Quando pensamos em começar a organizar nosso orçamento, além do esforço normal da disciplina com o dinheiro, temos a dificuldade de definir como começar e como fazer. Dessa forma, algumas pessoas se preocuparam em colocar no papel alguns caminhos, criando métodos, como a regra dos 50-15-35.

Esta regra, como muitas outras, acabam sendo uma verdadeira luz para aqueles que pretendem cuidar do dinheiro e não sabem como fazer. Basta verificar aquele que mais se encaixa à sua realidade e colocá-la em prática.

Continue a leitura para saber como utilizar o método 50-15-35 e aprenda a identificar se esta regra é o método ideal para você!

O que é o método 50-15-35 e como colocá-lo em prática?

Todas as regras de organização orçamentária baseadas em alocação de percentuais da renda para determinados grupos de consumo tem como objetvo dar um norte para que você destine seus recursos todos os meses. Sempre obedecendo ao percentual de cada grupo.

Os números 50, 15 e 35 não dão nome ao método à toa. Eles representam a distribuição sugerida da destinação do dinheiro de seu orçamento.

A seguir explicaremos a alocação proposta pela regra 50-15-35:

Vamos aos 50% – Maior parte de seu orçamento

  • 50% representa o percentual da sua renda a ser destinado para suas necessidades principais todos os meses, os chamados “Custos Fixos”.

Esse grupo engloba os custos com moradia, custo com transporte, impostos, alimentação, plano de saúde.

O percentual de 50% tem um motivo: caso verifique que seus gastos considerados essenciais ultrapassem esse percentual, a luz vermelha deve ser ligada uma vez que metade do orçamento é um valor expressivo.

Quanto menos dependente dos custos fixos um orçamento é, mais saudável ele é. Tente sempre baratear, diminuir seus custos fixos.

Está na dúvida do que entra aqui no primeiro grupo? Se pergunte: posso ficar esse mês sem pagar esta despesa? Se a resposta for não, ele provavelmente pertence ao grupo que entra nos 50%.

15% – Margem Financeira

  • 15% do orçamento deve ser destinado à organização financeira, seja ela quitando dívidas ou acumulando recursos.

Para destinar esse recurso você deve fazer uma análise de como está a sua situação financeira atual:

Estou no azul: caso esteja com as contas sanadas, esse percentual de 15% deve-se destinar à sua acumulação de patrimônio, com realização de investimentos.

Estou no vermelho: se está na situação contrária e existem algumas dívidas a serem pagas, utilize esse valor para pagá-las, quitá-las ou amortiza-las mês a mês.

35% – Estilo de Vida

  • 35% é o valor a se destinar com os gastos não essenciais do seu dia a dia

Nesse item devem ser considerados os seus hábitos de gastos que moldam seu estilo de vida, como os locais para os quais sai, as roupas que compra, as viagens que faz dentre tantos outros hábitos que geram custos.

Caso tenha dúvidas sobre gastos que entram nesse item, se pergunte: caso que precisasse por causa de uma urgência cortar gastos, esse gasto seria um dos primeiros que eu poderia cortar? Se a resposta for sim, provavelmente esse gasto pertence a esse grupo.

Por que a regra 50-15-35 é indicada?

A regra de distribuição de seu orçamento nos percentuais de 50% – 15% – 35% representa um caminho a trilhar além de apresentar um equilíbrio em todas as áreas da vida nas quais precisamos do dinheiro.

Esse método auxilia você a destinar seus recursos às principais obrigações financeiras, bem como aumentar seu patrimônio, com destinação para investimentos ou quitação de passivos.

E ainda considera um percentual relevante para manutenção de seu estilo de vida, não sendo radical na redução com a destinação de recursos para o lazer, por exemplo. Entender como utilizar o método 50-15-35 é um início para quem está começando a manter os cuidados e atenção com o gerenciamento do orçamento.

Como colocar o método em prática?

Assim como toda forma de organização financeira, para você entender os percentuais do seu orçamento, o principal é identificar todos os seus gastos do mês e anotar ou ‘planilhar’. Ou, ainda, utilizar uma aplicativo para este fim.

Dessa forma será possível fazer os cálculos sugeridos pelo método para conseguir utilizar a regra 50-15-35. Agrupe os seus gastos após identifica-los e distribua seu orçamento. O controle deve ser contínuo, e uma vez que se definir pela utilização da regra 50-15-35, se mantenha nos percentuais sugeridos.

Concluindo

A regra dos 50-15-35 pode ajudar você a juntar dinheiro. Afinal, todos os meses você destinará parte de seus recursos para esse fim ao manter os percentuais indicados. E mais ainda. Sempre que temos controle de nosso orçamento e sua destinação, temos em nossas mãos a decisão e possibilidade de acumular mais.

Vale destacar que o método posto não é correto nem errado. E sim mais adequado a uma determinada realidade financeira do que a outra.

Por exemplo, como é possível perceber, o método 50-15-35 destina um percentual considerável à manutenção do estilo de vida. Mas, se a sua realidade for de um alto endividamento e você deseja se organizar, é plausível pensar que os gastos que não são essenciais devem abrir espaço para gastos com pagamentos de dívidas.

O importante é construir uma base sólida e organizada para lidar com o seu dinheiro!

Gostou deste artigo? Então utilize-lo como passo inicial para sua independência financeira!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Daniela Viola Bona

Especialista em Finanças e Economista pela UFES (ES). Especialista em Comportamento Organizacional. Atua no mercado financeiro há 10 anos. Realiza atividades de educação e treinamento como professora/instrutora na área de banking/economia.

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *