Se você faz parte do grupo de pessoas que passa o mês inteiro aguardando o recebimento do salário, na ânsia de pagar as dívidas, vale a pena refletir sobre seu comportamento. Afinal, para uma vida financeira equilibrada é preciso ter hábitos que estejam alinhados ao seu enriquecimento pessoal.

Então, se você é do time que trabalha e mal vê o seu dinheiro no final do mês, alguma coisa pode estar errada. Esse comportamento não afeta apenas o lado psicológico, como também retarda a independência financeira.

Para interromper esse ciclo, vale repensar seu dia a dia e sua relação com o dinheiro. Quer aprender a cuidar melhor das finanças? Então confira 5 dicas de como gastar menos e economizar para realizar seus sonhos!

1.      Prefira pagamentos à vista

Os limites dos cartões de crédito podem apresentar uma segurança ilusória e provocar a ideia de que não há problemas de comprar aquele objeto desejado em parcelas. Mas não é bem assim.

Na grande maioria das vezes, sem a organização financeira, são essas falsas estabilidades que ocasionam no superendividamento por acúmulo de parcelas. Sem contar no comprometimento do orçamento por meses seguidos, mais os juros.

Para fugir dessa situação e gastar menos, recorra aos pagamentos à vista. Se você não tem o dinheiro nesse momento para fazer a compra, não faça. Espere alguns dias e pare para refletir se aquela aquisição é realmente necessária ou não. Saiba a diferença entre desejo e necessidade.

Caso a compra seja, de fato, importante e você consiga o valor à vista, aproveite para pedir um desconto. Se você não sabe utilizar, deixe o cartão de crédito para emergências!

2.      Evite fazer compras por impulso

As compras imediatistas são as mais prejudiciais quando falamos da segurança financeira. Na maioria dos casos, esses gastos realizados por impulso dizem muito a respeito do seu estado emocional.

E, infelizmente, essas emoções podem estar atrapalhando suas escolhas financeiras. Por isso, é preciso ter cautela e nutrir a consciência dos limites financeiros que não devem ser ultrapassados no mês.

Na internet, a todo momento, somos impactados por anúncios. E todas as possibilidades de fazer uma compra de forma simples e rápida são gatilhos que devem ser evitados.

Dessa forma, estabelecer algumas regras para uso do cartão de crédito podem ajudar nesse controle.

3.      Monitore seus gastos no mês

Para manter essa autopercepção e gastar menos no dia a dia, é preciso monitorar os gastos. Ainda, vale administrá-los em uma planilha ou até mesmo em um aplicativo no celular.

Assim será mais fácil verificar as dívidas, gastos desnecessários, compras imediatistas e até criar um plano para economizar mais dinheiro em casa. Afinal, com essa visão ampla, você pode criar estratégias de como gastar menos e economizar no final do mês.

4.      Tenha disciplina com sua alimentação

Os gastos com a alimentação fora de casa pesam na hora de fazer as contas. Nesse caso, além dos anúncios de delivery nos bombardeando a todo instante, o emocional também pode se tornar um grande vilão.

Então, pensar no cardápio alimentar da semana e preparar algumas marmitas facilitam na hora de negar essas tentações e economizar dinheiro.

Para essa organização, é preciso criar uma lista antes de ir ao supermercado e segui-la à risca. Não vale pensar apenas na economia de uma parte da alimentação. O novo hábito deve ser revisto desde a prateleira. Ou seja, tente não comprar itens por impulso e que não estão na lista.

5.      Programe um valor para investimentos

Se você deixar um valor disponível em conta, dificilmente irá se controlar para não criar planos do que fazer com ele. Separar certa porcentagem e destiná-lo para investimentos é a melhor opção para gastar menos, economizar dinheiro e ainda realizar objetivos financeiros.

Não espere o orçamento final para pensar na quantia a ser programada. Inclua esse valor como um dinheiro que não pode ser usado para outros fins, como compras ou pagamentos de dívidas. E se ainda não tiver uma reserva de emergência, crie uma a partir de agora.

São pequenas ações que colaboram para a economia no final do mês, mas que nem sempre são simples de serem feitas. Para gastar menos dinheiro no dia a dia é preciso ter bem definido quais as prioridades e manter a disciplina para que o planejamento não fique apenas no papel.

Tenha em mente que depois que todas as ações forem inseridas na rotina, após algum tempo, elas passam a se tornar mais comuns e menos trabalhosas. E o valor economizado, se destinado da maneira correta aos investimentos, será por si só um ótimo aliado para manter suas economias mais estáveis e prósperas e realizar sonhos!

E você, tem outras dicas de como gastar menos no dia a dia? Então compartilhe-as conosco!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Posts relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *