Você certamente já entrou em contato com alguns conteúdos de educação financeira. Talvez tenha lido vários blogposts como este, assistido alguns vídeos ou aulas sobre o assunto, comprado livros, etc. Mas você já conhece a técnica Kakeibo?

Essa é uma metodologia japonesa que pode ajudar muito a aperfeiçoar seus resultados financeiros. Isso porque ela vai um pouco além do controle de orçamento tradicional que conhecemos. Então, que tal saber mais sobre o assunto?

O que é a técnica Kakeibo?

Como falamos, o Kakeibo (se pronuncia Kah-keh-boh) tem origem japonesa e, em tradução livre, significa algo como “diário do orçamento”. Ele é uma estratégia bastante tradicional do Japão, pois surgiu há mais de cem anos.

À primeira vista, a ideia pode parecer muito com o controle orçamentário simples. Isso porque um dos pontos principais da técnica é estimular que você anote as suas receitas e os seus gastos frequentemente.

Entretanto, não para por aí. O objetivo não é apenas o de anotar as informações e acompanhar o orçamento. Mas sim de identificar seu padrão de gastos e conseguir refletir sobre questões importantes relacionadas a ele.

Com isso, o fator mais importante ao utilizar a técnica Kakeibo não é economizar dinheiro, e sim saber gastá-lo com mais eficiência. Ou seja, priorizar o que, de fato, importa para você — consequentemente, economizar no que não é tão importante.

Como o Kakeibo funciona?

Para cumprir o objetivo de priorizar o que importa, os hábitos são conceitos chaves dentro da técnica Kakeibo. Deste modo, ela leva as pessoas a pensarem sobre seu modo de vida e sobre as escolher financeiras que fazem cotidianamente.

Ele parte de quatro perguntas principais: quando dinheiro você ganha? Que quantia pretende economizar? Quanto está gastando atualmente? Como pode melhorar seu padrão de gastos?

Dá para perceber que não é nada fácil responder a algumas dessas questões, certo? O autoconhecimento e a reflexão fazem toda a diferença no Kakeibo. Depois de encontrar as respostas, você deve começar o controle do orçamento.

Ele consiste em registrar todas as receitas e os custos fixos, além de anotar frequentemente o que ganha ou gasta a cada dia. Aliado a isso, é preciso estabelecer uma meta de economia mensal e um objetivo que lhe ajuda a melhorar suas finanças.

Seus gastos mensais devem ser separados em quatro categorias. Para a técnica Kakeibo, elas são: sobrevivência, opcional, cultural e extra. A primeira diz respeito ao que é necessário para viver — como alimentação, moradia, saúde, etc.

A cultura reúne gastos com entretenimento, livros, filmes e outros. Já o opcional se refere aos supérfluos, como custos com lazer e compras. Por sua vez, a categoria extra é para despesas que não estavam previstas — uma manutenção corretiva no carro, por exemplo.

Quais são as vantagens do Kakeibo?

O principal benefício de utilizar a técnica Kakeibo vem do grande diferencial que ela apresenta: a reflexão. Mais do que promover um controle orçamentário, essa estratégia estimula que você está, de fato, decidindo sobre suas finanças.

Ao final de cada mês (ou semana, se você preferir) é hora de analisar seus registros financeiros e pensar: a meta de economia foi atingida? De que forma você conseguiu economizar dinheiro? Em que categorias os gastos foram maiores? O que pode ser melhorado no próximo mês?

Somente a prática de separar um tempo para pensar sobre isso já traz resultados poderosos. Afinal, muito do descontrole financeiro nos orçamentos familiares se deve à falta de consciência sobre os gastos.

Com isso, o Kakeibo apresenta a vantagem de permitir que você aumente a racionalidade sobre seu padrão de gastos e pense constantemente em como ele pode ser melhorado. Dessa forma, os primeiros meses podem ser difíceis, mas a mudança de mindset trará ótimos resultados.

No longo prazo, você será capaz de transformar seus hábitos financeiros e se guiar mais fortemente por suas prioridades. Logo, ficará mais fácil fazer boas escolhas e ver o seu dinheiro render muito mais.

Como utilizar essa técnica no seu dia a dia?

E então, ficou interessado em colocar em prática o Kakeibo? Veja algumas dicas para usar essa técnica no seu cotidiano da melhor forma.

Seja sincero

Como você viu, o ponto forte da técnica Kakeibo é refletir sobre suas escolhas. Assim, não há como ter sucesso nesse diário do orçamento sem exercer a sinceridade. Se você não realiza as anotações e não pensa sobre as perguntas, fica difícil colher bons resultados.

Portanto, a dica é ser 100% sincero nas suas respostas. Sempre reserve um tempo para refletir sobre as questões com honestidade, mesmo que você tenha cometido deslizes durante o mês. Lembre-se de que não vale a pena mentir para si mesmo.

Tenha um caderno de anotações

A técnica Kakeibo estimula que os registros financeiros sejam feitos em um caderno. Isso não acontece apenas por ela ser uma estratégia criada há mais de um século, quando não havia ferramentas tecnológicas.

Outro motivo para isso é o entendimento de que escrever de forma manual gera mais envolvimento do que utilizar planilhas ou aplicativos. Assim, indicamos você a manter o hábito de anotar suas reflexões.

Os recursos tecnológicos podem ser utilizados para facilitar os registros dos gastos diários. Entretanto, a cada final de mês é interessante pegar seu caderno para rever as respostas escritas no mês anterior e refletir novamente sobre as perguntas para o período que se inicia.

Mantenha a constância

Como você viu, essa técnica exige um pouco mais do que os modelos comuns de análise do orçamento. Por causa disso, pode ser um pouco difícil manter a constância nas primeiras semanas ou meses.

Entretanto, vale a pena insistir. Afinal, nenhuma mudança de hábito é imediata. O ponto positivo é que o Kakeibo contribui com a seu compromisso, pois definir objetivos e fazer promessas a si mesmo é uma ótima maneira de se manter motivado.

Sem dúvida, a técnica Kakeibo pode lhe ajudar muito a mudar sua mentalidade financeira e desenvolver hábitos mais saudáveis. Desse modo, seu dinheiro pode ser usado para o mais importante e passar a render mais ao longo do mês. Experimente!

Quer conhecer ferramentas muitos úteis para o controle financeiro? Veja 9 aplicativos com esse fim!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *