa de sementes de gergelim e 1/4 xícara de amêndoas assadas.

O preparo também é simples. Primeiro, lave a couve-flor, retire suas folhas e reserve. Utilize um processador de alimentos e prepare o tahine verde, utilizando tahine, salsa, limão e água morna.

Cubra a couve-flor com o tahine verde e salpique o gergelim e o sal marinho ou rosa. Asse no forno por aproximadamente 50 minutos. Deixe uma pequena quantidade de tahine reservada para a finalização do prato.

Por fim, retire o couve-flor do forno, cubra com o tahine reservado anteriormente e decore com as amêndoas assadas.

Trufa de tâmaras para sobremesa

Para preparar, você precisará de 100g de tâmaras sem caroço hidratadas, 2 colheres de sopa de coco fresco, 60g de chocolate 70% cacau orgânico derretido.

O processo é simples: leve todos os ingredientes ao liquidificador e bata até formar uma pasta homogênea. Em seguida, enrole a massa como se fosse um brigadeiro tradicional. Finalize enrolando as trufas no coco ralado.

Conclusão

Como você viu no artigo, além de contribuir com a desintoxicação do seu organismo, seguir um bom cardápio plant based contribui com o meio ambiente, uma vez que há a redução do consumo de recursos naturais relacionados à indústria animal.

Seja para a natureza ou para a sua própria vida, a dieta plant based é uma escolha inteligente e que deve ser encarada com um estilo de vida.

Gostou do conteúdo de hoje? Agora que já conhece os benefícios da plant based, confira outros artigos do blog e obtenha novos insights para o equilíbrio da saúde, corpo e mente!

E que tal também pensar em outra saúde agora? A financeira! Para isso, inscreva-se abaixo em nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos que lhe ajudarão nas finanças e investimentos.

Até a próxima!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Luana Neves

Jornalista e redatora. Atuou como editora de Economia no Jornal DG e Revista Quem é Quem - Economia, assinou por três anos coluna diária de Economia e já produziu conteúdo para diversos portais de notícias do Brasil.

shadow

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *