Observe ao seu redor. Boa parte das pessoas que você conhece, senão todas, desejam ter uma boa vida financeira. Inclusive, você pode ser uma delas. Conversando, muitos dirão que querem melhorar a condição financeira. Outras, dizem que, além disso, desejam ser ricas.

Esses desejos, por mais forte que sejam, ficam mais fáceis de serem alcançados quando buscamos a educação financeira. Infelizmente, mesmo aprendendo a administrar seus ganhos, muitos não vão adiante nos estudos e assim, não conseguem chegar na condição financeira que deseja.

Dessa forma, acabam cometendo um erro que, por mais inofensivo que pareça, elimina as chances de ter um futuro melhor, uma aposentadoria tranquila e principalmente, de realizar os maiores sonhos da vida.

Quer saber qual é esse erro que grande parte das pessoas cometem? Então continue a leitura do artigo, descubra se você também comete e saiba como dar a volta por cima!

Retrato dos brasileiros: como as pessoas lidam com seu dinheiro?

Antes de entrar no problema propriamente dito, é importante explicar como o brasileiro, de forma geral, lida com suas finanças. Em diversos artigos do blog já foi abordado sobre isso. Neste artigo falaremos brevemente, mas caso queira aprofundar-se, clique aqui.

A maioria dos brasileiros não sabem lidar com dinheiro. Diversas pesquisas feitas por entidades como SPC já afirmaram que as pessoas no nosso país vivem endividadas, não possuem reservas para emergências e poucas delas conseguem poupar.

O cenário de crise econômica piorou ainda mais os índices. Não se pode negar que o desemprego e o aumento do preço dos produtos influenciaram. Ocorre que, mesmo em períodos econômicos bons, as pessoas continuam não sabendo lidar com suas finanças.

Ainda, engana-se quem acha que somente pessoas menos favorecidas economicamente ficam inadimplentes e sem dinheiro. Até mesmo quem tem uma boa remuneração mensal também tem as contas prejudicadas em muitas situações. Tudo graças à falta de educação financeira.

Então, o que acontece na prática? Muito provavelmente você sabe: a pessoa trabalha, ganha um salário, paga as contas, gasta com despesas, compra supérfluos e quando faz compras, parcela no cartão de crédito. O final você deve imaginar: endividamento.

Como as pessoas reagem diante dessa situação?

Podemos dizer que as pessoas vivem no que o autor de “Pai Rico, Pai Pobre” chama de “corrida dos ratos”. As pessoas trabalham e gastam todo o seu dinheiro. E, quando a renda delas melhora, consequentemente deveria sobrar mais dinheiro, certo?

Não. A maioria simplesmente começa a gastar mais e continua na mesma situação de antes.

Vivendo dessa forma, uma pessoa dificilmente se livra das dívidas e consegue guardar dinheiro! Ter dívidas não é saudável. Todos sabem que isso prejudica não somente a vida financeira, mas o bem estar e a saúde mental de qualquer um.

Então, a primeira reação das pessoas quando estão inadimplentes é fazer algo para quitar essas dívidas de alguma maneira. Assim, entram em contato com as empresas credoras para quitar seus débitos ou tentam negociá-los em órgãos como o SPC.

Entretanto, é nesse momento que as pessoas começam a cometer o maior erro de todos. No fim, quem quer enriquecer e ter dinheiro sobrando acaba não conseguindo depois de quitar as dívidas. O motivo? Veja no próximo tópico.

Qual o maior problema que impede as pessoas de enriquecerem?

Como dito, o endividamento é algo comum nesse país. A primeira reação das pessoas é quitar essas dívidas. Eliminar débitos é necessário e uma das primeiras etapas rumo a uma boa vida financeira.

Mas infelizmente, a maioria das pessoas param exatamente nesse passo. Outras, depois de quitar tudo, acaba voltando para a estaca zero: vê dinheiro sobrando e assim, começa a fazer novas dívidas.

Então, o problema que impede que as pessoas enriqueçam é esse: preocupar-se em somente quitar dívidas. Você precisa entender que eliminar dívidas não deixa ninguém melhor financeiramente. Apenas sobra mais dinheiro na conta, mas sem o devido cuidado, pode ser utilizado no que não é importante.

Além de fazer essa etapa importante, a pessoa precisa fazer dívidas boas, que seriam, por exemplo, compromissos de investimentos mensais. Depois de sair da inadimplência, o dinheiro que sobra deve ser investido para render.

Essas “dívidas positivas” é que farão a diferença no futuro. Depois de alguns anos comprometendo-se com isso, você poderá ter uma aposentadoria tranquila e realizar seus sonhos e objetivos de curto, médio e longo prazo.

Logo, para enriquecer ou pelo menos, ter uma boa vida financeira, você precisa sim eliminar despesas e débitos, mas precisa comprometer-se a fazer essas dívidas boas, que no final, farão seu dinheiro render.

Afinal, o que deve ser feito?

Por que uma pessoa não enriquece somente quitando as dívidas? Porque o dinheiro apenas sobra na conta. Assim, ou a pessoa gasta e corre o risco de voltar para o endividamento ou a pessoa guarda, por exemplo, na poupança.

Dessa forma, você acumula dinheiro, mas não necessariamente o faz render. Por isso, para melhorar de vez e ver resultados eficientes, você precisa educar-se financeiramente!

Procure conhecer formas de rentabilizar seus ativos. Aprenda sobre os diversos tipos de investimento e saiba escolher o que mais tem a ver com seu perfil e objetivos.

Lembre-se que uma pessoa educada financeiramente sabe utilizar seu dinheiro com mais responsabilidade. E isso é essencial não só para fazer seu dinheiro trabalhar, mas principalmente, para evitar fazer péssimas escolhas que envolvam seus ganhos.

Conclusão

As pessoas não sabem administrar seus ganhos e, por falta de educação financeira, continuam comprando por impulso e assim, endividam-se. Quando chegam em uma situação incômoda, o primeiro passo geralmente é eliminar as dívidas. Assim, pensam que sua condição de vida melhorará e, ainda, que vão enriquecer.

Contudo, apenas eliminar despesas não ajuda ninguém a ter uma boa vida financeira! Além de eliminar despesas, todos precisamos ter disciplina e fazer dívidas boas, que envolve investir.

Por isso, se você comete esse erro, busque a educação financeira, conheça os diversos tipos de investimentos, escolha os melhores para seu perfil e faça seu dinheiro render!

Então, que tal aprender a fazer dívidas boas com eficiência? Conheça agora mesmo esse método incrível que lhe ajudará a fazer seu dinheiro render e comece a já a planejar seu futuro! Clique aqui e comece já ver seu dinheiro trabalhar para você!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *