Cuidar das finanças nem sempre é tarefa fácil. É muito comum ver pessoas reclamando que o seu dinheiro acaba sem que elas saibam com o que ele foi gasto. Mas como isso acontece?

Provavelmente, a razão por trás dessa dificuldade é algum — ou vários — erro que são cometidos sem perceber. Sim! Existe um grande risco de você cair em armadilhas financeiras e desequilibrar seu orçamento sem saber o porquê.

Quero evitar isso? Conheça os 10 maiores erros financeiros!

1. Não buscar educação financeira

Essa é uma falha muito presente no Brasil. Afinal, nosso país não investiu o suficiente em educação financeira. Diferentemente de outros locais do mundo, essa não é uma matéria ensinada nas escolas.

E pior: muitas famílias também não costumam conversar sobre o assunto. Por causa disso, a maioria dos brasileiros cresce sem ter contato com conteúdos de educação financeira.

A boa notícia é que esse cenário vem mudando bastante. E, hoje em dia, há diversos materiais que você pode utilizar para corrigir esse erro e melhorar suas finanças. Vale a pena ler posts como este, assistir vídeos, comprar livros, fazer cursos, etc.

2. Encarar o dinheiro como tabu

Outra falha que coloca sua vida financeira em perigo é considerar o dinheiro um assunto tabu. Isso ocorre com você? Pessoas que acham isso não conseguem dialogar sobre finanças com sua família, seu cônjuge ou seus amigos.

Esse é um aspecto negativo, pois diminui muito as oportunidades que se tem para trocar boas dicas financeiras e controlar melhor o seu orçamento. É importante que o dinheiro seja encarado como um assunto natural. Dessa forma, você vai conseguir lidar mais facilmente com ele.

3. Não planejar as finanças

A falta de planejamento é outro dos maiores erros financeiros que alguém pode cometer. Sem cuidar do orçamento, fica complicado organizar seus gastos e manter um controle sobre o salário.

Uma consequência comum desse problema é gastar tudo o que ganha — ou até mais do que isso. A dívida e a inadimplência se fazem presentes e tudo vira uma grande bola de neve.

A melhor forma de evitar esse cenário é conhecer sua renda, anotar todos os seus gastos mensais e planejar o que você deseja fazer com as suas finanças. Assim, é possível controlar o orçamento e ter mais saúde financeira.

4. Fazer compras por impulso

Esse é um erro que as pessoas cometem frequentemente sem perceber. E ele também está ligado ao anterior: quem não planeja e não exerce controle sobre suas finanças fica mais exposto a comprar por impulso.

Com isso, a pessoa tem grande dificuldade em perceber onde o seu dinheiro foi parar. Ao mesmo tempo, adquire diversas coisas que não eram necessárias e, muitas vezes, fica sem condições de arcar com custos realmente importantes.

Você sabe qual é a melhor maneira de perceber se faz compras impulsivas? Anotando todos os seus gastos. Essa estratégia é útil para analisar suas finanças e ver o que pode ser cortado.

5. Iludir-se com o limite do cartão

Embora tenha bastante utilidade, o cartão de crédito pode se tornar um vilão das finanças se não for bem utilizado. É o que acontece quando alguém se iludi com o limite oferecido pelo banco.

Se você vê seu limite no cartão como uma renda complementar para gastar mais durante o mês, está cometendo um erro. Essa ilusão compromete seu orçamento e pode causar um susto grande quando a fatura chegar.

Usar o cartão de crédito como moderação é um cuidado essencial para quem busca equilíbrio financeiro. Do contrário, as pequenas compras e parcelas se acumulam e viram grandes gastos sem que você perceba.

6. Adquirir dívida sem analisar as condições

No Brasil, é muito forte a cultura de fazer parcelamentos, consórcios, financiamentos e empréstimos. Entretanto, nem todos sabem que estão adquirindo uma dívida ao consumir esse tipo de produto financeiro.

Tomar essa decisão sem avaliar as condições de pagamento — como a quantidade de parcelas e a taxa de juros — é um grande erro. Isso porque, no final, você pode estar pagando muito mais caro pelo que comprou.

Outro risco relacionado a esse é adquirir um bem (como casa ou carro) e não adaptar o orçamento para os novos gastos. É preciso considerar o aumento de custos como manutenção, gasolina, impostos, entre outros.

7. Perder dinheiro por atraso de contas

Nem sempre dá para confiar na memória quando temos uma rotina corrida. Em meio a tantas atividades, a data de vencimento de uma conta pode passar despercebida. Com isso, são cobrados juros e multa pelo atraso.

Esse é um dos maiores erros financeiros que você comete sem perceber. Logo, vale a pena seguir algumas estratégias — como colocar as contas em débito automático ou manter alarmes no celular para lembrar as datas de vencimento.

8. Não planejar o futuro

Às vezes, o cotidiano fica tão atribulado que torna difícil pensar no futuro. Assim, os dias vão passando e o seu dinheiro é utilizado apenas para custear gastos do presente.

Mas é necessário refletir que a sua tranquilidade futura deve começar a ser construída o quanto antes. Nesse sentido, o orçamento atual precisa ser adaptado para que sobre alguma quantia para planejar os próximos anos.

Algo essencial quando se fala disso é a reserva de emergência. Não ter um valor reservado para utilizar quando surgirem gastos imprevistos é um erro que atrapalha muito a sua vida financeira.

9. Ter um padrão de vida alto

Você já identificou qual é o seu padrão de vida? Geralmente, as pessoas sabem que precisam gastar menos do que ganham. Entretanto, não é raro vermos casos de quem vive em um padrão mais elevado do que a sua renda poderia pagar.

É o caso de alguém que adquire uma casa ou um carro muito caro, tem gastos exagerados e consome itens de alto valor com frequência. Se o salário não acompanha esse consumo, não há como manter um equilíbrio financeiro, certo?

10. Achar que só ricos investem

Por fim, uma grande falha que você pode cometer sem perceber é acreditar que só pessoas ricas cuidam das suas finanças e investem seu dinheiro. A lógica é exatamente a oposta. Ou seja, quem tem essas práticas consegue enriquecer.

Existem opções de investimentos que partem de valores pequenos (abaixo de R$ 50, por exemplo). Isso significa que ter aplicações financeiras não é um privilégio de quem recebe muito dinheiro.

Reconhecer esses 10 maiores erros financeiros é o primeiro passo para se livrar deles e conquistar sucesso nas suas finanças. Avalie quais dessas falhas fazem parte da sua rotina e promova as mudanças necessárias para se planejar melhor!

Quer ajuda na organização da sua vida financeira? Confira nosso post com dicas de economia!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *