Fazer intercâmbio é uma experiência incrível. Além de conhecer outras culturas e dominar um idioma diferente, estudar no exterior traz inúmeras vantagens para seu crescimento pessoal e profissional.

Por isso, muitos pais aproveitam a oportunidade de planejar uma viagem internacional para os filhos durante o ensino médio ou a faculdade. Mas não há idade ideal para isso. Profissionais com a carreira em andamento também se beneficiam de estudar ou trabalhar por um tempo em outro país.

Quer saber como planejar isso, seja para você ou seu filho? Confira as dicas deste post!

Por que estudar no exterior?

Ao pensar nos gastos e nos desafios de planejar estudar no exterior, muitas pessoas se perguntam se vale mesmo a pena fazer isso. A resposta para esse questionamento não tem como ser negativa. É claro que é válido viver essa experiência!

Uma das maiores vantagens é a oportunidade de crescer na carreira. O mercado de trabalho evidentemente prefere candidatos que tenham enriquecido seu currículo com vivências diferentes.

Isso sem falar que o domínio de outras línguas, como o inglês, tornou-se não apenas um diferencial, mas um requisito para muitos cargos atrativos — como os de liderança. Então, o intercâmbio é ótimo para quem deseja se desenvolver profissionalmente.

Outra vantagem dessa prática é ampliar sua rede de contatos. Já pensou em conhecer profissionais de diversos países e conseguir oportunidades de carreira em locais diferentes? O intercâmbio proporciona isso.

As experiências pessoais também se ampliam muito durante uma viagem como essa. Quem sai de seu país por um tempo alcança mais independência, tem o desafio de conviver com pessoas de outras culturas e passa a conhecer ainda mais as próprias potencialidades e limites.

Como se planejar para um intercâmbio?

Agora que você já viu que sempre vale a pena planejar estudar no exterior, vamos saber como fazer isso? A preparação é um processo indispensável para garantir a tranquilidade desse período fora do país. Com as nossas dicas, seu intercâmbio vai sair do papel da melhor maneira!

Defina detalhes da viagem

Depois de decidir que quer planejar um intercâmbio, é preciso delinear a viagem em detalhes. Pense, por exemplo, em que país você pretende morar, qual será o tempo de duração, que cursos deseja fazer, quais são os outros objetivos que tem para a viagem etc.

Toda a experiência precisa ser detalhada nesse passo, porque a realização de seu plano depende das pesquisas prévias e do cálculo dos custos — etapas que só podem acontecer depois dessa definição dos detalhes.

A dica para escolher o país é pensar em quais locais podem agregar mais valor para sua vida. Hoje em dia, os países de língua inglesa geralmente ganham nesse quesito. Para decidir entre eles, considere outros aspectos, como a estrutura para moradia, a qualidade dos cursos oferecidos e, porque não, as oportunidades turísticas.

Se for possível, eleja mais de uma opção de lugar para onde viajar. Assim, você conta com mais flexibilidade financeira na hora de fazer os orçamentos. Afinal, os custos podem ser um critério fundamental na sua decisão de destino.

Calcule os custos

Na hora de calcular qual será o preço da viagem, é preciso considerar principalmente a taxa de câmbio. Fique atento às diferenças entre o valor do real e da moeda do país que você escolher. Todos os seus gastos na viagem serão influenciados por esse aspecto.

A fase de cálculo de custos demanda muita pesquisa. Por isso, não deixe de fazer diversas buscas na internet e entrar em contato com agências que fornecem serviços de intercâmbio. Isso vai ajudar a montar um orçamento mais realista.

Saiba que uma viagem para estudar no exterior pode ter valores muito diferentes, a depender das escolhas que você faz. Em relação à moradia, por exemplo, existem várias opções: hospedar-se na casa de nativos, morar em repúblicas, ficar em alojamentos de faculdades ou ter sua própria casa.

Para cada modelo desses há um orçamento diferente. O mesmo vale para escolhas quanto ao tipo de curso que vai fazer, ao estilo de viagem que quer, aos gastos com lazer e entretenimento no outro país etc.

 Pesquise programas de bolsas

Normalmente, estudar no exterior não sai barato. Entretanto, o dinheiro gasto em educação costuma trazer ótimos resultados em longo prazo. Ainda assim, se você não tem uma quantia suficiente para realizar seu sonho ou o do se filho agora, existem algumas alternativas.

Uma delas é se cadastrar em projetos de bolsa de estudos. Algumas faculdades ou programas de pós-graduação fazem parcerias com instituições internacionais e possibilitam que seus alunos façam intercâmbio sem ter que pagar por ele.

Além disso, outras instituições também lançam programas de intercâmbio e selecionam bolsistas para fazer parte. Fique de olho nessa opção e pesquise sobre essas empresas. Assim, você pode encontrar ótimas oportunidades que ajudem a fazer uma viagem mais econômica.

Organize suas finanças

Independentemente de conseguir uma bolsa de estudos ou não, será preciso organizar as finanças antes de estudar no exterior. Afinal, seja qual for o tipo da sua viagem, sempre existirão gastos substanciais nessa experiência.

Então, comece esse passo o quanto antes. Contar com o fator tempo ajuda muito na realização dos sonhos de médio e longo prazo. Se você ainda não tem um controle financeiro pessoal, é hora de registrar seu orçamento doméstico e analisar suas finanças.

Se você já faz isso, experimente avaliar novamente seu planejamento financeiro e ver o que pode ser mudado nele para custear o plano do intercâmbio com mais conforto e tranquilidade. Colocar em prática dicas de economia é sempre uma sugestão válida para planejar o futuro.

Invista

Por fim, não se esqueça de aproveitar as vantagens que só os investimentos podem trazer para você. Depois de separar um valor para trabalhar ou estudar em outro país, invista a quantia em uma alternativa vantajosa.

Essa é uma forma de evitar gastar o dinheiro em outras demandas, protegê-lo contra a inflação e ainda conseguir rendimentos por ele enquanto a viagem não chega. Com tudo isso, os investimentos podem agilizar a realização de seus planos.

Mas fique atento para escolher produtos financeiros com vencimentos que estejam de acordo com a data em que você pretende viajar. Do contrário, há o risco de perder rendimentos ao pedir resgate antecipado do valor.

Viu como se planejar para estudar no exterior ficou mais fácil com as nossas dicas? Siga o passo a passo que demos e tenha a certeza de que sua viagem sairá conforme o esperado. Dessa forma, o intercâmbio tem tudo para agregar na sua vida ou da sua família!

E então, gostou deste post? Aproveite para ler sobre o quanto você precisa investir para estudar fora do país!

Como fazer seu dinheiro trabalhar para você?

Aprender a investir melhor seu dinheiro e tomar boas decisões de investimentos, de acordo com seu planejamento pessoal, é a única maneira de fazer seu dinheiro trabalhar para você e de conquistar todos os seus objetivos financeiros.

Quer acelerar a conquista da sua liberdade financeira? Então clique aqui e saiba como fazer o seu dinheiro trabalhar para você agora!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *