Saber tomar boas decisões é muito importante. Quem não quer entender melhor como atingi-las, não é mesmo? A todo momento, precisamos tomar decisões sobre assuntos específicos e, para não cometer erros que nos prejudiquem, tentamos ser o mais cautelosos possível.

Realmente, determinadas escolhas que fazemos podem trazer muitos benefícios e outras, quando mal pensadas, podem nos prejudicar em demasia. Por isso, todos devemos saber fazer as escolhas certas, seja em relação à vida profissional, pessoal, aos relacionamentos ou, principalmente, às finanças.

Quer aprender a ser certeiro na tomada de decisões? Então acompanhe o artigo e aprenda como tomar as melhores medidas para qualquer momento de sua vida!

1. Avalie todas as opções

Sempre que for decidir qual a melhor alternativa, analise todas as opções disponíveis para o que deseja no momento. Anote-as e depois verifique todas as vantagens e desvantagens de cada uma delas.

Depois, compare-as e veja qual delas é a mais vantajosa ou quais os malefícios que irão lhe prejudicar menos.

Por exemplo: você está em dúvida se deve comprar uma casa ou um apartamento. Para isso, anote os benefícios e os possíveis problemas de cada um deles, desde preços, impostos, dívidas que podem surgir, tamanho, espaço útil, qualidades e pontos negativos de cada um. A partir dessa listagem, você conseguirá saber qual a melhor opção.

2. Analise seus objetivos

Antes de tomar uma decisão sobre qualquer assunto que seja, é importante ter claro quais são seus objetivos. Isso porque, se tivermos metas bem delineadas, saberemos quais decisões poderão nos prejudicar no meio do caminho.

A toda hora nos vemos entre duas ou mais possíveis alternativas. Assim, se não fizermos uma boa análise – se elas se encaixam nos nossos planos, podemos nos arrepender depois.

Imagine que você queira morar em outro país, independentemente do momento. No meio do caminho lhe oferecem um imóvel com um valor atraente. Você fica em dúvida se o compra ou não. Mas já parou para pensar que a aquisição deste imóvel poderá prejudicar sua mudança para outro país?

É mais ou menos nessa linha que você deve analisar as alternativas que aparecem. Assim, você poderá alinhar sua tomada de decisões para que não atrapalhem seus planos.

Quer aprender a tirar suas metas do papel? Veja esses artigos:

3. Vá com calma

Não se apresse, pois a pressa pode fazer você tomar uma decisão que poderá lhe prejudicar. Por isso, tome o tempo que precisar para pensar sobre todos os pontos necessários. Faça sua escolha depois que tiver certeza de que essa é a melhor.

4. Tenha um plano (e um plano B)

Ter um plano para executar o que deseja e saber lidar com suas escolhas, principalmente quando elas podem dar errado poderá lhe poupar estresse e energia. Ter um plano B, uma segunda opção, também é interessante para evitar estresse e desgaste.

Isso é muito importante nas decisões que envolvem nossas finanças. Imagine que você seja um investidor que resolve operar na Bolsa. Por motivos alheios à sua vontade, a Bolsa despenca e você perde boa parte do seu dinheiro no curto prazo.

Se isso acontecesse e você tivesse aplicado tudo o que tinha nesse tipo de investimento, você ficaria no prejuízo, não é mesmo? Daí a importância de ter um bom planejamento financeiro e um plano para fazer e manter aplicações também em outros tipos de investimentos.

5. Pesquise muito antes

Não dê seu veredito final sem antes pesquisar muito sobre o que deseja fazer. Assim, você evita se arrepender de algo que decidiu.

Pesquisar é importante para qualquer atitude que deseja tomar, seja para definir como efetuar o pagamento de um imóvel ou escolher o melhor tipo de investimento para o seu perfil. Por isso, procure saber de tudo o que puder e tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto para ter certeza na sua escolha.

6. Tenha foco

Depois de escolher a melhor alternativa, mantenha foco nela para que dê certo. Uma pessoa que decide educar-se financeiramente, por exemplo, deve ter foco e estudar sobre o assunto sem parar de se especializar no meio do caminho por considerar que já entendeu tudo e saberá investir com sucesso.

Ter foco significa, muitas vezes, não parar de instruir-se, se atualizar e analisar de tempos em tempos se a decisão tomada realmente foi a certa e o que podemos fazer para melhorar ainda mais.

7. Se errar, aprenda com o erro

Errar não é ruim, pois podemos aprender muito com nossos erros. Por isso, permita-se errar e veja o que fez para que seu plano tenha fracassado.

Assim, você saberá o que deu e o que não deu certo. Se confiar na sua ideia, repita-a e não desista.

Ser consistente no que acreditamos também faz com que nossos planos deem certo.

8. Distancie-se do problema

Às vezes analisamos por muito tempo algo antes de tomar a decisão certa e não chegamos a lugar nenhum. Isso acontece muito, principalmente porque estamos cansados e esgotados mentalmente por ter ficado muito tempo averiguando a mesma coisa.

Se isso acontecer, significa que não é a hora adequada para tomar a decisão. O ideal é se distanciar do problema e dar um tempo para a cabeça. Depois de descansar, sua mente funcionará melhor e você poderá pensar na melhor resposta para o seu problema.

9. Trabalhe sua inteligência emocional e a paciência

A pressa é inimiga da perfeição e isso é praticamente indiscutível. Já foi dito no item 4 que devemos ter calma para tomar qualquer decisão. Por isso, a paciência deve ser trabalhada, porque muitas vezes os resultados que desejamos podem não ser vistos a curto prazo.

A inteligência emocional é outro aspecto que precisa ser bem trabalhado, pois não podemos nos deixar abalar quando tomamos alguma medida que nos prejudique no final. Amadurecer nesse aspecto é importante para aprendermos a pensar como sair de situações ruins e alcançar nossos objetivos.

Como aplicar essas dicas nas finanças?

As nove dicas servem para serem aplicadas em qualquer aspecto da vida. Podemos utilizá-las na vida profissional para analisarmos a melhor proposta ou carreira, na vida pessoal e, principalmente, em nossas finanças.

Saber tomar boas decisões em qualquer perspectiva pode acabar influenciando nossa relação com dinheiro, seja adquirir algo novo ou fazer mudanças de vida.

Para aqueles que desejam investir, as dicas poderão auxiliar a decidir o melhor investimento para o tipo de perfil e qual é a aplicação que mais trará benefícios alinhados com os objetivos e metas de cada um.

Além dessas dicas, para aqueles que desejam entrar nesse ramo dos investimentos ou apenas ter uma boa estabilidade financeira, outras dicas podem ser valiosas:

  • Nunca pare de estudar sobre investimentos e finanças, pois a educação financeira é fundamental para se ter sucesso com o dinheiro;
  • Arrisque-se. Novamente, se errar, aprenda com seus erros e tente novamente;
  • Pense muito antes de tomar decisões precipitadas. Aumente seus riscos conforme for adquirindo mais conhecimento.

Conclusão

Tomar boas decisões, muitas vezes, pode ser difícil. Mas, com algumas práticas, todo esse processo pode ser simplificado e as chances de escolhermos o melhor para nós aumenta. Portanto, utilize essas dicas em todos os momentos que precisar decidir alguma coisa em sua vida que as chances de andar pelo melhor caminho serão grandes!

Quer aprender sobre finanças e muito mais enquanto dirige ou está ocupado? Então confira um dos melhores Podcasts sobre investimentos e finanças e aprenda em todos os momentos!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *