O sonho da casa própria ainda é um dos maiores objetivos de muitos brasileiros. Como se trata de um bem de alto preço, geralmente esse é um projeto de longo prazo. Diante disso, muitas pessoas planejam solicitar crédito em um banco para antecipar essa realização.

Entretanto, esse nem sempre é um processo simples. O banco precisa analisar seu perfil financeiro para avaliar o risco de inadimplência — e o principal indicativo disso é seu comprovante de renda. Então, fica a dúvida: é possível financiar imóvel sem carteira assinada?

Ainda que possa se tornar um pouco mais complexo, solicitar um financiamento sendo autônomo é sim possível. Confira as informações deste post para saber mais!

Por que comprovar renda em um financiamento?

Um financiamento imobiliário funciona como um empréstimo: o banco realiza o pagamento do imóvel e a sua dívida passa a ser com ele, e não com a construtora ou o proprietário anterior do bem. Para fazer isso, a instituição financeira precisa saber se você tem condições de arcar com a dívida.

A análise de crédito para financiamento de imóveis costuma ser rígida, considerando que o parcelamento tem duração bastante longa. Como o cliente passará anos com aquele compromisso mensal, é necessário provar que tem capacidade para arcar com as parcelas até o fim.

Dessa forma, quanto maior a sua renda — e mais comprovação você apresentar — melhor será o resultado da análise de crédito. Além disso, as condições de pagamento também podem ser melhores (com juros e valores de parcelas mais baixos, por exemplo).

Normalmente, a comprovação de um emprego de carteira assinada é valorizada pelos bancos. Mas isso não significa que é impossível conseguir um financiamento como autônomo. Afinal, diversos autônomos apresentam rendimentos maiores do que empregados CLT.

Como financiar imóvel sem carteira assinada?

O primeiro passo para buscar seu financiamento é entrar em contato com os bancos e saber das possibilidades que eles oferecem para autônomos. Com isso, você verá quais são os documentos aceitos no processo para solicitar o crédito.

Normalmente, são avaliados de três a seis meses dos seus rendimentos. Seu objetivo deve ser de comprovar uma renda estável e suficiente para realizar os pagamentos do financiamento ao longo dos anos. Confira alguns documentos que podem ser apresentados.

Extrato bancário

Os extratos bancários dos últimos meses são muito úteis para mostrar a movimentação da sua conta e comprovar o recebimento de renda. Entretanto, eles geralmente não são suficientes para o banco. Isso significa que outros documentos também serão solicitados.

Ainda assim, vale a pena apresentar os extratos. Uma dica é se lembrar de reunir toda a sua renda em um único local — de preferência, o banco onde você pretende pedir o financiamento.

Caso receba dinheiro também em outras contas ou à vista, faça transferências e depósitos para juntar todo o valor no mesmo extrato. Assim, fica mais fácil usá-lo como comprovante de renda.

Imposto de renda

Outro documento muito utilizado para financiar imóvel sem carteira assinada é a declaração anual de imposto de renda (IR). Ela serve como comprovante dos seus rendimentos, já que todos eles devem ser registrados na receita federal.

Com isso, mesmo as movimentações que não aparecem no extrato bancário estarão compondo a declaração de renda e ajudarão você a conseguir o crédito no banco. Como o IR representa sua renda anual, fica mais fácil obter o financiamento para comprar seu imóvel.

Decore

Quem trabalha de maneira autônoma não tem um comprovante direto de renda (diferente dos funcionários com carteira assinada). Entretanto, existe um documento que cumpre essa função. É a decore — declaração comprobatória de percepção de rendimentos.

Ela foi criada no ano 2000 exatamente para servir como comprovação de renda para empreendedores e profissionais liberais ou autônomos. A decore deve ser emitida por contadores profissionais.

O contador realizará a análise de alguns documentos referentes aos seus ganhos no trabalho — por exemplo, a escrituração do livro diário, sua declaração de imposto de renda, os contratos de prestação de serviços ou recebidos de pagamentos autônomos.

Com isso em mãos, o profissional redige uma declaração para comprovar sua renda como autônomo. A decore passa pela fiscalização do conselho regional de contabilidade, por isso, é indispensável procurar um profissional regularizado.

Comprovantes de trabalho autônomo

Você também pode utilizar diretamente os comprovantes do seu trabalho para financiar um imóvel sem carteira assinada. Alguns exemplos são: alvará de funcionamento, registro da empresa (ou do microempreendedor individual), contratos e recibos.

Nesse sentido, vale a pena trabalhar de maneira formalizada. Ou seja, ter todos os registros oficiais da sua atividade e manter contratos e recibos registrados oficialmente. Dessa forma, tudo isso pode ser usado como comprovação de que você tem fontes de renda estáveis.

Documentos relacionados à participação em cooperativas, sindicatos e associações profissionais também podem ser utilizados. Além disso, são úteis os comprovantes de contribuição do INSS (instituto nacional do seguro social) e do ISS (imposto sobre serviços).

Cadastro positivo

Por fim, quem deseja aumentar suas chances de receber o financiamento bancário, mesmo sem ter registro de trabalho CLT, pode realizar o cadastro positivo. Ele é um programa do Serasa que auxilia você a comprovar sua saúde financeira.

O cadastro positivo reúne informações sobre empréstimos, financiamentos e cartões de crédito, além de dados sobre o seu histórico de pagamento de contas. Logo, apresentar um bom perfil nesse cadastro mostra ao banco que você tem menos chances de se tornar inadimplente.

Conclusão

Financiar um imóvel sem ter carteira assinada pode ser um pouco complexo. Afinal, funcionários em regime CLT conseguem comprovar sua renda mais facilmente para os bancos. Entretanto, existem diversas alternativas para os trabalhadores autônomos.

Neste post você viu os principais documentos que pode utilizar para comprovar sua renda junto ao banco e dar indicativos de ser um bom pagador. Lembre-se: quanto mais comprovações forem apresentadas, maiores serão suas chances de obter o crédito.

Vale a pena lembrar, ainda, da importância de ter um planejamento financeiro para arcar com o financiamento até o final. Antes de solicitar crédito do banco para comprar seu imóvel, certifique-se de estar preparado para essa grande aquisição.

Quer ajuda para planejar essa compra? Confira 5 passos para escolher um imóvel que caiba no seu bolso!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *