Você quer começar a investir em ações? Ou já realiza investimentos e está buscando mais informações sobre esse mercado? Um dos conceitos fundamentais para conhecer sobre a bolsa de valores é o buy and hold.

Ele é uma das principais estratégias de investimentos em ações. Assim, quem deseja incluir esses ativos na sua carteira visando o longo prazo precisar saber como ele funciona. Somente desta forma é possível decidir se a técnica vale a pena para o seu caso.

Então, que tal saber tudo sobre o assunto? Confira as informações que trouxemos neste post!

O que é buy and hold?

Buy and hold é um termo em inglês que pode ser traduzido livremente por algo como “comprar e segurar”. O nome já indica que se trata de uma estratégia de longo prazo, certo? Essa é uma grande característica da técnica.

Isso significa que investidores que são adeptos do buy and hold não compram ações pensando em vendê-las em breve e lucrar com isso. Eles estão mais interessados em se manter como sócio das companhias e obter bons resultados no futuro.

Dessa forma, o buy and hold se diferencia de outra estratégia muito utilizada na bolsa de valores: o trade. Quem investe com objetivos de day trade (curtíssimo prazo) ou swing trade (curto prazo) está buscando lucrar com a diferença no preço das ações em pouco tempo.

Ao comparar as duas ideias é possível perceber que o modo de investir é bem diferente entre uma e outra. Inclusive, a escolha dos ativos é muito influenciada por isso. O que guia um investidor de longo prazo é procurar empresas sólidas e bem administradas.

Há, pelo menos, duas maneiras de obter resultados ao investir dessa forma. Uma delas é comprar ativos de companhias que são consideradas boas pagadoras de dividendos — com isso, o investidor tem uma renda passiva. A outra forma é obter lucro com o aumento do valor da empresa no longo prazo.

O buy and hold vale a pena?

Essa é uma pergunta muito comum entre os investidores que estão pesquisando as estratégias para utilizar na sua carteira de ações. Será que vale a pena adotar o buy and hold? A resposta, claro, é que depende de cada caso.

A técnica utilizada pelos investidores deve ser a que melhor se alinha aos objetivos e interesses de cada um. Por isso, o mais indicado é ter conhecimento das opções disponíveis e avaliar qual delas (ou quais delas) atende às suas preferências.

O buy and hold é atrativo para muitos investidores por apresentar vantagens interessantes. Uma delas é que essa foi e ainda é a estratégia utilizada por grandes nomes do mercado financeiro internacional — como Benjamim Graham e Warrem Buffett.

Conheça outros atrativos desta estratégia:

Economia

Outro benefício dessa prática é que ela costuma envolver menos custos do que as operações de trade. Isso porque quem realiza a compra e venda de ações no curto prazo está mais exposto a taxas de corretagem, impostos, etc.

Já quem compra os papéis e segura por um tempo bem maior acaba realizando menos operações. Com isso, também paga menos taxas relacionadas a elas.

Menos riscos

Investir em renda variável sempre envolve riscos. É importante saber que nenhuma estratégia pode lhe garantir ganhos ou evitar totalmente esses perigos. Entretanto, o buy and hold é considerado menos arriscado quando comparado ao trade.

A razão para isso é que nas operações de trade o investidor faz suas escolhas baseado diretamente na volatilidade do mercado. Já no buy and hold a base para a tomada de decisões é a análise da qualidade da empresa. Com isso, é possível se expor menos às variações da bolsa.

Demanda menos tempo

Vamos mais uma vez comparar as estratégias de trade e buy and hold. O investidor que opera no curto prazo precisa estar constantemente acompanhando o mercado para observar os movimentos de baixa e alta da bolsa.

Por isso, é muito comum vermos pessoas que se tornam traders profissionais. Ou seja, trabalham em tempo integral realizando essas análises. Quem não tem tanto tempo disponível pode enfrentar muita dificuldade em realizar essas operações na bolsa.

Já o buy and hold demanda menos tempo de análise. Isso não significa que não é necessário avaliar as empresas e acompanhar sua carteira. Mas, como o foco é no longo prazo, essas análises não precisam ser feitas diariamente.

Renda passiva

Um dos benefícios que mais atraem investidores para a estratégia de buy and hold é a possibilidade de obter uma renda passiva. Ela é fruto da participação de lucro nas companhias — com o recebimento de dividendos, por exemplo.

Quem investe em ações se torna dono de determinadas empresas. Assim, ao manter sua posição, você tem o direito de receber proventos delas. Muitos investidores focam nessa possibilidade ao montar sua carteira na bolsa.

Como praticar o buy and hold?

Você ficou interessado em comprar papéis com foco no buy and hold? Saiba que existem alguns cuidados essenciais para aproveitar as vantagens que citamos anteriormente.

Veja alguns deles!

Conheça a análise fundamentalista

Como falamos antes, a escolha das ações para comprar e manter é feita a partir da análise da qualidade das empresas. Uma ferramenta muito utilizada para isso é a análise fundamentalista. Ela parte da observação dos fundamentos de uma companhia.

Eles podem ser, por exemplo, o valor da empresa no mercado, seu potencial de crescimento, a qualidade com a qual ela é gerida pelos administradores, seu histórico de lucro, etc. Saber praticar a análise fundamentalista ajuda a decidir sobre investir ou não em uma ação.

Acompanhe sempre sua carteira

Quando se fala em buy and hold é relevante reforçar que esse conceito não deve ser confundido com “forget” (esquecer, em português). Ou seja, a ideia não é comprar ações e nunca vendê-las.

O investidor deve sempre acompanhar sua carteira, principalmente quando há mudanças nos fundamentos das empresas. Em alguns momentos será preciso avaliar se é vantajoso manter sua posição ou se desfazer dos papéis.

Diversifique seus investimentos

Por fim, nunca é demais lembrar que a estratégica de diversificação da carteira é a melhor opção para diluir seus riscos e aumentar a segurança de seus investimentos.

Ainda que a ideia do buy and hold seja investir em empresas sólidas, não significa que vale a pena colocar todo o seu dinheiro em apenas uma companhia. Distribuir seus investimentos ainda é necessário.

Agora você sabe o que é e como funciona o buy and hold em ações. Avalie as características dessa estratégia e veja se ela atende ao seu perfil de investidor e aos seus objetivos financeiros. Esses cuidados aumentam suas chances de ter bons resultados na bolsa de valores.

Para continuar aprendendo, confira nosso post com 5 dicas para iniciantes analisarem ações! Quer aprender a investir melhor? Então clique aqui!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *