Quando o fim do ano se aproxima, é de praxe começar a pensar nas mudanças que queremos realizar nas nossas vidas. O clima de transformação do calendário costuma inspirar transformações pessoais também.

E, nesse contexto, um dos principais objetivos gira em torno de estabelecer metas financeiras. Afinal, diversos outros planos dependem de dinheiro — seja fazer um intercâmbio, começar novos cursos, passar mais tempo com a família, etc.

Então, que tal aprender a estabelecer — e cumprir — suas metas ligadas às finanças? Neste post, vamos lhe ajudar a fazer isso!

O que são metas financeiras?

A primeira informação que você precisa ter ao pensar em metas financeiras é que elas são diferentes de simples desejos ou objetivos. Como assim? Vamos entender com um exemplo prático.

Muitas pessoas chegam ao final ou início do ano e pensam coisas como: “quero trocar de carro nesse ano”, “preciso juntar mais dinheiro para ter tranquilidade financeira”. Esses podem ser considerados planos, desejos ou até mesmo objetivos, mas não metas.

Agora imagine alguém que pensa: “quero trocar de carro nesse ano e, para isso, vou cortar alguns gastos e poupar 20% do meu salário por 11 meses”. Essa pessoa traçou uma meta. Agora, reflita um pouco. Quem você acha que está mais perto de realizar seus projetos?

Provavelmente, essa pessoa do nosso último exemplo, certo? Com isso, é possível entender o que é uma meta: mais do que um plano abstrato, ela é a definição de passos concretos para realizar seus objetivos. Assim, ela precisa ter algumas características básicas.

Uma verdadeira meta é:

  • específica;
  • mensurável;
  • realista;
  • relevante;
  • ligada a um prazo.

Por que é importante ter metas financeiras?

Agora você já sabe o que pode ser considerado ou não uma meta financeira. Mas por que é importante traçá-las? Bom, o primeiro grande motivo é que, sem elas, fica muito mais difícil organizar sua vida de modo a realizar seus sonhos.

Afinal, como você viu, desejar um carro é muito diferente de traçar um plano efetivo e estabelecer metas financeiras para comprá-lo.

As metas são fundamentais para tudo na nossa vida, pois estão relacionadas ao planejamento. E ele está por trás das nossas principais ações, sejam de trabalho ou da vida pessoal. Existe, ainda, outra importância fundamental: o dinheiro é necessário para qualquer meta.

Se você pretende, por exemplo, crescer na carreira, precisará de dinheiro para se capacitar mais. Se quer formar uma família, também precisa ter condições de arcar com os custos. E assim por diante. Logo, as metas financeiras são as prioritárias em todo planejamento.

Como transformar as metas em realidade?

Se as metas financeiras são tão importantes, você certamente vai considerar isso e traçar algumas para o próximo ano. Entretanto, é preciso saber que, infelizmente, muitas pessoas não conseguem cumprir o compromisso e realizar suas metas.

Isso é fácil de entender: um ano tem 12 meses, então, nem sempre é fácil se manter focado nas coisas que você pensou no primeiro mês. Mas há um jeito! Saiba agora mesmo como transformar suas metas em realidade!

Defina metas realistas

Sim! O primeiro passo para tornar suas metas realidade é, de fato, garantir que elas são possíveis. Como falamos antes, uma característica fundamental de uma meta é que ela seja realista.

Se você coloca sonhos muito altos, a chance de não conseguir cumprir o compromisso é grande. Imagine definir o objetivo de juntar 40% do salário, sendo que quase toda a sua renda é usada em gastos que não podem ser reduzidos agora. Isso não é real, certo?

Por isso, sempre avalie a possibilidade de realização da sua meta. Não é realista pensar em um cenário de muito sacrifício financeiro. Pelo contrário, é preciso ter qualidade de vida no presente para ser capaz de manter o foco no futuro.

Divida suas metas de acordo com prazos

Nós sabemos que o início do ano empolga, mas você precisa entender que nem todas as suas metas são realizáveis no curto prazo. O melhor caminho para colocar isso em prática é dividindo os objetivos de acordo com o tempo.

Assim, algumas metas serão de curto prazo — para serem realizadas em alguns meses. Outras de médio — entre um e dois anos, por exemplo. Enquanto isso, existem as metas de longo prazo, que virarão realidade em um futuro um pouco mais distante.

Ter essa consciência é muito útil para tornar suas metas realistas. Além disso, essa divisão ajuda a não perder seus sonhos de vista. Dessa forma, você consegue poupar dinheiro tanto para a viagem de férias desse ano quanto para sua aposentadoria, por exemplo.

Organize seu orçamento

Como estamos falando de estabelecer metas financeiras, é necessário tratar da base de todas elas: o seu orçamento. É muito importante se dar conta de que a realização delas depende diretamente do seu planejamento financeiro pessoal.

Ou seja, conhecer seus gastos e controlar o orçamento são passos essenciais para cumprir o esperado. Não adianta traçar ótimas metas específicas e realistas, se você não consegue adaptar o orçamento e poupar o dinheiro necessário.

Invista

Não é incomum que uma pessoa consiga poupar certa quantia por alguns meses, mas se desfaça dela logo que surge algum gasto imprevisto. Esse é um dos principais motivos pelos quais os brasileiros não conseguem realizar suas metas financeiras.

Uma ótima estratégia para evitar isso é investir o dinheiro. Com os valores aplicados em produtos financeiros, você estará mais organizado e não terá acesso tão fácil para gastá-los com outras coisas.

E para proteger seu orçamento e suas metas financeiras contra gastos imprevistos, tenha uma reserva de emergência. O dinheiro poupado exclusivamente para ser usado nesses momentos ajudará a manter seu planejamento sob controle.

Revise suas metas ao longo do ano

Por fim, não deixe de revisar suas metas de tempos em tempos. Lembra que falamos que uma meta precisa ser mensurável? Então, é importante medir seu progresso e ver se precisa de algum ajuste.

Se uma meta não está sendo cumprida, não espere um novo ano chegar para revisá-la. Analise a situação logo que acontecer e pense no que pode ser mudado para adaptá-la ou para voltar a cumprir o compromisso com ela.

Com essas dicas, você consegue estabelecer metas financeiras e transformá-las em realidade. E o melhor: considerando as particularidades da sua vida financeira e pensando em condições reais e confortáveis para o seu orçamento!

Aplique nossas orientações e veja como montar um planejamento financeiro pessoal eficiente!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *