Assim como a oferta de imóveis cada vez menores vem crescendo, a crise e a necessidade de estar em centros urbanos impulsionaram muitos brasileiros a buscarem por essas residências mais compactas. Nesse contexto, uma questão interessante tem surgido: o que fazer com objetos que não podem ser descartados? Onde guardá-los se não há mais espaço para isso?

Além da questão da redução de espaço, em outras circunstâncias também é necessário o armazenamento de utensílios e móveis, como em casos de reformas e mudanças urgentes. As causas podem ser diversas, mas quais são as soluções possíveis para esses problemas? É justamente sobre isso que se tratará esse artigo.

Os guarda-móveis e self storage são alternativas para quem deseja armazenar objetos por um determinado período, sendo as modalidades de aluguel de espaço mais utilizadas. Mas, você sabe o que é um guarda-móveis? E um self storage?

Continue a leitura e entenda mais sobre cada um deles, entenda suas principais diferenças e descubra qual a melhor opção para o seu caso.

O que é um guarda-móveis?

Como o próprio nome diz, o guarda-móveis se trata de uma estrutura do tipo galpão que é disponibilizada para armazenar móveis. É indicado para pessoas que precisam se mudar e não têm onde armazenar seus objetos temporariamente, ou outras condições, como em reformas, caso seja necessário um espaço para guardar os pertences.

O valor pago varia de acordo com o tamanho ocupado e com os dias de utilização. Por isso, é importante ter esses parâmetros bem definidos antes de optar por essa forma de armazenamento, principalmente porque o cliente só terá acesso aos seus bens novamente após o término do contrato. Além disso,  o contrato é feito de acordo com o tempo de uso e a sua quebra pode estar sujeita à multa.

É um local geralmente disponibilizado e administrado por empresas de mudanças, e os móveis são recebidos e alocados pelos funcionários da companhia. Nessa modalidade, um mesmo galpão pode conter os seus pertences e de outros clientes que também alugaram o espaço.

Esse local só permite o armazenamento de móveis, e não é indicado para guardar outros objetos pessoais e documentos, por exemplo. Para esses casos, é preciso procurar outras alternativas, como o self storage.

Confira abaixo o que é um self storage e como ele permite armazenar outros objetos, além dos móveis.

O que é self storage?

O self storage é uma ótima opção para armazenar diversos itens, inclusive documentos. Esse tipo de armazenamento é feito em um box exclusivo para o cliente.

O self storage é utilizado tanto para guardar itens residenciais quanto corporativos, havendo a possibilidade de estocar diversos tipos de objetos. Entretanto, há restrições para materiais explosivos, contaminantes e radioativos.

Normalmente, essas estruturas possibilitam o monitoramento 24 horas através de câmeras de segurança, além de haver a possibilidade de acesso do locatário ou daqueles que possuam a chave de entrada ao box. Os contratos no self storage, geralmente, são feitos mensalmente e se renovam de forma automática. Mas as renovações não são obrigatórias.

Uma desvantagem do self storage está relacionada ao aluguel de um box fechado. Independente do tamanho do seu objeto, é necessário pagar pelo box inteiro, mesmo que você não utilize totalmente o espaço.

Ainda está em dúvida sobre qual tipo de armazenamento escolher? Então veja abaixo as principais diferenças entre guarda-móveis e self storage e escolha o melhor para a sua situação.

Principais diferenças entre guarda-móveis e um self storage

1. Estrutura

A principal diferença entre os guarda-móveis e self storage, quanto à estrutura, é o espaço.

Como dito anteriormente, nos guarda-móveis todos os móveis, de diversos clientes, ficam armazenados em uma estrutura similar a um galpão. Já no self storage cada indivíduo possui seu próprio box, o que permite guardar os seus itens da forma que preferir.

2. Segurança

O guarda-móveis e self storage possuem divergências também quanto à segurança. O guarda-móveis é uma área mais ampla e vulnerável, tanto à ação de pessoas como condições ambientais. Já no self storage é possível contar com a proteção individual de cada box em qualquer situação.

3. Acesso

Há muitas diferenças quanto ao acesso entre guarda-móveis e self storage. O guarda-móveis só permite a retirada dos itens após o prazo previsto em contrato. Além disso, o cliente não tem controle sobre quem tem acesso aos seus bens, podendo os funcionários remover e realocar o objeto conforme a necessidade da empresa.

Já o self storage é uma unidade de acesso exclusivo do cliente, que pode manipular seus objetos quando quiser, enquanto estiver no horário de funcionamento da empresa administradora.

4. Privacidade

Quanto à privacidade, o guarda-móveis e self storage possuem importantes diferenças. Em um guarda-móveis, é preciso entregar os seus objetos para outra pessoa armazená-los. Dessa forma, os pertences ficam expostos a muitos indivíduos.

Em um self storage, o cliente conhece o conteúdo do seu espaço e pode armazenar os objetos de acordo com seus critérios de privacidade.

5. Limpeza

O guarda-móveis e o self storage são bastante diferentes no quesito limpeza do espaço. No guarda-móveis os objetos tendem a ficar agrupados, possibilitando maior incidência de focos de umidade e sujeira.

Já no self storage, o fácil acesso do cliente permite o monitoramento da limpeza do local, evitando, assim, danos causados pela sujeira ou pela ação da umidade.

Conclusão

Em resumo, um self storage pode funcionar como um guarda-móveis, mas nem sempre um guarda-móveis poderá ter a mesma utilidade que um self storage. Ambos podem ser úteis para quem não possui espaço suficiente para armazenar seus itens por um período estipulado.

Entretanto, é preciso avaliar o tempo de uso e as peculiaridades do objeto antes de optar entre guarda-móveis e self storages. Independente da sua escolha, empresas de guarda-móveis e self storage devem oferecer um local limpo, garantindo a integridade e conservação dos objetos.

Além disso, é interessante pesquisar a procedência da administradora para se certificar que os objetos estarão em boas mãos. Esteja atento, também, a todos os itens do contrato e  escolha a melhor opção de acordo com as suas necessidades.

Esse artigo foi útil para você? Então compartilhe em suas redes sociais para que seus amigos também entendam as diferenças entre guarda-móveis e self storage. Aproveite e inscreva-se na newsletter para receber os melhores e exclusivos conteúdos sobre finanças e investimentos em seu e-mail.

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Equipe André Bona

Nosso site é um site de educação financeira independente com a missão de auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e os seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *