Quando a data de receber o 13º salário se aproxima, já surge uma ansiedade boa, não é mesmo? Afinal, quem não gosta de receber um dinheiro a mais na conta?  Contudo, esta situação fica melhor ainda quando você sabe o que fazer para seu décimo terceiro render mais.

É importante pensar nas estratégias para utilizar com inteligência este valor adicional. Isso porque o final do ano traz também algumas demandas que podem desequilibrar seu orçamento. E é por isso que, mesmo com o valor extra, muitos brasileiros não conseguem alcançar a folga financeira que desejavam.

Pensando nisso, vamos compartilhar neste artigo algumas dicas para que você mantenha suas finanças sobre controle e use o dinheiro de maneira inteligente. Confira!

Conheça suas prioridades

A primeira questão que você deve ter em mente é que a quantia que os trabalhadores recebem a mais no final do ano não deve ser vista como um bônus do salário. Cometer esse erro é o que faz com que muitas pessoas gastem o 13º sem ao menos perceber como isso aconteceu.

Então, a melhor forma de evitar isso é considerar o dinheiro dentro de seu planejamento financeiro anual. Se você ainda não tem um, pare um pouco para definir suas prioridades. Quais são as ações mais importantes nas suas finanças?

Quitar dívidas, poupar dinheiro para um objetivo futuro, fazer um curso, viajar… Esses são alguns exemplos de metas comuns. Reflita sobre as suas e procure estabelecer aquelas que são prioritárias. Depois disso, fica mais fácil decidir como usar o décimo terceiro.

Elimine dívidas

Quem está inadimplente deve ter uma prioridade máxima: quitar ou negociar a dívida. Isso porque a ação dos juros pode criar um grande efeito bola de neve e deixar suas finanças cada vez mais complicadas. Com o tempo, torna-se mais difícil resolver a questão.

Então, uma estratégia para fazer o 13º render mais é aproveitando os descontos para a quitação da dívida à vista. Quando isso não for possível, tente pelo menos negociar o valor total em parcelas que caibam no seu bolso para o próximo ano.

A mesma ideia vale para dívidas com as quais você não está inadimplente — é o caso de parcelas de compras ou financiamento, por exemplo. Se puder, antecipe alguns pagamentos para obter maior flexibilidade no orçamento e pagar menos juros.

Organize seus objetivos

Você estabelece objetivos para sua vida no futuro? Às vezes, nós temos sonhos, como trocar de carro, fazer uma reforma em casa, concluir uma faculdade, etc. Entretanto, se não pensamos sobre eles de maneira específica, fica mais difícil realizá-los.

O melhor é definir objetivos e metas. De preferência, tendo prazos para cada conquista. Um exemplo: o objetivo de trocar de carro pode ser de médio prazo, considerando dois ou três anos para isso.

Já uma viagem pode ser sua meta de curso prazo, enquanto a faculdade ou aposentadoria são de longo prazo. O importante é você fazer uma lista personalizada do que deseja para o futuro e se organizar em relação aos prazos, para saber como dividir o 13º entre eles.

Modere nos gastos de fim de ano

Não é só você que fica animado quando seu décimo terceiro está se aproximando. O comércio também espera ansioso o aquecimento dessa época do ano. Isso porque as confraternizações e a troca de presentes entre as pessoas faz mais dinheiro circular na economia.

Entretanto, exagerar nos gastos desse período não faz o seu décimo terceiro render mais. Por isso, o indicado é moderar nas compras e planejar com cuidado o que você gastará.

Muitas vezes, é possível presentear gastando pouco ou mesmo substituir o presente por momentos especiais com a família e os amigos.

Fique atento também às propagandas para não ceder a todos os impulsos de consumo. Analisar cada gasto antes de realizar uma compra fará muita diferença no seu orçamento, permitindo que sobre mais dinheiro para outras coisas.

Monte uma reserva de emergência

Se você não tem dívidas, que tal usar o dinheiro extra para começar uma reserva de emergência? Ela é necessária para todos que buscam saúde e equilíbrio financeiro, pois oferece uma segurança diante de gastos imprevistos.

Dessa forma, é possível evitar abrir mão de algum objetivo ou se endividar para resolver um problema. Caso aconteça uma emergência financeira, esse dinheiro estará pronto para ser utilizado.

Uma parte do seu 13º pode ser o início dessa reserva. Assim, você conquista mais estabilidade e, com o tempo, também mais liberdade de escolha. Afinal, quem tem uma boa quantia poupada tem mais tranquilidade ao tomar decisões que afetem sua renda.

Planeje o início do ano

Se a felicidade chega ao brasileiro ao saber que o décimo terceiro cairá na conta no final do ano, a preocupação chega em janeiro. Essa é a época em que diversas contas se reúnem — como impostos (IPTU, IPVA), matrícula de escolas e faculdades, material escolar, anuidades de conselhos profissionais, etc.

Considerando isso, é inteligente utilizar parte da renda extra para se planejar melhor diante desses custos. Muitos deles oferecem parcelamento, mas, além de gastar mais com isso (porque se perde o desconto), escolher essa opção significa que a conta impactará seu orçamento por vários meses.

Logo, o aconselhado para fazer seu 13º render mais é reservar parte desse dinheiro para pagar algumas das obrigações do início do ano à vista. Imagine começar o mês de janeiro sem essa preocupação? Com certeza vale a pena.

Invista

Por fim, existe a alternativa de usar seu 13º para ganhar mais dinheiro, que tal? Isso pode ser feito de maneira prática, pelo celular, ao investir em produtos financeiros. Dessa forma, o dinheiro trabalhará para você, formando uma renda passiva.

Começar a estudar sobre investimentos e montar uma carteira são as melhores escolhas que você pode fazer pela sua vida financeira. Para isso, conheça seu perfil de investidor, descubra a diversidade de produtos e aprenda a escolher os mais indicados para o seu caso.

Com essas estratégias, seu décimo terceiro renderá mais e trará ótimos frutos agora e no futuro. Ao seguir nossas dicas, você garante decisões mais inteligentes com o seu dinheiro — e isso gera tranquilidade e segurança para fazer seus planos e ter qualidade de vida. Aproveite!

Ficou em dúvida sobre começar a investir? Entenda por que você não precisa esperar ganhar mais para fazer isso!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *