Muito tem se falado por aí sobre investimentos. Quem começa a estudar sobre o assunto, sabe que não existem milagres e é preciso dar um passo por vez.

Por exemplo, antes de guardar dinheiro para fazer uma grande viagem, quem tem educação financeira sabe que é preciso construir uma reserva de emergência para segurar as pontas em caso de imprevistos. Do mesmo modo, para ter a reserva é necessário disciplina para, todo mês, fazer as aplicações.

A questão é que disciplina tem que caminhar junto com organização. Então, antes de pensar em investir, é fundamental colocar a casa em ordem e organizar as despesas. Quanto será poupado? Quanto será gasto em “luxos”? Quanto será destinado às obrigações mensais?

Existem diversas regras que servem como diretrizes para tomadas de decisão financeira. Igualmente, há várias regras monetárias para colocar as finanças nos trilhos. Neste artigo, resolvemos falar de uma dessas regras, o método 50-30-20 de organização do orçamento.

O que é o método 50-30-20?

O método 50-30-20 é uma regra popular para divisão do orçamento. Ele é bem simples de entender:

  • 50% da sua renda deve ir para suas necessidades, como moradia, transporte, impostos, alimentação.
  • 30% pode ser alocado aos itens flexíveis. É tudo o que você compra e deseja, mas não necessariamente precisa (como, por exemplo, dinheiro gasto em compras e viagens).
  • 20% deve ir em direção aos objetivos financeiros, como construir uma reserva de emergência, pagar dívidas, poupar para a aposentadoria, realizar investimentos etc.

Antes de explicar um pouco mais sobre como colocar o método 50-30-20 em prática, é importante respondermos a uma questão:

Por que a regra 50-30-20 é indicada?

Começar um orçamento e organizar os gastos pode ser algo difícil. O método 50-30-20, baseado nas porcentagens que explicamos, ajuda a criar um equilíbrio entre obrigações, objetivos e lazer.

O que se espera com essa regra para organização do orçamento é que a pessoa consiga pagar suas contas, aumentar suas economias e ter a liberdade de usar parte do seu dinheiro para aproveitar a vida. Afinal, de nada adianta organizar as finanças e não desfrutar dos momentos de lazer.

O método 50-30-20 é também um bom ponto de partida para iniciantes em orçamento, especialmente porque dá uma certa consistência no gerenciamento do dinheiro. Importante ressaltar que trata-se de uma das maneiras de organização das finanças. Existem outros métodos e cada um deve escolher aquele que mais faz sentido para si.

Como colocar o método em prática?

O primeiro passo é colocar no papel, em uma planilha, ou aplicativo, todos os seus gastos do mês. Desse modo você saberá exatamente para onde está indo seu dinheiro. Faça o mesmo com os seus ganhos, anotando-os.

Como comentamos neste artigo, este é o momento de sentar e organizar todos os documentos ou papeis que representem suas entradas e saídas mensais: contas a vencer, fatura do cartão de crédito, holerite, e tudo que possa sinalizar de onde o dinheiro vem e para onde ele vai.

Quando tudo estiver organizado, é hora de começar o controle financeiro. Para isso, dê uma atenção especial aos seus gastos e observe:

O que é essencial? (os 50%)

Pelo método 50-30-20, metade do orçamento (50%) deve ser alocado para o que é essencial e para as obrigações. Aqui entram os itens que compreendem o básico diário de que você precisa para sobreviver.

Isso inclui alimentação, aluguel, condomínio, contas de energia e água, entre outros itens. Para sermos mais claros, as despesas essenciais são aquelas que você quase certamente teria que pagar, independentemente de onde vive, onde trabalha ou do que seus planos futuros incluem.

Em geral, essas despesas são praticamente as mesmas para todos. No entanto, além desses gastos que são quase os mesmos para todos os indivíduos, nesta categoria do método 50-30-20 você terá que diferenciar necessidade de desejo.

Por exemplo, um plano de saúde pode ser considerado como um item fundamental para uma pessoa, enquanto para outra, pode ser visto como algo supérfluo. Um curso de idioma pode ser essencial ou não, depende do indivíduo e dos seus planos para o futuro.

Portanto, analise com calma os itens que você considera essenciais e direcione 50% do orçamento pessoal para eles.

O que é considerado como gastos pessoais? (os 30%)

De acordo com o método 50-30-20, 30% do seu orçamento deve ser alocado para seus desejos pessoais. Ao contrário do que muitos podem imaginar, trata-se de uma parte muito importante, pois é o tipo de despesa que traz conforto e, inclusive, melhora a qualidade de vida.

Somente você pode definir quais de suas despesas podem ser designadas como “pessoais”. Talvez, para você seja o cafezinho no começo do dia, jantar com os amigos, ir à academia, comprar um item de desejo etc.

Mais uma vez, depende de pessoa para pessoa. Assim como no exemplo do plano de saúde, a academia pode ser um item essencial para alguns, mas considerado como supérfluo para outros.

Importante entender que este é o item do método 50-30-20 que tem mais espaço para “manobras”. As obrigações são muito difíceis de cortar (você não consegue deixar de pagar o condomínio, ou de pagar a prestação da faculdade). Já os itens que entram como gastos pessoais podem ser alterados.

Por exemplo, será que o cafezinho de todo dia precisa ser mesmo diário? Você precisa ir ao salão toda semana? Será que não está comprando mais roupas do que deveria? O seu plano da academia não pode ser reduzido? Você realmente utiliza a TV a cabo?

É importante fazer uma análise do estilo de vida que você está levando. Muitas pessoas, quando chegam nessa parte do método 50-30-20, percebem que estão vivendo em um padrão de vida acima do que deveriam. Por isso, seja muito sincero com seus gastos e com o que você consegue eliminar ou reduzir nos itens pessoais.

Um artigo que pode ajudar: 3 despesas mensais para reduzir e economizar seu dinheiro.

Investimentos ou quitação de dívidas (os 20%)

A última parte do método 50-30-20 é de extrema importância. Pense nesta categoria como a que “vai levá-lo para frente”.

Aqui, 20% do seu salário deve ser dedicado para economizar ou pagar dívidas (caso você tenha dívidas, foque primeiro em quitá-las). É nesta parte que você investe em seu sonhos.

Caso não tenha reserva de emergência, aloque uma dinheiro para construí-la. Você pode, por exemplo, guardar 10% para a reserva e 10% para aposentadoria. Ou, pode investir 15% para construção de patrimônio e os 5% restantes para fazer uma viagem.

Importante é ir com calma e, antes de qualquer coisa, construir o seu colchão financeiro que lhe ajudará em casos de emergências.

Concluindo

O método 50-30-20 garante que você cubra suas despesas, sendo responsável economizando para amanhã e, o que é importante, dando a si mesmo espaço para aproveitar a vida hoje.

Algo importante de ressaltar é que você não precisa adotar a regra literalmente. Sua vida é diferente da de qualquer outra pessoa, assim como são diferentes os seus objetivos.

Ao revisar suas receitas e despesas, determinar o que é essencial e o que não é, e estabelecer metas financeiras, você pode alocar menos que 50% em despesas obrigatórias e aumentar a porcentagem para os investimentos, por exemplo.

Considere o método como uma maneira de equilibrar suas contas e trazer mais controle. Mas, claro, ao definir a porcentagem, tenha disciplina para segui-la e respeitá-la.

Gostou deste artigo? Esperamos que este seja o passo inicial para sua independência financeira. Quer mais dicas como essa? Então siga-nos em nossas redes sociais e assine  nossa newsletter.

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *