A organização financeira é uma das principais qualidades das pessoas bem-sucedidas. Seja na vida pessoal, familiar ou profissional, dispor de ferramentas para gestão de receitas e despesas é fundamental para alcançar resultados positivos no controle das contas.

Um dado recente, levantado por uma pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), revela que quase metade dos brasileiros (45,8%) não controla de perto o seu orçamento, e boa parte dessa fatia utiliza métodos pouco confiáveis de organização.

Diante disso, preparamos este post com os principais tipos de planilha de planejamento financeiro, para que você possa organizar as suas finanças com segurança e, assim, aumentar suas chances de sucesso na condução de seus projetos pessoais ou profissionais! Acompanhe:

Planilhas em Excel

Sem dúvidas, o Microsoft Excel é uma das principais ferramentas utilizadas em todo o mundo para a gestão de finanças. Esse editor de planilhas eletrônicas oferece inúmeros recursos que tornam tal administração mais fácil e confiável.

A seguir, veremos três tipos de planilhas prontas de planejamento financeiro. Todas elas podem ser baixadas gratuitamente a qualquer momento, para você aprimorar o controle das suas finanças. Vejamos:

Planilha de planejamento doméstico do Idec

O Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) é uma associação independente, sem fins lucrativos, e que visa assegurar os direitos dos cidadãos diante de instituições financeiras.

Para isso, ele disponibiliza uma importante planilha de planejamento financeiro doméstico, que pode ser baixada gratuitamente. Trata-se de uma ferramenta completa, capaz de auxiliar as pessoas a:

  • identificar os principais hábitos de consumo;
  • acompanhar a origem e o destino das receitas mensais;
  • prever rendimentos futuros;
  • planejar gastos e realizar reservas;
  • obter total controle das compras parceladas.

Esse valioso recurso de gestão contribui para que os brasileiros mantenham as suas finanças em ordem. Afinal, o endividamento dos consumidores no Brasil ainda é elevado, sobretudo em grandes capitais, onde o nível de desenvolvimento econômico é maior.

Planilha de planejamento financeiro do BM&FBovespa

Semelhante à planilha do Idec, a disponibilizada pelo BM&FBovespa — instituição privada que atua no mercado financeiro e de capitais — também favorece a gestão simplificada de recursos.

Em apenas uma aba, essa planilha visa documentar de maneira simples os investimentos do usuário, bem como disponibilizar uma plataforma de fácil uso e ideal para o controle de ganhos e gastos.

Ela favorece o manuseio por quem tem pouca familiaridade com o Excel, na medida em que bastam ser adicionados os valores nos respectivos campos para, assim, se ter acesso instantâneo aos resultados das equações.

Dentre os muitos atributos positivos dessa planilha de gerenciamento financeiro, destacam-se os seguintes:

  • guia completo de orçamento anual;
  • lançamento de despesas fixas, variáveis, adicionais e extraordinárias;
  • inclusão de valores destinados aos investimentos;
  • análise dos possíveis desdobramentos de atividades financeiras, como aquisições, empréstimos, financiamentos, consórcios etc.

O material pode ser baixado no site da instituição. O download é rápido e o conteúdo é bem leve, em termos de armazenamento. Se a sua necessidade condiz com uma planilha de planejamento financeiro simplificada e completa, ao mesmo tempo, essa é, sem dúvida, uma excelente opção.

Planilhas de planejamento financeiro da Microsoft

A Microsoft, uma das maiores empresas de tecnologia do mundo, também oferece planilhas gratuitas para controle do orçamento.

Seus materiais são um pouco mais sofisticados, mas ainda atendem muito bem quem não domina o Excel. Assim, quem procura uma ferramenta com mais recursos, que disponha de gráficos para análises acuradas, encontra nas planilhas de planejamento financeiro da Microsoft a ferramenta perfeita.

Como a empresa disponibiliza diversos tipos de planilha, apontamos aqui alguns dos principais modelos que podem ser baixados a qualquer momento pelos usuários:

Esses e muitos outros modelos estão à disposição de quem deseja aumentar o rigor do controle aplicado às próprias contas, seja no âmbito doméstico ou corporativo.

Aplicativos mobile para gerenciamento financeiro

De fato, o mercado de tecnologia encontrou na crescente necessidade das pessoas de gerir o próprio orçamento uma excelente oportunidade de crescimento.

Centenas de aplicativos mobile foram desenvolvidos para operar nas plataformas Android, iOS e Windows Phone, a fim de suprir essa demanda premente de organização, principalmente entre os brasileiros.

Confira, a seguir, três aplicativos que, à semelhança das planilhas de gerenciamento financeiro, têm permitido que milhões de pessoas assumam uma nova postura no controle e na expansão de seu valioso patrimônio:

Aplicativo Mobills

Esse aplicativo realiza comparativos mensais e anuais de gastos, e aponta as categorias em que o usuário mais aplicou recursos.

Além disso, o Mobills dispara notificações via e-mail informando o usuário sobre as contas cujo vencimento se aproxima. O app ainda conta com recursos especiais que identificam as notificações recebidas por SMS de operadoras de cartão de crédito, informando que novas compras foram realizadas.

Muitas pessoas já baixaram o Mobills. Ele está disponível gratuitamente nas plataformas Android, iOS e Windows Phone.

Aplicativo GuiaBolso

Essa é a única ferramenta de acompanhamento financeiro que organiza automaticamente, e em poucos minutos, as receitas e despesas dos usuários. Com ela é possível, por exemplo, conectar contas bancárias e cartões de crédito para a realização do planejamento financeiro pessoal.

Trata-se, portanto, de uma forma inteligente, prática, segura e, principalmente, gratuita de organizar as finanças.

O GuiaBolso está disponível tanto na App Store quando no Google Play.

Aplicativo Wally+

O Wally+ se destaca dos demais apps pelo fato de permitir que o nível de organização financeira dos usuários seja comparado com o de outras pessoas. Dessa forma, o app cria uma espécie de rede social financeira, na qual é possível postar fotos de suas compras e até marcar amigos.

Essa ferramenta permite que sejam criadas metas de gastos e notifica o usuário sobre as suas contas a pagar e suas despesas mensais.

Em língua portuguesa, o Wally+ só está disponível para sistemas Android. Usuários da plataforma iOS conseguem baixar essa ferramenta apenas na versão em língua inglesa.

Planilha personalizada

Alguns usuários são mais exigentes e, por isso, preferem elaborar a sua própria planilha de gerenciamento financeiro no Excel. Se esse é o seu caso, aprenda aqui, em linhas gerais, como montá-la:

Organização das contas pessoais

O primeiro passo para a elaboração de uma planilha de gerenciamento financeiro é elencar as receitas. Delas serão debitadas as despesas, a fim de se obter no final o saldo financeiro para o período.

As principais fontes de receitas têm de ser detalhadamente mapeadas, tais como:

  • salário;
  • pró-labore;
  • rendimentos de aplicações;
  • venda de ativos.

Em seguida, do mesmo modo, devem ser descritas todas despesas em categorias, como gastos com:

  • alimentação;
  • saúde;
  • transporte;
  • moradia;
  • estudos;
  • lazer;
  • entretenimento.

Organização das movimentações financeiras e saldo

Para essa tarefa, tão importante quanto mapear as entradas e saídas de recursos do orçamento é adicionar fórmulas capazes de equacionar os valores — nesse caso, a fórmula “=SOMA” do Excel, por exemplo, é bastante eficiente.

Assim, basta somar separadamente todos os valores inerentes às receitas e às despesas. Por conseguinte, o valor dos recursos que entraram deve ser debitado dos que saíram, de forma que se obtenha o saldo no final.

Nessa análise, cada coluna deve conter todos os registros de cada mês, e o respectivo balanço de contas do mês anterior deve ser somado ao do mês subsequente, para se construir o fluxo de caixa mensal do seu orçamento.

Enfim, viu como é simples elaborar a sua própria planilha de planejamento financeiro? Naturalmente, à medida que você tiver familiaridade com demais recursos do Excel, ela poderá ficar bem mais elaborada e, então, dispor de mais recursos para viabilizar a análise.

Gráficos e tabelas dinâmicas, por exemplo, podem ser adicionados nessa planilha. Assim, tanto a análise do fluxo de caixa quanto o acompanhamento mensal de cada item descrito ficam mais simplificados.

De toda forma, o que você deve ter em mente, seja na elaboração de uma planilha de planejamento financeiro ou na utilização de planilhas prontas — ou mesmo de aplicativos —, é que a disciplina na anotação frequente das suas movimentações é fundamental para que suas chances de sucesso na gestão sejam ainda maiores.

E aí, gostou do post? Já utiliza ou utilizou alguma das ferramentas descritas aqui? Deixe-nos o seu comentário relatando a sua experiência e resultados!

Autor

Redação Blog de Valor

O Blog de Valor é um site de educação financeira independente com a missão de auxiliar pessoas e famílias a melhor compreender o mercado financeiro e os seus produtos. Assine nossa newsletter!

shadow

Posts relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *