Quando o assunto é investimentos, o nome de Warren Buffett com certeza é um dos primeiros que aparecem na mente dos investidores. Conhecido por todos que atuam no mercado financeiro, a fama de Buffett não surgiu por acaso.

Afinal, estamos falando do maior investidor do mundo. Warren Buffett é, de fato, uma inspiração e um ícone do mercado financeiro que todos aqueles que buscam saber mais sobre este ambiente precisam conhecer.

Mas, você sabe o que Buffett fez para chegar até onde está nos dias atuais e quais suas técnicas de investimento? Continue a leitura do artigo e conheça mais sobre o investidor mais famoso do mundo e um dos nomes mais importantes do mercado financeiro mundial!

Quem é Warren Buffett?

Considerado um dos investidores mais importantes e influentes do mundo, Warren Buffett é um dos homens mais ricos do globo. Em 2008, chegou a ocupar o primeiro lugar da lista da Forbes como o homem mais rico, ficando à frente até mesmo de Bill Gates, da Microsoft.

Nasceu em 1930 em Omaha, cidade do estado de Nebraska, nos Estados Unidos. Era filho de Howard Buffett, um corretor da Bolsa de Valores estadunidense e membro associado ao Congresso dos Estados Unidos.

Logo, seu primeiro contato com investimentos foi muito cedo, por influência de seu pai. Antes disso, sua família também era de empreendedores. Seu avô, por exemplo, era empresário e tinha um mercado em Omaha.

Desde jovem Buffett apresentava interesse por negócios. Tanto que começou a entregar jornais e vender balas e Coca-Cola de porta em porta ainda criança.

Seu interesse em ações também começou ainda na infância. Quando tinha apenas 10 anos de idade, visitou o New York Stock Exchange em uma viagem e adquiriu suas primeiras ações.

No final de sua adolescência, Buffett já tinha acumulado, na época, mais de 9 mil dólares (o equivalente a cerca de 100 mil dólares atualmente).

Formou-se em Economia na Universidade Nebraska- Lincoln e tornou-se mestre em Economia pela Columbia Business School. Inclusive, foi aluno de Benjamin Graham, o pai do value investing.

Berkshire Hathaway

Hoje, Warren Buffett possui um enorme patrimônio. Grande parte dele vem de seu trabalho como presidente e principal acionista da Berkshire Hathaway, sua empresa.

Ela detém atualmente participações em diversas companhias, como: Apple, Coca-Cola, Visa, Mastercard, Kraft- Heinz, Bank of America, American Express, IBM, dentre outras.

Como líder da Berkshire Hathaway, Buffett superou por diversas vezes os índices S&P 500 e o Dow Jones em termos de rentabilidade ao longo das últimas décadas. A nível de curiosidade, a Berkshire começou como uma empresa têxtil, mas esse setor foi deixado de lado.

Atualmente, esta é uma das maiores empresas do índice S&P 500, com valor de mercado próximo a 500 milhões de dólares.

Por que Warren Buffett é importante para o mercado?

O fato de ser considerado o investidor mais importante do mundo já o faz ser visto como uma referência quando se fala em investimentos em ações.

Mas não foi apenas por acumular participações em grandes companhias que torna Buffett um investidor importante para o mercado financeiro. Suas estratégias mantidas ao longo dos anos se mostraram muito eficazes. Obter um retorno acima dos índices de referência e de outros nomes do mercado, pessoa física ou jurídica, também o fez se destacar nas últimas décadas.

Mas, qual é a estratégia utilizada por ele?

De maneira geral, Buffett utiliza a técnica do value investing, aprendida com seu professor, Benjamin Graham.  Ou seja, Buffett compra ações de boas empresas que têm perspectivas de crescimento, mas que estão sendo negociadas abaixo do preço que, de fato, valem.

Além disso, aposta muito na análise fundamentalista e é adepto ao buy and hold. Ele foca em investimentos para o longo prazo. Tanto que a maior parte da sua fortuna foi acumulada após seus 50 anos de idade.

Logo, é possível afirmar que os principais pontos de sua estratégia de investimento são:

  • foco no longo prazo para se aproveitar dos juros compostos;
  • priorizar a qualidade da empresa;
  • valuation atrativo, ou seja, comprar ações por um preço abaixo do seu valor, mas com margem de segurança;
  • sempre reservar dinheiro para aproveitar oportunidades na bolsa;
  • comprar ativos com foco na qualidade, preço e com objetivo de diversificar a carteira.

Por seu conhecimento, tempo de experiência na Bolsa de Valores e práticas, Buffett se tornou uma referência para investidores no mundo inteiro.

Qual a relação entre Graham e Buffett?

Warren Buffett foi aluno de Benjamin Graham na Universidade de Columbia e também chegou a trabalhar na empresa de seu professor.

Buffett afirma que sua estratégia é “85% Benjamin Graham e 15% Philip Fisher”. Ou seja, se quiser entender como o maior investidor do mundo age e quais estratégias aplica no seu dia a dia, é muito válido estudar a fundo os ensinamentos de seu mestre.

Aqui no blog já falamos sobre Benjamin Graham e Philip Fisher. Confira os artigos de cada um deles abaixo:

Qual o legado de Warren Buffett?

Além das práticas e estratégia que utiliza, Warren Buffett deixa como legado seu papel fundamental para tornar a Berkshire o que é atualmente. Seus diversos ensinamentos para investidores também são valiosos.

Muitos livros que explicam suas técnicas de investimento podem ser boas fontes de aprendizado. Confira alguns:

  • O jeito Warren Buffett de Investir;
  • Warren Buffett – lições do maior de todos os investidores;
  • A bola de neve – Warren Buffett e o negócio da vida.

Outro legado seu está no fato de que ele é visto como uma pessoa que vai contra a manada. Ou seja, em muitos momentos, age na direção oposta do mercado.

Ele mesmo afirma: “seja cauteloso quando os outros são gananciosos, e seja ganancioso quando os outros estão cautelosos”.

Buffett também é dono de frases que ficaram conhecidas no mercado financeiro, como:

  • “preço é o que você paga, valor é o que você ganha”;
  • “risco vem de você não saber o que está fazendo”;
  • “o tempo é amigo dos negócios excelentes e inimigos dos negócios medíocres”.

O oráculo de Omaha

Por fim, suas lições em relação ao mundo dos negócios e investimentos rendeu a Buffett o apelido de “Oráculo de Omaha”.

Apesar da fortuna, Buffett tem uma vida comum. Vive na mesma casa que comprou em 1958 e dirige seu próprio carro, sendo adepto a um estilo de vida simples.

Por fim, é um dos maiores filantropos da história. Depois da morte da esposa, resolveu doar toda a sua participação da Berkshire para a Bill & Melinda Gates Foundation, de seu amigo Bill Gates.  Ainda hoje continua fazendo suas doações para outros projetos.

Conclusão

Warren Buffett é, sem dúvidas, um nome de importância no mercado financeiro mundial e uma referência para investidores que desejam aprimorar seus conhecimentos e investir melhor.

Por toda sua expertise, é praticamente obrigatório para todos os investidores – iniciantes ou experientes – aprenderem seus ensinamentos. Logo, se você ainda não sabe muito sobre Warren Buffett, comece a melhorar suas habilidades em investimentos agoar mesmo aprendendo com esse grande nome!

E falando em aprender, confira agora 8 livros sobre dinheiro que você precisa ler se quiser enriquecer!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *