Diversificar a carteira de investimentos é uma estratégia indicada para qualquer tipo de investidor. Ela envolve incluir diversos tipos de investimento no portfólio, buscando, inclusive, uma boa descorrelação entre eles. As commodities podem ajudar nisso, estando o ouro entre elas.

Se você não tem certeza se vale a pena investir em ouro, é importante conhecê-lo melhor. Desse modo, é possível tomar uma decisão acertada e, se for o caso, incluí-lo na sua carteira.

Neste artigo, você entenderá os fatores que afetam o preço do metal, e verá suas vantagens e desvantagens. Continue lendo e conheça melhor essa commodity!

Quais fatores influenciam o preço do ouro?

Antes de analisarmos se vale a pena investir em ouro, é importante entender alguns fatores que afetam a cotação do metal. Confira os principais a partir de agora!

A economia

O cenário econômico pode causar um impacto considerável no preço do ouro. Por exemplo, pense na crise econômica desencadeada pela pandemia de Covid-19 em 2020. Quando o vírus se espalhou por grande parte do planeta, o medo e o pessimismo aumentaram bastante.

Com isso, muitos investidores começaram a se desfazer de suas ações e de outros ativos. Eles entenderam que seria melhor migrar para algum investimento mais seguro, e passaram a investir mais no ouro. O resultado foi que o metal valorizou 55,9% em 2020, um desempenho bastante interessante.

Não é difícil entender as razões dessa dinâmica. Em tempos de crise, as pessoas geralmente recorrem a investimentos mais seguros, como é o caso do ouro. Daqui a pouco você entenderá melhor os motivos dessa segurança, certo?

Como consequência, o metal se valoriza. Por outro lado, quando a economia está vivendo uma época mais tranquila, é natural que o ouro se desvalorize um pouco. Isso ocorre pelo fato de os investidores migrarem para outros investimentos mais arriscados.

O dólar

O dólar pode impactar o preço do ouro, uma vez que o metal é cotado de acordo com a moeda americana. Isso acrescenta uma variável na dinâmica da cotação. Por exemplo, se o preço do ouro se mantém e o dólar cai, a cotação em reais também cai.

Se o ouro se mantém e o dólar sobe, a cotação do metal na bolsa brasileira também sobe. Tenha em mente a existência dessa relação, já que ela pode tornar esse investimento mais volátil. Investidores mais conservadores podem não tolerar essa volatilidade, o que reforça a importância de considerar o seu perfil de investidor antes de investir.

A inflação

Quando a inflação começa a se acentuar, é comum que os investidores queiram proteger seu patrimônio da desvalorização. Uma maneira de fazer isso é recorrer a ativos ou investimentos que ofereçam tal proteção.

Uma das alternativas é o ouro, que é considerado um investimento seguro. Em resultado disso, o preço do metal sobe. Por outro lado, quando o país não está enfrentando uma inflação alta, é natural que o preço do ouro se mantenha, ou até mesmo caia.

Vale a pena investir em ouro?

Agora que você já conhece alguns fatores que influenciam o preço do ouro, é hora de descobrir se vale a pena investir nele. Saiba que não é possível responder essa pergunta apenas com “sim” ou “não”. Você precisa analisar as vantagens e as desvantagens dessa commodity.

Saiba mais sobre elas agora!

Vantagens

Como você viu, o ouro é um investimento que oferece segurança. O motivo é que ele é um bem finito, ou seja, não é possível fabricar mais ouro. Para produzir artigos com o metal, é preciso extraí-lo da natureza, o que o torna cada vez mais raro.

Isso faz do ouro um bem precioso, e é isso que dá a ele um valor intrínseco. É diferente do valor do real, por exemplo, cujo valor é apenas nominal. Esse atributo torna o metal um investimento seguro — mesmo que as moedas se desvalorizem, o ouro é capaz de manter o seu valor.

Contudo, o investidor não pode perder de vista que ele está atrelado ao dólar. Por isso, parte da volatilidade que observamos nos gráficos é causada pela variação no preço da moeda americana. No entanto, quando se considera o valor do metal no decorrer de vários anos, é possível perceber uma valorização consistente.

Desse modo, o ouro pode ajudar você a atingir certos objetivos específicos. Por exemplo, se sua intenção é se preparar para uma época de crise, o investimento em ouro pode oferecer certa proteção. Além disso, ele pode ser interessante para objetivos de longo prazo.

Por fim, para quem quer diversificar a carteira, é importante saber que o ouro tem descorrelação com diversos investimentos. Isso significa que, mesmo que outros ativos se desvalorizem, o ouro pode manter o seu valor ou até se valorizar.

Desvantagens

Apesar das vantagens, existem desvantagens de fazer investimentos na commodity. Uma delas está no fato de que o ouro apresenta volatilidade no curto prazo.

Assim, ele pode estar valendo menos caso você decida se desfazer do seu investimento. Por isso, é importante visar o longo prazo para colocar ouro na sua carteira de investimentos.

Inclusive, é importante ter em mente que guardar ouro físico com fins de investimento pode não valer a pena. Afinal, essa guarda requer cuidados que não são baratos. É por isso que os investidores preferem recorrer à bolsa de valores, negociando contratos futuros ou ETFs (Fundos de Índice) de ouro.

Por fim, tenha em mente que, como qualquer outro investimento de renda variável, a commodity oscila no mercado e não tem cobertura do FGC (Fundo Garantidor de Crédito). Isso reforça a importância de você considerar o seu perfil de investidor para tomar a sua decisão.

Investidores conservadores geralmente preferem investimentos de renda fixa, ainda que estes ofereçam uma perspectiva de lucro menor. Por outro lado, investidores moderados e arrojados podem se sentir mais confortáveis com a volatilidade do ouro – escolhendo alocar recursos na commodity.

Agora você tem condições de decidir se, no seu caso, vale a pena investir em ouro. Lembre-se de considerar as vantagens e desvantagens juntamente com o seu perfil e os seus objetivos. Desse modo, você terá mais chances de montar uma carteira de investimentos de sucesso!

Gostou do conteúdo e quer acompanhar mais dicas? Siga nossas redes sociais! Estamos no Facebook, no Instagram e no Twitter.

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *