As vantagens do cartão de crédito são várias. Existem muitos que oferecem programas de milhas e prêmios, há a facilidade da compra pela internet e a segurança, para citar alguns benefícios desse modo de pagamento.

Além disso, se somos pessoas organizadas, fazer compras pelo cartão é uma forma de controlarmos melhor as finanças. Isso – reforçamos, SE a pessoa tiver controle financeiro.

Do contrário, como comprar com cartão é algo prático, existe o risco de irmos consumindo sem nos preocuparmos com o mês seguinte. Ou, ainda, de empurrar a fatura com a barriga. Em ambos os casos, o que poderia ser visto como um mocinho pode transformar-se em vilão.

Para que isso não aconteça com você, neste artigo damos seis dicas para usar o cartão de crédito com inteligência e conseguir extrair dele todas as suas vantagens. Boa leitura!

1. Tenha poucos cartões

Ter cartão de crédito é muito fácil, e hoje em dia o mercado possui diversas opções. Isso faz com que muitos caiam na tentação de andar com vários cartões na carteira.

Alguns fazem isso por causa do limite. Como dependendo do caso o limite fornecido é baixo, há quem opte por ter vários “dinheiros de plástico” e ir comprando um pouco em cada um.

Especialistas dizem que ter até dois ou três cartões no máximo pode ser uma opção viável. Especialmente para quem quer ter duas bandeiras diferentes e poder, ainda, dividir as datas de vencimento das faturas (podendo utilizar um cartão com vencimento para início do mês, e outro na metade, por exemplo).

Mas seja como for, tome o cuidado de não cair no erro de que está fazendo a contabilidade mental e que seus gastos estão sob controle. Tenha em mente que quanto mais cartões tiver, mais organizado precisa ser nas finanças pessoais.

Além disso, quando uma pessoa usa diversos cartões corre o sério risco de esquecer a data de pagamento da fatura. E aí cai num erro que falaremos mais adiante.

2. Utilize seu cartão de crédito para organizar as finanças

Você sabia que uma das vantagens do cartão de crédito é que ele possibilita um maior controle das finanças?

Ao centralizar todas suas compras (ou pelo menos a maioria delas) no cartão, você tem um melhor controle dos seus gastos. Dessa maneira consegue ver onde está gastando mais e, se for uma pessoa bem organizada, pode inclusive identificar seu padrão de consumo.

A dica para quem quer controlar o dinheiro é anotar, por um mês, tudo o que sai da carteira. Muitos cartões de crédito possuem aplicativos bem fáceis de usar e que permitem uma boa visualização dos gastos.

Você pode fazer seu acompanhamento por eles e, uma vez identificado como está o seu consumo, pode organizar melhor o orçamento.

3. Estabeleça limites

O seu cartão de crédito tem limites, mas isso não significa que seu consumo deve atingi-lo. Tenha em mente que o que importa, aqui, é o quanto você pode gastar com suas compras.

Para a maioria das pessoas o cartão de crédito não é o único meio utilizado para pagar as contas. Então, o ideal é analisar todos os seus gastos (como comentado no item acima) e verificar a quantidade de dinheiro que seu orçamento permite que seja usado nas compras no cartão.

Existem vários métodos para organizar o orçamento e, assim, definir limites. Uma delas é o método 50-30-20. De acordo com ele:

  • 50% da renda deve ir para as necessidades básicas.
  • 30% deve ser destinada aos itens flexíveis.
  • 20% deve ir em direção aos objetivos financeiros.

Analise a partir da sua renda quanto pode gastar com cada item, considerando as porcentagens. Em seguida, veja como é seu consumo no cartão e estabeleça os limites. E lembre-se nunca gaste mais do que ganha!

4. Negocie anuidade

Existem diversas opções de cartão de crédito no mercado e a vantagem é que você pode escolher aquela que mais se encaixa à sua realidade e aos seus objetivos. Nessa escolha, não esqueça de considerar a anuidade.

Ela varia de acordo com instituições financeiras, sendo que às vezes um mesmo banco oferece diferentes valores de anuidade. Isso porque a taxa varia de acordo com os benefícios que o cartão oferece.

Geralmente, quanto mais alto o limite e maiores os benefícios, mais alta será a anuidade. Como existem cartões com anuidade zero, muitos bancos são mais flexíveis para negociar o valor por ano que cobram. Caso você pague anuidade pelo seu cartão de crédito, converse com a instituição financeira e negocie o máximo que puder.

5. Evite parcelamentos e não atrase o pagamento

Dois dos maiores erros ao usar o cartão de crédito – e que podem colocar todas as vantagens oferecidas por esse meio de pagamento por água abaixo – é parcelar a fatura e/ou atrasar o pagamento.

Quem opta por uma das opções pode ver um rombo em seu orçamento. Principalmente, entenda que sempre que pagar o valor parcial da fatura, no final terá pago um valor muito mais alto do que o original.

Para se ter uma ideia, os juros do parcelamento e dos atrasos são tão altos que quando uma pessoa decide organizar sua vida financeira, uma das primeiras dívidas que ela deve quitar é justamente a do cartão de crédito.

Caso esteja com dívidas no seu cartão, não se preocupe: confira 5 passos para quitá-las.

6. Aproveite os benefícios que o cartão oferece

Em geral, quando o cartão  oferece benefícios ele cobra anuidade. Isso não é uma regra, mas em especial se este for o seu caso, e se o seu cartão oferecer descontos em parceiros, programas de milhagem, seguro viagem, entre outras vantagens, utilize-as.

Essa é uma maneira de reverter a cobrança da anuidade em economia para você. E caso o cartão ofereça benefícios, mas você não faz uso deles e ainda por cima paga anuidade, então, talvez esteja na hora de rever o cartão de crédito que está na sua carteira.

Para lhe ajudar a resolver isso, damos 6 dicas de como escolher o cartão de crédito com mais vantagens para você. Clique aqui e leia o artigo!

Autor

Equipe André Bona

O Portal André Bona é um site de educação financeira independente, que tem como missão auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e seus produtos. Assine nossa newsletter!

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *