Viajar de carro pode ser muito prazeroso para quem gosta de passear no seu ritmo e conhecer com mais calma os lugares por onde passa. No entanto, quem faz esse tipo de viagem deve ficar atento a certos detalhes, principalmente para garantir a segurança e evitar possíveis aborrecimentos.

Se você costuma viajar dessa forma, mas ainda não teve problemas ou está se organizando para fazer sua primeira viagem de carro, seja esse passeio longo ou não, pare tudo e veja essas 7 coisas que você precisa saber antes de planejar esse momento!

Continue a leitura do artigo e confira algumas informações que vão lhe ajudar a preparar para viajar de carro e garantir que sua experiência seja prazerosa e segura!

1. Viajar de carro não é mais seguro que viajar de avião

Muitas pessoas preferem fazer viagens longas de carro porque têm medo de avião. Se você acredita que viajar de avião é perigoso, pense no seguinte: quantos acidentes de carro acontecem por ano em comparação aos acidentes de avião? E qual o número de mortes registradas em cada meio de transporte?

As vítimas de acidentes de trânsito são muito maiores. Por isso, a sensação de segurança por estar viajando por terra não é verdadeira.

O fato de ocorrerem muitos acidentes de trânsito precisa ser um bom motivo para você dirigir com muita atenção e redobrar o cuidado. Logo, aprenda direção defensiva e dirija sempre atento, principalmente aos outros veículos.

2. Fazer uma revisão antes da viagem é sempre importante

As pessoas estão acostumadas a mandar o carro para a revisão anualmente e, quando decidem viajar, simplesmente caem na estrada. Contudo, mesmo que seu carro tenha ido para a revisão periódica, isso não quer dizer que esteja pronto para uma viagem, principalmente se ela for longa.

Por mais que o seu veículo tenha saído de uma revisão há alguns meses, é aconselhável que seja feita uma revisão complementar para verificar os freios, volante, assentos, pneus, óleo e a bateria, dentre outros aspectos.

Essa análise especial para a viagem é importante, inclusive pelo fato de que nem sempre todos os componentes são avaliados em uma revisão periódica. Além disso, por mais que a mecânica afirme que o serviço foi completo, é difícil afirmar se algum ponto passou despercebido, e os eventuais desgastes de peças também não devem ser ignorados.

3. Viajar sem parar não é uma boa opção

Para muitos, chegar ao destino é mais importante do que aproveitar o caminho. Se você viaja direto, dirigindo por mais de 3 horas seguidas, saiba que isso não é positivo. Seu corpo pode estar cansado e você deve se alimentar de horas em horas.

Dirigir cansado e com estresse pode exigir muito do seu corpo e, em situações mais críticas, pode causar um acidente. Por isso, não viaje com pressa e pare regularmente para dar uma descansada, esticar as pernas, tomar água e, caso precise, alimente-se também!

Dessa maneira, você volta a dirigir com as energias renovadas e com muito mais disposição, o que lhe ajudará a seguir adiante com mais atenção.

Caso não queira parar em algum estabelecimento para se alimentar, leve comidas com você e faça uma pausa no lugar mais adequado que encontrar, nem que seja para comer dentro do carro mesmo.

4. Manter atenção relação aos detalhes é essencial

Além de focar sua atenção no trânsito e nos outros veículos, você precisa ficar alerta em relação a outros fatores, como a condição da estrada e pessoas circulando, se houver. Atropelamentos causam prejuízos além dos materiais, principalmente se o pedestre ficar numa condição incapacitante ou até algo pior.

Tenha em mente que nem todos que estão dirigindo ou caminhando na via de passagem tem o mesma nível de consciência! Muitas pessoas podem ser negligentes e, dessa maneira, prejudicar terceiros, inclusive você.

Outro ponto que merece sua atenção são os assaltos que acontecem frequentemente nas estradas, principalmente no período noturno. Por isso, fique sempre atento.

5. Evitar a hora do “rush” lhe poupará tempo

Quem viaja e passa por várias cidades precisa entender que, em determinados horários, como o final de expediente (a hora do “rush”), o trânsito tende a ficar devagar e pode parar totalmente, inclusive. Se você transita por dentro de cidades grandes, pode acabar enfrentando engarrafamentos e perder tempo desnecessariamente na sua viagem!

Por isso, o ideal é tentar utilizar caminhos alternativos, para esquivar-se desses problemas. Outra alternativa é aproveitar para dar uma parada até que volte ao normal. Afinal de contas, é melhor continuar a viagem depois de passar o engarrafamento a ficar perdendo tempo e desperdiçando combustível em razão do tráfego congestionado.

6. Viajar fora de datas festivas pode ser mais seguro

Se você buscar notícias relativas ao trânsito, poderá perceber que o número de acidentes nas estradas tendem a aumentar nos feriados. Por isso, se quiser aproveitar o Carnaval, o feriado de Páscoa ou viajar no final do ano, seu cuidado deve ser muito maior.

Antes de partir, pesquise na internet e nos jornais para ver como está a condição da estrada quanto ao tráfego de veículos. Verifique também as questões climáticas, pois em situações com chuvas fortes ou tempestades, por exemplo, você pode precisar adiar o passeio.

Se uma situação como esta ocorrer durante o trajeto, aguarde algumas horas em algum local seguro até a situação normalizar.

7. Procure não contar com a sorte

Algumas pessoas costumam viajar contando com a sorte na hora de abastecer. Se você geralmente vai viajar sem fazer o devido abastecimento, contando que encontrará um posto de gasolina na estrada no momento que for preciso, pare de fazer isso agora mesmo.

De preferência, viaje com o tanque cheio, pois você nunca sabe o que pode acontecer. Pode ocorrer de pegar um trânsito obstruído e ter que desviar do caminho para continuar a viagem, pode chegar em um posto, mas ele estar fechado e, na pior das hipóteses, não encontrar nenhum e parar por falta de combustível.

Portanto, saia sempre com combustível suficiente para não ter imprevistos. Afinal, você não vai querer encerrar seu passeio mais cedo e ficar esperando o guincho chegar. Além de eventuais custos com guincho, lembre-se que você estará sujeito à multa de trânsito.

Artigos relacionados:

Conclusão

Viajar de carro pode ser muito prazeroso e permite que todos passem bons momentos e vejam lugares incríveis. No entanto, há determinadas responsabilidades envolvidas e toda pessoa que passeia dessa forma precisa se atentar aos aspectos que englobam uma viagem de carro, seja sozinho, com amigos ou família.

Por isso, viaje com consciência e não se esqueça de levar tudo o que o artigo comentou em consideração para poder ficar tranquilo!

Falando sobre viajar, você já ouviu falar em cicloturismo? Viajar de bicicleta também é possível! Confira aqui como você pode planejar o seu passeio!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *