Todos nós, independentemente da fase da vida em que nos encontramos, temos planos, sonhos e desejos. Para podermos alcançar nossas metas, é preciso planejamento, foco e dedicação. E mais: é preciso estabelecer objetivos financeiros.

Não importa se você pensa em um curto, médio ou longo prazo. Se você não for específico o suficiente na hora de definir objetivos para sua vida, você não terá a motivação que precisa para manter-se focado. É disso, basicamente, que tratam as metas financeiras SMART.

O que são metas financeiras SMART?

SMART é acrônimo para Specific, Measurable, Achievable, Realistic e Time-Based (em português: específico, mensurável, atingível, realizável e temporal). Trata-se de uma metodologia criada para dar aos sonhos um prazo de se concretizarem, além de ajudar a manter o foco na realização.

Metas financeiras SMART eliminam o desejo vago e exigem clareza e ação para o atingimento de resultados. Para entender melhor, explicamos detalhadamente a seguir.

S – Specific (Específico)

Objetivos financeiros devem ser específicos sobre o que se deseja atingir. Procure respostas para as seguintes questões:

  • O que? – Pense exatamente no que você está tentando realizar e seja meticuloso nos detalhes. Por exemplo, você pode ter a meta de juntar dinheiro para se aposentar aos 50 anos.
  • Por que? – Como essa meta financeira vai beneficiar suas finanças e, principalmente, sua vida? Qual é o verdadeiro motivo do objetivo? Por exemplo: por que você quer se aposentar aos 50 anos?
  • Quem? – Quem são os envolvidos no atingimento do objetivo? Por exemplo, se sua meta é criar um orçamento doméstico, é importante que os membros da família se envolvam no processo.
  • Quando? – Na parte “T” do objetivo SMART será abordado a questão temporal. Aqui, defina apenas um período geral.
  • Onde? – Pode ser que esta questão não se aplique ao seu objetivo, mas caso haja algum evento específico ou algum local, defina-o aqui.
  • Qual? – Determine quais obstáculos, restrições financeiras ou pré-requisitos estão relacionados ao seu objetivo.

M – Measurable (Mensurável)

Um objetivo mensurável tem uma definição muito clara de sucesso. Pense o seguinte: se uma meta não for mensurável, como você medirá o progresso em relação a ela? A pergunta a se considerar é:

Ao fazer essa definição você consegue comparar onde está agora e onde quer chegar. Assim, conseguirá medir seu progresso (e fazer um melhor planejamento).

A – Achievable (Atingível)

O terceiro critério das metas financeiras SMART enfatiza que os objetivos devem ser realistas e atingíveis. Os questionamentos aqui são:

  • Quão importante é o objetivo para você e o que você pode fazer para torná-lo atingível ou realizável?
  • Isso exigirá o desenvolvimento de novas habilidades, mudanças de atitudes ou eliminação de maus hábitos?

Na maioria das vezes, ao identificar metas importantes, tendemos a correr atrás de maneira a torná-las realidade. Se em um primeiro momento o objetivo parecer-lhe inatingível, analise se não é possível ajustá-lo ou, quem sabe, adiá-lo até que você desenvolva as competências necessárias, por exemplo.

R – Realistic (Realista)

Realista é algo que faz sentido para sua situação financeira atual. Quando falamos em metas financeiras SMART, o “ser realista” é diferente de “ser realizável”.

Por exemplo, pode ser possível economizar R$ 15.000,00 para uma viagem este ano, mas será que isso não afetará seu orçamento familiar e prejudicará, por exemplo, as atividades extracurriculares dos seus filhos?

Muitas vezes, objetivos financeiros podem ser vistos como alcançáveis ​​se você ignorar as pessoas ao seu redor ou seu estilo de vida, o que é um erro. Por isso, quando for pensar em metas SMART, é importante sempre levar em consideração as pessoas envolvidas (falamos disso no tópico sobre “específico”).

Destacamos também que realista tem a ver com algo que faça sentido para sua situação financeira atual. Se você definir uma meta de economizar R$ 4.000,00 em quatro meses, mas se for possível poupar apenas R$ 800,00 por mês, a meta com certeza não será realista.

T – Time-based (Temporal)

Metas financeiras SMART devem ser concluídas dentro de um prazo específico. Logo, deve-se especificar um período de tempo real. O fornecimento de restrições de tempo também cria um senso de urgência e pode dar motivação extra àqueles que precisam.

É nesta parte que você procura a resposta para a pergunta “quando?”: Quando posso atingir o objetivo X? Daqui a um ano? Seis meses a partir de agora? Em cinco anos? Qual é o meu prazo?

Uma vez definida a limitação de tempo, você pode começar a criar planos realistas para a meta:

  • O que você pode fazer hoje para atingir o objetivo?
  • O que você pode fazer esta semana para atingir o objetivo?
  • O que você pode fazer neste fim de semana?
  • O que você pode fazer neste mês?
  • O que você pode fazer nos próximos três meses?
  • O que você pode fazer antes do final do ano para atingir o objetivo?
  • O que pode ser feito nos próximos 12 meses?

Caso você tenha dificuldades em criar planos, uma dica é colocar as questões na ordem inversa e dividir grandes passos em pequenos. Por exemplo:

  • O que pode ser feito nos próximos 12 meses?
  • O que você pode fazer antes do final do ano para atingir o objetivo?
  • E assim por diante.

Concluindo (com exemplo)

Para encerrar, confira um exemplo de aplicação das metas financeiras SMART:

  • Específico: Economizarei R$ 3.000,00 para as próximas férias, em 12 meses.
  • Mensurável: Transferirei R$ 250,00 para o meu fundo de férias no quinto dia de cada mês.
  • Atingível: Deixarei de almoçar fora três vezes por semana e mudarei meu plano de TV a cabo.
  • Realista: Faz três anos que não faço uma viagem em minhas férias.
  • Temporal: A partir do mês X vou transferir dinheiro para o meu fundo de férias para que a viagem seja integralmente financiada até o mês Y.

Estabelecer metas financeiras SMART é decidir exatamente o que você quer e como o progresso será monitorado.

Mas, para conseguir realmente tirar tudo do papel, já pensou em aprender mais sobre investimentos e finanças?

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *