Muitas pessoas veem a faculdade como sinônimo de curtição e gastos. Mas o período da graduação também pode ser utilizado para quem quer começar a se organizar financeiramente. Afinal, essa é a época em que você ganha mais autonomia e passa a cuidar do próprio dinheiro.

Então, que tal aproveitar para guardar dinheiro na faculdade? Ao fazer isso, é possível vivenciar as boas experiências sem ter maiores custos. Dessa forma, será muito mais fácil continuar equilibrado depois de se formar e aumentar sua renda.

Quer saber como colocar isso em prática? Confira nossas dicas!

1. Tenha metas financeiras

Quem quer aperfeiçoar sua relação com o dinheiro durante a faculdade precisa começar definindo suas metas financeiras. Elas devem refletir dois pontos principais: que padrão de consumo você espera ter e quais são os seus objetivos financeiros para o futuro.

Quer uma dica? Vale a pena abrir mão de alguns gastos hoje para ter mais qualidade de vida e conforto nos próximos anos. Por isso, procure enxugar seu padrão de consumo durante a faculdade. Uma das vantagens é poder investir mais na sua carreira quando o curso acabar.

Vamos supor que uma das suas metas seja exatamente poupar uma quantia para seu início profissional. No fim da faculdade, esse valor pode ser usado para se qualificar mais, mudar de cidade em busca de oportunidades ou mesmo fazer um intercâmbio em outro país.

2. Monte um orçamento

Depois que você estabelecer suas metas financeiras, é importante registrar isso em um orçamento. Essa ferramenta organiza seus gastos e os valores definidos para poupar. Logo, ela auxilia no equilíbrio financeiro ao longo dos meses.

Ao acompanhar de perto seu orçamento é possível verificar o quanto pode ser gasto em cada categoria — como alimentação, transporte, lazer, etc. Também se torna viável fazer pequenos ajustes para diminuir os custos de um lado e aumentar do outro.

Além de montar seu orçamento, mais uma estratégia fundamental é anotar seus gastos constantemente. Isso pode ser feito por meio de um aplicativo de controle financeiro. Ele divide todas as suas anotações por categoria e gera análises gráficas muito úteis para entender seu consumo.

3. Economize nos materiais de estudo

Sem dúvida, um dos maiores custos de um estudante da graduação é o material de estudo. São apostilas para imprimir ou xerocar, livros para adquirir, cadernos e canetas para comprar e diversas outras coisas que podem desequilibrar seu orçamento.

A orientação aqui é, primeiro, buscar sempre o melhor custo-benefício. Os cadernos, por exemplo, podem apresentar muita variação de preço dependendo da marca e do estilo da capa.

Quanto às apostilas de cada disciplina, considere a possibilidade de pegar emprestado com um aluno que já terminou a matéria — ou até mesmo comprar o material dele por um preço menor. Os artigos online podem ser lidos pelo computador, evitando gastos com impressão. E, claro, dá para economizar muito comprando os livros em sebos.

4. Evite comer em restaurantes

Muitas vezes, a faculdade exige bastante do estudante em relação aos horários. Além de aulas que podem acontecer em turnos diferentes, os alunos também frequentam o local para estudar no contraturno. Ou, ainda, precisam passar o dia fora de casa, pois conciliam trabalho e estudo.

Nesse contexto, fica fácil gastar muito dinheiro com alimentação. Afinal, qualquer ida a uma lanchonete ou restaurante traz um gasto significativo. Então, que tal evitar isso?

Se a sua faculdade não tem restaurante universitário a um preço menor, considere levar comida de casa.

Essa simples estratégia fará com que sobre muito mais dinheiro no final do mês. Outra vantagem disso é poder organizar melhor sua alimentação e comer de maneira mais equilibrada, diminuindo o consumo de frituras e produtos industrializados.

5. Tenha alternativas de lazer

Mais um gasto substancial dos estudantes é o lazer. A combinação do desejo de se divertir com as oportunidades que só a época de faculdade traz pode ser explosiva para o seu orçamento. Por isso, o mais indicado é ser moderado e procurar alternativas gratuitas ou mais baratas.

Como você deve saber, estudantes têm descontos em diversos entretenimentos, como cinemas e shows. Também há formas de aumentar ainda mais esse desconto. Por exemplo, indo ao cinema em dias de promoção. Aproveite isso para se distrair gastando menos.

Outra estratégia é reunir os amigos na casa de alguém em vez de ir para bares ou baladas. Se você fizer isso algumas vezes por mês já sentirá uma grande diferença nas finanças. Fora a vantagem de ter mais liberdade para conversar e se divertir.

6. Faça renda extra

Sabemos que nem sempre o universitário tem dinheiro disponível. Sendo assim, uma boa dica para quem quer guardar dinheiro na faculdade é procurar meios de fazer renda extra. Juntar essa estratégia ao seu salário, bolsa estágio ou ajuda dos pais ajudará muito.

Alguns exemplos de renda extra que você pode fazer são:

  • revender produtos;
  • fazer doces ou refeições para vender na faculdade;
  • cadastrar-se em trabalhos freelancer;
  • dar aulas de reforço;
  • entrar no marketing de afiliados.

7. Planeje suas compras

Se o seu objetivo é guardar dinheiro na faculdade, é importante se controlar na hora de fazer compras. Ceder a impulsos é uma das principais maneiras de sair do orçamento e acabar gastando mais do que planejou.

Por isso, fique atento. Antes de comprar algo, sempre se pergunte se realmente precisa adquirir aquele item. Depois de decidir que ele é mesmo necessário, faça uma pesquisa de preço para encontrar o melhor custo-benefício.

8. Invista seu dinheiro

E se você não apenas guardasse dinheiro, mas também lucrasse com ele? Essa é a ideia por trás dos investimentos financeiros. Ao se tornar um investidor, a quantia poupada pode gerar juros e se multiplicar.

Para isso, vale a pena estudar sobre investimentos e conhecer as diversas opções. Elas podem variar muito em prazos, rendimentos e risco. Logo, é importante aprender a analisar com cuidado para tomar as melhores decisões.

Uma coisa é certa: seguindo nossas 8 dicas você consegue começar a guardar dinheiro na faculdade. Pode ter certeza de que isso fará toda a diferença no seu futuro.

Quanto antes o equilíbrio for conquistado, mais eficiente será sua administração financeira ao longo da vida.

E então, ficou interessado em aprender sobre investimentos? Confira 6 dicas essenciais para quem vai começar a investir agora!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *