Os imprevistos e situações emergenciais acontecem na vida de qualquer pessoa e, nesse momento, contar com segurança é essencial. Diante disso, é importante saber como funciona  o seguro de vida.

Embora ainda não seja tão popular no Brasil, esse produto pode proporcionar tranquilidade em momentos delicados e sérios. É um recurso muito bem-vindo em situações que, na maioria dos casos, gera grande preocupação e exige cuidados especiais.

Mas afinal, o que é o seguro de vida e como funciona? Pensando nisso, confira neste artigo o conceito, as principais características, as vantagens do seguro de vida e saiba quando vale a pena contar com ele!

O que é o seguro de vida?

O seguro de vida é um produto oferecido a partir da assinatura de um contrato que envolve proteção contra situações de acidente e morte. Ele permite que o titular ou beneficiários tenham indenização financeira em casos de emergências.

Assim, pode garantir recursos para solucionar situações graves. O seguro de vida é contratado pelo titular junto a uma empresa seguradora. Ele define os beneficiários que receberão a indenização em caso de sua morte.

Quando o contratante não determina os beneficiários, quem recebe os valores da indenização são os herdeiros legais. Vale saber que, apesar da principal cobertura do seguro ser contra a morte do titular, ele pode incluir outros serviços a depender do plano contratado.

Por exemplo:

  • assistência para funeral;
  • cobertura em caso de internações;
  • pagamento de despesas médicas;
  • renda em caso de doenças graves e invalidez parcial ou total.

Como o seguro de vida funciona?

Como você viu, a contratação do seguro de vida é realizada por meio de uma seguradora. Ela pode oferecer diferentes tipos de planos e apólices. Assim, o titular pode procurar instituições e realizar diversas simulações.

Então ele indica os beneficiários e identifica qual é o plano e a cobertura ideal para os seus objetivos. Após a assinatura da apólice, é preciso realizar pagamentos periódicos — que podem ser mensais ou anuais — à seguradora.

Logo, em caso situações cobertas pelo plano, como morte ou invalidez, o titular ou os beneficiários acionam a seguradora. Desse modo, podem receber a indenização financeira, conforme as especificações do contrato assinado.

Quais as principais características?

As características do seguro de vida variam de acordo com o oferecido por cada seguradora e com as necessidades do titular. Exemplos de fatores que influenciam são a idade, a profissão e o estilo de vida da pessoa.

Essas informações são avaliadas no ato da simulação e definem o perfil de risco do titular. Isso impacta nas coberturas contratadas e também no valor pago à seguradora. Como vimos, é possível incluir serviços adicionais para ter uma cobertura personalizada.

Outra característica que vale ressaltar é que o seguro de vida pode ter validade. Nesses casos, quando atinge o período estabelecido é possível fazer a renovação ou não.

Quais os tipos de seguro de vida disponíveis?

No mercado é possível encontrar diversos tipos de seguro de vida, que possuem particularidades distintas para se encaixar em todas as necessidades de quem contrata.

Existem alternativas para quem deseja uma cobertura individual ou para compartilhar com um familiar, por exemplo.

Veja quais são os principais tipos de seguro de vida:

  • seguro de vida individual: cobre apenas o titular;
  • seguro de vida resgatável: permite o resgate do valor pago por um determinado período;
  • seguro de vida familiar: os familiares têm a mesma cobertura do titular;
  • seguro de vida em grupo: seguro utilizado por empresas para oferecer aos funcionários;
  • seguro de vida ordinário: tem o plano de pagamento contínuo, até o falecimento do titular;
  • seguro de vida dotal: garante indenizações em vida e não está atrelado ao falecimento do titular;
  • seguro de vida por tempo: garante aos beneficiários indenizações de acordo com o tempo contratado, podendo ser renovado.

Quais as vantagens do seguro de vida?

Como você pode ver, o seguro de vida é uma estratégia para ter soluções e recursos financeiros disponíveis em momentos delicados, que sempre podem acontecer com qualquer pessoa.

Sendo assim, ele pode proporcionar vantagens importantes para o titular e toda a sua família durante situações adversas. Os principais benefícios do seguro de vida são:

  • garantia de tranquilidade financeira para a família em caso de acidente ou morte;
  • disponibilidade de recursos em momentos cruciais;
  • reembolso de despesas médicas;
  • obtenção de renda quando houver incapacidade para o trabalho.

Quando vale a pena ter o seguro de vida?

A prevenção é a melhor forma para superar adversidades e situações delicadas. Por isso, o seguro de vida é uma alternativa para todas as fases da vida adulta. Nesse contexto, contar com uma apólice que cabe no orçamento contribui para proporcionar segurança.

Assim, você protege o que tem de mais precioso: sua própria vida e sua família. Ainda que hoje a sua força de trabalho esteja elevada e seja possível ter um bom padrão de vida, é importante considerar que imprevistos podem afetar sua capacidade.

Como se proteger para além do seguro de vida?

Agora você já sabe que o seguro de vida pode ser fundamental para quem busca mais tranquilidade. Contudo, ele não é suficiente. Também é preciso contar com outras estratégias para momentos e objetivos específicos.

Por exemplo, ter uma reserva de emergência é indispensável para lidar com imprevistos pontuais — que não são cobertos pelo seguro. Ela representa um valor em dinheiro que fica disponível para custear despesas adicionais ou complementar a renda em momentos difíceis.

A Previdência Privada é mais uma alternativa para oferecer segurança financeira. Isso porque ela consiste em um investimento a longo prazo, que oferecem resgates totais ou mensais após o período de vigência. Assim, pode ser uma forma de planejar sua aposentadoria.

Vale destacar, ainda, que o seguro de vida e a Previdência Privada protegem seu patrimônio e facilitam o processo sucessório. Afinal, os valores podem ser repassados para os beneficiários sem a necessidade de inventário.

Agora você sabe como funciona o seguro de vida e de que forma ele pode ajudar a proteger sua capacidade de geração de renda. Não deixe de avaliar ele e as outras possibilidades que viu neste conteúdo!

Gostou do post? O que acha de ler outro texto relevante sobre o assunto? Conheça as diferenças entre Previdência Privada e seguro de vida!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *